• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A importância dos micronutrientes

    As vitaminas e os sais minerais tem um papel importantíssimo para o seu organismo como um todo, saiba já a sua importância!

    Você dá duro na academia, em cada repetição, série, exercício, tem um planejamento de treino muito bom, descansa adequadamente, faz uma dieta aparentemente completa, contendo todos os macro-nutrientes em quantidades satisfatórias com alimentos saudáveis e bastante convenientes para o praticante de musculação… Enfim, você está fazendo tudo da melhor maneira possível.

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    Mas, ainda sem ganhos? Ou simplesmente os ganhos pararam de acontecer com você? Você sente falta de energia, ânimo, força, disposição? Pois bem, seu problema pode ser muito mais simples do que essa complexidade toda. O seu principal problema pode se chamar: Vitaminas e Sais minerais. Isso mesmo: Micronutrientes.

    Muitos ainda acham que não há ligação entre a hipertrofia e tais nutrientes. Mas será que não há? A resposta é muito simples: HÁ! Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, muitas pessoas não consomem as vitaminas e minerais que precisam para uma vida saudável. Talvez, muitas dessas, desconhecem que tais nutrientes são importantes por regular o funcionamento do metabolismo quase que por inteiro. Essas vitaminas e sais minerais estão envolvidos em processos químicos e fisiológicos e atuam nas mais diferentes regiões do corpo.

    [ad#2]Para entendermos o grau de importância das vitaminas, podemos dizer que elas são como os tijolos de uma casa. E digo da casa INTEIRA!

    Esses nutrientes podem participar de diversas maneiras dessas reações, como transportando nutrientes para dentro e fora da célula, ajudando no balanço hídrico do corpo, participando como co-fatores de enzimas, retirando elétrons emparelhados de substâncias oxidativas (os famosos radicais livres), aumentando as funções do sistema imunológico, permitindo a contração muscular, no metabolismo energético, na síntese protéica, na síntese de ácidos nucléicos e por aí segue uma enorme lista… E é basicamente impossível viver sem esses nutrientes.

    Cupom de Desconto DDM

    Algumas vitaminas são fabricadas no próprio corpo de maneira endógena, como é o caso da Vitamina D, por exemplo. Porém a maioria é adquirida e ingerida de maneira exógena, através da alimentação. E a ingestão de muitas delas é não só essencial, como necessária, respeitando as quantidades de acordo com as necessidades fisiológicas individuais. Assim, indivíduos em diferentes estágios de vida ou fisiológicos precisam de aportes maiores e/ou menores de determinados micronutrientes.

    Pois bem, como sabemos a deficiência de vitaminas e sais minerais não é algo extremamente raro, mas também não é freqüente, visto que não são necessárias grandes quantidades de vitaminas para que o corpo possa metabolizá-las como precisar. Vale inclusive lembrar que, em geral, deve-se tomar cuidado com a hipervitaminose (principalmente das vitaminas Lipossolúveis que são mais difíceis de serem eliminadas pelo corpo.). Além disso, vitaminas antioxidantes, como a C e a E, podem causar quadros de resistência a insulina.

    Essa deficiência de vitaminas pode gerar transtornos não somente no desempenho atlético, mas na saúde também, por isso, toda atenção é pouco! Atletas normalmente necessitam de um aporte vitamínico (principalmente de antioxidantes) um pouco maior do que indivíduos sedentários e isso deve receber um enfoque adequado para uma possível suplementação, caso necessário. Em tempo, essas deficiências podem estar associadas com o alto grau de atividade física, o aporte inapropriado da dieta, patologias, má absorção, inibição por sítio competitivo, entre outros. Assim, fica a dica de que uma dieta bem estruturada por um profissional é fundamental.

    Em contrapartida, a maioria dos indivíduos parcialmente ativos ou sedentários, conseguem fornecer os nutrientes necessários ao corpo simplesmente com a alimentação, sem a necessidade de quaisquer suplementos. Porém, a variedade de alimentos deve ser a maior possível (envolvendo frutas, legumes, verduras, cereais integrais, carnes, ovos peixes, óleos e outros muitos), promovendo o máximo aproveitamento pelo corpo. Por isso, muitas vezes a suplementação também é desnecessária, podendo causar problemas como hipervitaminose.

    Fique sempre atento! Pequenos detalhes fazem toda a diferença!

    Este artigo foi escrito por: Marcelo Sendon

    2 Comentários

    1. Ana Cristina 5 anos atrás
    2. Lucas 5 anos atrás


    /* */