• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A importância do fortalecimento muscular – Pt2

    Você entende por que é necessário fazer exercícios para o fortalecimento muscular? Pt2

    Comprar suplemento ZMA da Xcore Nutrition

    A sugestão e dica foi que os exercícios físicos e o foco na alimentação fossem feitos o mais rápido possível afim de não acometer o que está restando da coluna, visto que ela está com os forames (buraco no centro da vértebra por onde passam estruturas quase nada importantes como a medula espinhal) se alargando cada vez mais pela descalcificação óssea. A sugestão de uma cirurgia ficou evidente ao analisar-se que os movimentos poderiam ser pouco a pouco perdidos… Além disso, qualquer cirurgia seria de alto risco de acometer também a movimentação da cintura para baixo. Realmente, o problema era mais grave do que poderíamos imaginar…

    Então, resumidamente , o que gerou todas esses problemas foi um enfraquecimento (que não começou a pouco tempo) da coluna, aliado a práticas inadequadas de alimentação e exercício? Mas, como a alimentação e o exercício podem interferir nisso?

    Em primeiro lugar, a alimentação é a chave! A alimentação adequada evita a perda muscular (que é ainda mais evidente nessa época da vida, onde a produção hormonal é desregular). Além disso, a alimentação confere nutrientes importantes para o músculo e para os ossos, tais quais íons de Ca++ (aqui abro um parênteses para lembrar que o cálcio também é importante para a contração muscular esquelética E LISA. Assim, na falta da ingestão deste mineral, o corpo tenderá a retirar cálcio dos ossos através de estímulos do hormônio paratormônio para utilizar na musculatura), Na+, K+, além de substratos energéticos (principalmente para a formação de ATP e seus reagentes) e construtores, como as proteínas, responsáveis por compor parte dos músculos.

    Cupom de Desconto DDM

    E é justamente através da alimentação também que conseguimos combater parte dos radicais livres, responsáveis pela destruição celular (também responsáveis, digo.).

    A perda muscular é causada principalmente por fatores endócrinos, como a liberação de cortisona e glucagon por longos períodos de jejum, e claro, pela falta de estímulo hipertróficos nas regiões musculares do corpo.

    Todavia, o exercício físico ainda possui funções tão importantes quanto. Entre elas, podemos citar o aumento da produção dos níveis de GH (que atuam também nas cartilagens), o aumento da flexibilidade, o aumento da oxigenação muscular, o aumento da resposta endócrina e do corpo em geral (como, por exemplo, a sensibilidade a insulina), a melhora na respiração etc etc etc. O objetivo disso tudo é basicamente tentar fortalecer as principais regiões como abdômen e lombares afim de tentar construir um pouco de musculatura capaz de resistir a necessidade de ereção e funcionalidade da coluna vertebral.

    Conclusivamente, a responsabilidade que temos com o corpo e com a musculatura é de extrema valia no que será de resultado no futuro. Quando falamos de musculação e exercício físico, não falamos sobre atletas unicamente. Mas queremos mostrar que estas práticas podem sim ser aplicadas a pessoas, inclusive com patologias, a fim de reverter pelo menos parte de todo o dano causado por má alimentação e falta de estímulos físicos.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */