• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A continuidade é o melhor protocolo na musculação

    Musculação não é um esporte de resultados rápidos, por isso entenda como a perseverança e a continuidade são fundamentais para alcançar bons resultados!

    Você tem feito as escolhas corretas para obter resultados? Se deseja perder peso, ganhar massa muscular, aumentar a resistência cardiovascular, se reabilitar de lesões, fortalecer o corpo ou outro aspecto qualquer relacionado com a prática da musculação, tem realmente feito por merecer ou a busca por ilusões tem sido maior do que a realidade? Será que você tem se esforçado o suficiente para atingir seus méritos?

    musculacao-e-sua-continuidade

    Ser constante na musculação é algo fundamental para obter bons resultados. Sem protocolos corretos frente a uma constância no que se faz, buscando diretrizes que possam proporcionar bons estímulos ao corpo, dificilmente obteremos resultados, por mais que busquemos através de métodos alternativos. Mas, será que conseguimos mesmo ser constantes naquilo que fazemos? O que será que diferencia os que conseguem resultados sólidos com a prática da musculação e os que não obtém esses resultados?

    Pouco tempo atrás, recebi um alerta em meu Smartphone e, logo fui verificar o que era. Ao abrir a mensagem, uma garota me interrogara se poderia atende-la naquele instante. Prontamente, propus ajudar e decidi ouvir o caso. A garota explicara que gostaria de obter assessorias em treinamentos, pois iniciara suas práticas de atividades resistidas com pesos (leia-se musculação) a pouco tempo, mais precisamente, cerca de quatro meses.

    Até aí, nada incomum foi observado por mim. E então, continuei a entender melhor o caso: A garota sim, gostaria de uma assessoria que a transformasse em uma “paniquete” até o verão, ou seja, gostaria de transformar seu corpo da água para o vinho em cerca de 4 meses no máximo.

    Para os mínimos conhecedores da musculação e de seus REAIS efeitos, já é possível notar um ar de “isso é impossível, as coisas não acontecem assim!”. Da mesma forma, para os que bem me conhecem e sabem que não procuro iludir as pessoas, já imaginam que minha resposta frente ao que ela desejara era negativa. E sim, foi. Fui claro o suficiente ao expressar que aquilo era um trabalho impossível e que musculação não era sinônimo de prazo e tampouco de resultados para o verão, mas sim, sinônimo de trabalho contínuo, complexo e, claro, correto também. Certamente, essa é a diretriz que a faz tão singular a meu ver.

    Essa breve introdução é simplesmente para nos remetermos a nós e pensarmos o quão contínuo está sendo nosso planejamento e as nossas atitudes frente à busca por resultados cada vez mais concretos e possíveis de acontecerem.

    Ao iniciarmos a prática de musculação ou de algo que seja modificatório em nosso corpo e vida, normalmente, passamos a pensar em resultados o mais rápidos possíveis. E eles até começam a acontecer no inicio, mas com o tempo chega a temida fase de estagnação, a qual nos faz refletir sobre o quão necessário é manter a constância e a intensidade cada vez maiores para continuar obtendo o mesmo êxito.

    Mas, afinal, o que nos faz não manter um grau coerente de continuidade na musculação?

    Você treina seu ego ou seu corpo?

    Devemos reconhecer que o fisiculturismo é um dos esportes os quais mais lida com o ego. Isso porque, enquanto as modalidades, na maioria das vezes, estão mais relacionadas com a performance do atleta durante o jogo, na musculação e no fisiculturismo, o resultado final de um trabalho que apenas o próprio indivíduo vê é que é avaliado. Desta forma, o egocentrismo e a busca pela perfeição própria são cada vez maiores.

    Entretanto, há uma grande diferença entre o egocentrismo demonstrado frente a seu corpo no fisiculturismo e o egocentrismo em prol do exibicionismo e do achismo.

    Enquanto um atleta realmente sério, que busca resultados preocupa-se CONSIGO apenas, o indivíduo que “quer se destacar” preocupa-se com o que vão achar dele e, por conseguinte, começa a exercer todas aquelas bobagens básicas as quais já conhecemos bem e talvez até tenhamos presenciado: Pesos excessivos com péssima execução, falta de respeito com indivíduos de menor porte físico, apologia a substâncias ilícitas, etc etc etc.

    O problema em ter o ego maior do que a capacidade física é acabar por esquecendo coisas que fundamentalmente irão fazê-lo se desenvolver: Que tal um belo descanso ao invés do exibicionismo dos bíceps inchados na sexta-feira a noite? E que tal um prato de frango com batatas ao invés do jantar a dois? Sim, talvez essas sejam coisas as quais você não precisa se tornar escravo, mas terá de fazer algumas vezes se realmente quiser bons resultados!

    É muitas vezes necessário manter uma continuidade no processo da fuga pelo ego e preocupar-se apenas consigo e com o que VOCÊ necessita melhorar.

    Interrupção de treinos

    A interrupção de treinos é um processo frequentemente visto nas mais diferentes academias de musculação. Quantas e quantas vezes você não vê indivíduos por um período durante os treinos e como num passe de mágica eles reaparecem para treinar (por hora, com um corpo subdesenvolvido). Quantas e quantas vezes não vemos relatos de pessoas que “treinam a 5 anos, mas voltaram a treinar sério há 2 meses”? Sim… Esses são só alguns casos.

    musculacao-estilo-de-vida

    Acontece que a musculação é um esporte que, ao mesmo tempo que pode lhe proporcionar a melhor gratidão do mundo, pode também transformá-la em ingratidão. O corpo humano é algo bastante peculiar e curioso, isso porque, se pararmos o desenvolvimento e até mesmo a busca por progressos cada vez maiores, cairemos na lei da estagnação e consequentemente essa lei nos remete a lei da retração, ou seja, do uso e desuso. O que não for utilizado, será descartado, ainda mais, se tratando de um fator (leia-se músculos) o qual desprende grande demanda energética do corpo (e bem como sabemos, o corpo pouco gosta de gastar energia, mas sim, armazená-la por nossa própria genética de desenvolvimento).

    Portanto, reconheço sim que há momentos onde o treinamento necessite de uma certa diminuída em frequência, mas procure não parar por completo e, acima de tudo, procure fazer de cada sessão existente uma forma de progresso e busca por métodos cada vez maiores de intensidade. Lembre-se que você não pode se dar ao luxo de perder o que tanto demorou para conquistar e o tanto que suou para tal simplesmente por conta de comodismo.

    Não queira resultados rápidos

    A maioria das pessoas ao entrarem no mundo da musculação, imaginam que alcançarão seus resultados da noite para o dia. Para a decepção, não da maioria, mas de todos que pensam assim, a demora em obter resultados começa a ser algo constante. Desta forma, passam a perceber o quanto é necessário uma continuidade no trabalho sério. E, o mais incrível: Passam a perceber o quanto é importante sempre querer mais.

    Infelizmente, adeptos a esses resultados rápidos, alguns indivíduos passam a optar por “métodos alternativos” e, para os que bem sabem, estou sim falando dos métodos relacionados a substâncias ergogênicas de caráter FÁRMACO ou mesmo da utilização inadequada de suplementos alimentares, que pode ser tão prejudicial quanto. Lembre-se que saúde é algo que não se conquista pouco a pouco, mas que se degrada ou se fortalece. E você é o principal responsável por quanto isso irá interferir negativamente ou positivamente em sua vida. Infelizmente, muitos ao não pensarem dessa maneira sacrificam suas saúdes e acarretam danos que são irreversíveis e interferirão negativamente e diretamente em todo o decorrer de sua vida.

    Não quero entrar em méritos que relacionam o uso ou o desuso de ergogênicos fármacos, seja por atletas ou por indivíduos esportistas. Mas, quero alertar que antes de quaisquer decisões é preciso primeiramente estar certo do que está se decidindo e, acima de tudo, sempre buscar a devida orientação e, orientação adequada, fugindo ao máximo de achismos e coisas do tipo.

    Inspire-se em quem já chegou lá!

    Ter inspirações e pessoas como referência é fundamental na vida: Nos espelhamos muitas vezes em nossos pais, para sermos grandes homens e mulheres, nos inspiramos em determinados ídolos musicais, ídolos da moda, da televisão e, por que não dizer ídolos do esporte também? Ter referenciais é sempre importante para iniciar uma traçada de objetivos os quais possam nos fazer querer “chegar lá”. Entretanto, mais importante do que isso é começar a perceber o que essas pessoas fizeram ou fazem de diferente para estarem onde estão e para alcançarem o que já alcançaram. É importante traçar como diretrizes caminhos que possam te fazer chegar lá e, individualizando todo o processo, certamente os ganhos serão fundamentalmente existentes.

    Conclusão:

    A musculação pode ser uma faca de dois gumes os quais pode te possibilitar o êxito consigo mesmo e para com o seu objetivo ou pode se transformar em um grande pesadelo e tragédia. Entretanto, é necessário traçar caminhos e manter um continuo progresso para que você possa chegar ao final dele com êxito.

    Fuja de protocolos que prometem ser milagrosos, fuja de protocolos que prometem mudanças da noite para o dia e proponha-se a trabalhar sério consigo mesmo.

    Você verá os ganhos serão incríveis!

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. GLEISSON PINHEIRO 3 anos atrás


    /* */