• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A frequência das refeições – Pt1

    Você provavelmente já deve ter ouvido algo a respeito da freqüência na qual devemos fazer nossas refeições, não é mesmo? Cada fonte, mostra um tipo de freqüência para repetição de um dos hábitos mais comuns do ser humano: Comer. Seja de 1h em 1h, 2h em 2h ou 3h em 3h, a maioria das referências hoje são a favor do maior número de refeições com quantidades menores.

    Saiba se a frequência entre as refeições pode ser prejudicial ou interessante para quem pratica musculação.

    [ad#2]Mas o porque disso?

    Bem, primeiramente, vamos entender o motivo pelo qual a ausência na freqüência de refeições não deve existir.

    Cupom de Desconto DDM

    Em primeira instância, remetendo-nos aos antepassados na pré-história, vamos observar uma escassez de alimentos, não em sua presença, mas na forma de adquirir. Era necessário caçar para comer (e muitas vezes elaborar técnicas para matar grandes e fortes animais), procurar alimentos de origem vegetal para se alimentar ou até mesmo ir atrás do bem mais precioso: a água. Talvez por isso aqueles povos eram nômades.

    Todavia, por não saber quando iria fazer a próxima refeição ou quando o alimento estaria disponível novamente, aquelas populações grandes ou pequenas se alimentavam demaseadamente, estocando o máximo possível de energia e, garantindo sua sobrevivência. Hierarquicamente, o mais forte ou mais velho comia mais e isso ia decrescendo conforme a organização da época.

    Talvez por isso, ou principalmente por isso, os genes tenham se adaptado a armazenar alimento na melhor forma que o corpo humano sabe fazer: Na forma de gordura.

    O panículo adiposo é um tecido que não requer grandes quantidades de energia para ser mantido e, consegue estocar quantidades incríveis de energia. Aliás, devemos lembrar que 1g de lipídios tem 9,3kcal, ou seja, mais do que o dobro da quantidade de energia tida em 1g de glicose ou 1g de proteínas. E isto, era ideal.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    2 Comentários

    1. :@ 6 anos atrás
    2. s 6 anos atrás


    /* */