• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A corrida e seus benefícios

    Conheça os benefícios que a pratica regular de corrida pode lhe proporcionar e aprenda a conciliar este exercício a musculação com pesos.

    Seja na calçada da praia, em parques, nas ruas, em pistas próprias (como as de Cooper), no gramado, na terra ou até mesmo em uma convencional esteira caseira ou de academia, a prática de corridas traz excelente benefícios!

    Comprar Whey Isolado VP2

    Não é de hoje que se sabe da importância do exercício físico. Seja ele qual for, desde que, em primeiro lugar atenda as preferências do indivíduo (a não ser em casos muito específicos como a necessidade de recuperação de uma lesão através de exercícios específicos), em segundo, que proporcione prazer e vontade de praticá-lo, em terceiro, que implante benefícios à vida do praticante e em quarto e último, que seja bem orientado, este, é válido.

    Não é a toa que desde a antiguidade o homem já obtinha inúmeros benefícios do exercício físico e, implicitamente, sem conhecer seu lado científico, já conseguia administrar sua vida perante ao mesmo e sabia de sua importância. Além disso, na própria antiguidade, já devemos contar com a maior necessidade do uso do próprio corpo para a realização de inúmeras tarefas. E não soa estranho ver que, dificilmente são relatados em épocas remotas, pessoas com sobrepeso excessivo e tampouco com obesidade.

    Um dos exercícios mais executados pelo ser humano, por ser algo extremamente simples e que, desde a infância começamos a praticar é a corrida. Talvez, inserido em nossa carga genética, a capacidade de correr é algo que se tornou fundamental para que, nesses anos de evolução, tivéssemos a oportunidade, ou melhor, a habilidade de garantir nossa sobrevivência. De obrigação passou a ser paixão, pois os benefícios gerados pela mesma são tantos. A grande vantagem da corrida é que é um dos exercícios mais baratos de ser praticado, com um par de tênis, um shorts e uma camiseta é possível. Por ser uma atividade aeróbia, é excelente para aumentar a eficiência cardíaca. Já nos primeiros dias de corrida é possível notar melhoras na qualidade do sono e principalmente na disposição.

    Após caminhar, perceba que a criança começa a adquirir movimentos mais rápidos e ágeis. Movimentos esses que passarão pouco a pouco a serem reconhecidos como “corrida” que, inicialmente começarão em círculos e, por conseguinte, nos diferentes sentidos.

    A corrida durante anos foi recomendada por médicos, nutricionistas e prescritas por orientadores físicos como forma de prevenir, ajudar no tratamento ou até mesmo simplesmente para condicionar os mais diferentes tipos de indivíduos a diferentes objetivos, sejam esses indivíduos atletas ou não (como em sua grande maioria). Hoje, com o conhecimento que se tem, não é incomum que um médico ou um orientador físico digam que talvez a corrida não seja a melhor opção para todos os casos e situações, visto as inúmeras outras possibilidades que temos hoje. Entretanto, não podemos desconsiderar os inúmeros benefícios que a corrida nos propicia.

    Dando uma corridinha na areia da praia

    Entre estes principais benefícios, podemos destacar:

    – Melhora da capacidade intelectual e sexual;
    – Aumenta a eficiência cardíaca;
    – O sangue circula mais rapidamente pelo corpo, o que melhora o funcionamento dos órgãos através da oxigenação;
    – O cérebro libera endorfina, estimula a sensação de bem-estar;
    – Reduz o peso de maneira geral;
    – O pulmão tem sua função maximizada;
    – Aumenta a força muscular;
    – Combate a depressão e a ansiedade;
    – Previne doenças como: obesidade, acidente vascular cerebral e osteoporose;
    – Melhora na disposição;
    – Melhora na qualidade do sono;
    – Aumento da auto-estima.

    Especificamente ao praticante de musculação que busca resultados primariamente estéticos, a corrida pode ser conveniente não unicamente por estes benefícios, mas, por sua própria modificação corpórea. Isso porque, por tratar-se de uma atividade aeróbia, ela auxiliará no aumento do gasto energético durante uma fase de “seca” ou na qual o indivíduo busca a redução de seu percentual de gordura corpórea. Entretanto, mesmo assim, estes não são os únicos benefícios: Hoje, sabe-se que métodos como HIIT e corridas de intensidade em períodos intermitentes são bastante eficazes mesmo em offseason, visto que auxiliarão não só na manutenção da gordura subcutânea, mas também, na otimização metabólica geral, inclusive a hormonal.

    A capacidade cardiorrespiratória que adquire-se durante a prática de musculação já é altíssima, eficaz e suficiente para a maioria dos indivíduos sadios, porem, ela pode ser ainda melhorada através da prática regular de corridas. Entretanto, para o atleta que encontra-se em um processo de ganho muscular e, principalmente para este atleta que possui dificuldade na mesma, devemos ter bastante cuidado quando o assunto são corridas ou práticas aeróbias. Em primeiríssimo lugar, sua dieta e seu treinamento infrequente, de alta intensidade e curta duração/volume são praticamente os fatores que mais interferirão positivamente ou negativamente em todo esse processo. Eles devem ser sinergicamente combinados para então ser possível obter resultados positivos através da corrida.

    Cupom de Desconto DDM

    Alguns cuidados extras garantirão a não interferência da corrida na musculação

    Como dito, a prática de corridas pode ajudar a fracassar ou otimizar o seu treinamento de musculação. Assim, algumas práticas não só podem como devem ser adotadas para melhores resultados.

    A primeira delas é referente ao momento em que esta corrida é realizada, visto que, se a prioridade é a musculação, então, jamais devemos iniciar um treinamento com corridas ao invés do trabalho com pesos. Isso porque, o trabalho com pesos opta primariamente pelas vias energéticas glicolíticas. Acontece que, da mesma forma, quando iniciamos uma atividade aeróbia, antes que o corpo passe a oxidar outros substratos como triglicéridios, ele oxida a glicose. Agora, imagine que, se para um bom treinamento de musculação, precisamos de glicose no músculo, essa glicose tenha já sido oxidada. Assim, se você realmente não tem tempo para a realização da prática de corrida em momentos distintos do treinamento com pesos, então, opte por realizá-la após o treinamento. Alguns indivíduos discordam dessa possibilidade, pela justificativa do possível desgaste muscular que ocorrerá, resultando então em catabolismo muscular. Mas, acredito que, neste caso, seja conveniente a prática, mas, de maneira moderada e jamais em alta intensidade.

    O segundo fator que é bastante interessante para a prática adequada de corridas é a avaliação das nutrição do indivíduo. Se visamos um declínio maior energético, então não é conveniente que a prática de corrida seja feita após uma refeição extremamente grande: Em primeira instância porque isso poderá resultar em desconfortos gástricos, possíveis enjoos, vômitos e, em casos extremos uma bela congestão. Mas, como se não fosse suficiente, ainda temos um alto nível de glicose e glicogênio no corpo, fazendo com que este seja usado como fonte energética e não a gordura corpórea que é o nosso principal objetivo. Aliás, é por isso que muitos justificam a prática do exercício aeróbio em jejum visando a perda de gordura. Jejum esse que, aliás, é muitas vezes confundido por alguns desinformados que se entopem de aminoácidos (inclusive alguns que tem ótimo desvio para vias glicolíticas), o que já pode não ser considerado jejum, propriamente dito.

    Entretanto, se o assunto é performance, faz-se necessário uma nutrição adequada para essa, seguindo protocolos totalmente diferentes. Nestes casos, visamos sim refeições, porém, distantes ao treino em si e, quanto mais próximo, maior será a necessidade da utilização de substratos energéticos de facílima digestão, como a maltodextrina ou o próprio Waxy Maize.

    Em ambos os casos, principalmente em dias de calor e, para aqueles que costumam ter uma sudorese muito intensa, uma atenção especial merece a hidratação e a possível necessidade da reposição eletrólitos. Mas, isso está bem longe de sair tomando quaisquer repositores energéticos, isotônicos, hipertônicos e afins. A maior indicação é ainda a água, sendo que, repositores, propriamente ditos, devem ter necessidade avaliada por um bom profissional de nutrição e, assim, prescrita muitas vezes de maneira individual e, com fórmulas/produtos específicos.

    Correndo ao ar livre

    Por último, é sempre conveniente relembrar alguns fatores ortopédicos: Em primeiríssimo lugar, ter a garantia de suas limitações, avaliadas e prescritas por um bom médico e revistas por um bom avaliador físico é mais do que fundamental. É necessário avaliar se há alguma propensão ou existência de lesões, problemas articulares, tendinosos ou outros quaisquer, desenvolvimento de algum tipo de complicação e/ou doença relacionada a prática de modalidades como a corrida etc. Isso porque, lembremos que a corrida possui alto impacto, principalmente quando realizada de algumas maneiras. Por isso, toda atenção é pouca!

    Além disso, deve-se utilizar equipamentos básicos necessários e fundamentais, tais quais bons pares de tênis que possam minimizar o impacto nos membros inferiores e na coluna vertebral, roupas frescas no verão que possam permitir uma boa refrigeração do indivíduo, um bom escape do suor e também uma prevenção por possíveis desidratações e roupas um pouco mais fechadas no inverno, garantindo um aquecimento (que não deve ser muito alto) da pessoa em dias frios, além de evitar possíveis choques térmicos.

    Assim como a musculação, a prática de corrida também requer uma boa recuperação e, acima de tudo um encaixe perfeito com outras modalidades praticadas, seja pelo âmbito físico ou seja pelo âmbito nutricional.

    Conclusão:

    A corrida possui benefícios para quase todos os indivíduos. Cabe uma boa avaliação dos mesmos para definir melhores protocolos da prática da mesma e, principalmente de suas necessidades específicas.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    8 Comentários

    1. silvana 1 ano atrás
    2. Simone Rocha Kneip 2 anos atrás
    3. Simone Rocha Kneip 2 anos atrás
    4. Wanderley 4 anos atrás
    5. Eduardo 4 anos atrás
    6. Ricardo 4 anos atrás
    7. Rogelio Raimundo Dosouto 4 anos atrás
    8. amanda cristina 5 anos atrás


    /* */