• Saiba como ter um CORPO PERFEITO

    Junte-se a 8.127, assine o Dicas de Musculação e Ganhe um Super Presente

  • X

    Saiba como ter um CORPO PERFEITO

    Junte-se a 8.127, assine o Dicas de Musculação e Ganhe um Super Presente

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Oxandrolona (anavar): conheça tudo sobre este anabolizante

    Conheça a Oxandrolona (anavar), uma droga bastante conhecida e muito utilizada pelos praticantes de musculação, principalmente os iniciantes em anabolizantes.


    A oxandrolona, também conhecida por seu nome comercial de Anavar, é um dos esteroides anabolizantes mais conhecido entre diferentes esportistas e atletas profissional. Em especial, foi e é uma das drogas mais utilizadas pelo público feminino por seu baixo potencial de efeitos colaterais e resultados plausíveis ao que se espera.

    Criada inicialmente para suprir problemas de deficiência de saúde, como a AIDS ou mesmo a desnutrição, ela passou do mundo clínico para o mundo esportivo em um piscar de olhos e hoje não há quem não tenha ao menos ouvido falar em seu nome.

    oxandrolona-anavar-anabolizante

    Apesar de não ser uma droga com alto potencial de ganhos, a oxandrolona pode ser uma opção para aqueles que desejam ganhos singelos e moderados e não desejam enfrentar contratempos significativos durante e após a sua utilização.

    Conhecendo a Oxandrolona

    Anavar, ou oxandrolona, é um esteroide DHT, ou seja, uma dihidrotestosterona com rápida ação após sua ingestão. Ela não é altamente androgênica, possui médio potencial anabólico e praticamente não causa alterações significativas no eixo HPTA. Se pudéssemos resumir as principais características da substância, esses seriam os pontos chave.

    tribulus-terrestris-naturalizar-anabol

    Essa é uma droga conhecida como 17-aa, ou seja, essa modificação química em sua composição faz com que ela resista ao metabolismo hepático e não seja destruída antes de exercer suas funções no corpo. Apesar de possuir essa característica, a oxandrolona costuma ser consideravelmente muito menos tóxica do que drogas como a oximetolona, por exemplo. Visto que ela é consumida de maneira oral, essa é uma opção de fácil acesso e ingestão, tornando-se conveniente aos que não gostam de injeções.

    COMPRE: O melhor Tribulus Terrestris para fazer a sua Terapia Pós-Ciclo (TCP)

    O uso da droga

    Por possuir essas características, a oxandrolona é uma droga utilizada com vários fins. Entretanto a definir o uso ou não, assim como as dosagens da substância, é necessário entender primeiro os objetivos e o perfil do usuário. Há possibilidade do uso da oxandrolona para aumento moderado de força sem causar grandes ganhos musculares, nem tampouco retenção hídrica, o que a torna interessante para algumas modalidades de força onde há diferenciação de categoria por peso. Ainda, podem auxiliar mulheres no aumento de força e, moderadamente de massa muscular.

    A oxandrolona também é muito utilizada como uma droga sinérgica a outras como o stanozolol e alguma testosterona de éster curto, como o proprionato, para ciclos que visam definição e qualidade muscular. Em especial, a combinação de stanozolol (recomenda-se que esse seja injetável, para que não sejam ingeridos dois 17-aa de uma só vez) com a oxandrolona tem sido utilizada há anos por mulheres. Há outras possibilidades de interações, como com o primobolan, tanto por homens quanto por mulheres. Ambos os casos ainda, utilizam de vasta maneira a oxandrolona em ciclos que visam a redução da gordura corpórea. Sabe-se que, apesar dos ganhos de massa muscular serem moderados, a oxandrolona é capaz de fazer com que esse singelo aumento eleve as taxas metabólicas basais e acelere a queima de gordura, preservando ainda a massa muscular durante restrições dietéticas.

    comprimidos-oxandrolona

    Há outras duas aplicações muito pouco conhecidas: a primeira delas é como um agente anti-catabólico, ou seja, neste caso ingere-se mínimas quantidades da droga por dia, visando apenas seu poder anti-catabólico. Já a segunda aplicação é em momentos de “Cruise”, ou seja, “pontes” entre ciclos de ergogênicos hormonais mais potentes. Apesar desse segundo uso ser possível, alguns indivíduos questionam esse posicionamento, não achando uma droga eficaz para o momento.

    No que tange o ganho de massa muscular de maneira significativa, mesmo sinergicamente combinada com drogas mais potentes, ela pode não ser a melhor opção pela alta quantidade de ingestão necessária, resultados em danos hepáticos e possíveis problemas gástricos. Além disso, seu custo X benefício não é interessante para esse fator.

    As dosagens da oxandrolona

    A oxandrolona pode ser utilizada de diferentes maneiras, como já mencionado. Isso influencia diretamente nas dosagens as quais serão diariamente consumidas. Visto que ela é um 17-aa com meia-vida curta, de aproximadamente 8-12 horas, deve-se considerar um consumo distribuído durante o dia, a fim de garantir suas concentrações plasmáticas.

    Para aumento de massa muscular, dosagens menores do que 80mg não são recomendáveis. Entretanto, seria desperdício financeiro e de saúde consumir dosagens maiores do que 100mg e é por isso que outros ergogênicos são melhores alternativas quando o objetivo é esse.

    Já para aumento de força, ela pode ser interessante em dosagens que variam de 40mg a 80mg, e por não causar retenção hídrica, certamente é uma opção para atletas de força, como powerlifters.

    Já as dosagens utilizadas por mulheres visando o aumento de massa muscular assim como a redução da gordura corpórea, podem iniciar com 20mg e chegar a quase 100mg.

    Nos quesitos relacionados a droga ser utilizada como anti-catabólico, ela pode ser dividida em 2-3 tomadas diárias de dosagens praticamente insignificantes de 5mg. Já para o período de “ponte”, doses de 5mg a 20mg também podem ser eficientes, mas isso variará de indivíduo para indivíduo.

    Colaterais do anavar

    Alguns estudos mostram que a oxandrolona, no que diz respeito aos seus colaterais, não difere entre idades. E talvez essa seja uma justificativa pela qual indivíduos novos em idade costumam utilizar a oxandrolona como primeira droga de contato.

    tomar-anabolizante-oral

    A oxandrolona não é uma droga que costuma aromatizar, portanto, problemas como a ginecomastia, a retenção hídrica, a impotência sexual entre outros fatores, não são comumente observados. Também, por não ser altamente androgênica, não costuma causar queda de cabelo, não costuma causar oleosidade e tampouco espinhas na pele. Porém, em mulheres, a androgenidade pequena pode ser significativa, causando contratempos como o engrossamento da voz, a pausa na menstruação e até mesmo o desenvolvimento de algumas outras características virilizantes.

    COMPRE: O melhor Tribulus Terrestris para fazer a sua Terapia Pós-Ciclo (TCP)

    A testosterona plasmática, a SHBG, e o LH costumam ser suprimidas, mas em teores muito menores do que outras tantas substâncias muito mais potenciais. O FSH, o IGF-1 e o GH não são suprimidos com dosagens baixas a moderadas de oxandrolona, mas em muitos casos pode aumentar um pouco, o que pode causar efeito rebote após o ciclo. Efeito esse que o eixo HTPA pode lidar absolutamente bem caso esteja em perfeitas condições e não esteja sobrecarregado por ciclos anteriores ou outras deficiências.

    Todas essas características fazem com que a oxandrolona muitas vezes seja utilizada por homens como única droga em ciclos iniciais de primeiro contato. Entretanto, não é recomendável que isso seja feito, pelos custos X benefícios apresentados.

    Há necessidade de realizar TPC? E as proteções, também são necessárias?

    A TPC, ou terapia pós-ciclo, é grandemente conhecida nos esportes e no uso de ergogênicos anabolizantes por se tratar de um período onde você tenta remediar os danos causados pela droga. Entretanto, ela é muito questionável, visto que alguns costumam dizer que “se você faz da maneira correta, não há porque remediar”. Apesar disso, a grande maioria dos usuários que não são consumidores frequentes dessas substâncias, preferem optar por esse período, com medicamentos tais quais o Clomid, Arimidex, Letrozol, Tamoxifeno, o próprio HCG, entre outros.

    Entretanto, no que tange o uso da oxandrolona, não parece ser necessário se preocupar grandemente com terapias pós-ciclo. Por não aromatiza significativamente, não há necessidade de altas doses de bloqueadores de estrógeno. Entretanto, por suprimir moderadamente o LH após seu uso, pelo efeito rebote já mencionado, a utilização de alguns princípios que possam elevar esses níveis podem ser interessantes, porém não afetarão significativamente o processo de recuperação, principalmente se as dosagens utilizadas forem baixas.

    O que ocorre é que o anavar não é uma droga tipicamente consumida de maneira isolada, demonstrando então que a TPC talvez mais se faça necessária pelo uso das outras drogas do que pela oxandrolona em si.

    Durante o ciclo, indivíduos com maiores propensões de problemas gastrointestinais, podem sofrer um pouco com sua ingestão, por isso protetores estomacais podem ser interessantes. Para o fígado, alguns costumam utilizar Silimarina, o que de nada adiantará. Talvez muito mais eficaz seja uma boa ingestão de ferro, vitaminas do complexo B, nutrientes antioxidantes e algumas infusões, como da espinheira santa.

    É importante salientar que os colaterais, assim como o uso e os cuidados após o mesmo variarão de acordo com cada indivíduo.

    Para os que quiserem se aprofundar mais na TPC, leia este artigo: http://dicasdemusculacao.org/guia-da-terapia-pos-ciclo-tpc/

    Perfil técnico

    Fórmula química: [17b-hydroxy-17a-methyl-2-oxa-5a-androstane-3-one]
    Peso Molecular: 306.4442
    Fórmula: C19H30O3
    Ponto de fusão: 235 238 C
    Fabricantes (alguns, apenas): BTG, SPA, Originally Searle (1964)
    Dosagens efetivas (Homens): 20-100mgs/dia (ou .125mg/kg);
    Dosagens efetivas (Mulheres): 2,5-40mg/dia;
    Meia-Vida: 8-12 horas
    Tempo de detecção: 3 semanas
    Anabólismo/Androgenismo Ratio: 322-630:24

    comprimidos-anavar

    COMPRE: O melhor Tribulus Terrestris para fazer a sua Terapia Pós-Ciclo (TCP)

    Conclusão

    A oxandrolona é uma droga com baixo anabolismo, que não causa retenção hídrica e possui colaterais relativamente baixos. Porém, o que a torna inconveniente são as dosagens cavalares necessárias da droga, tornando-a tóxica, principalmente ao fígado.

    A oxandrolona é melhor aproveitada por mulheres que necessitam de dosagens inferiores e correm pouco risco de virilização com a mesma.

    Importante: O Site dicas de musculação não recomenda qualquer uso de quaisquer substâncias! Consulte sempre um profissional competente. Este artigo é apenas para conhecimento.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    197 Comentários

    1. William Messias Vilalta 2 anos atrás
    2. Dan 11 meses atrás
    3. Robson Filho 9 meses atrás
    4. Lilyana Santos 9 meses atrás
    5. dr matsuda 8 meses atrás
    6. Antenor 8 meses atrás
    7. Maria Aparecida 8 meses atrás
    8. 4 meses atrás
    9. Natacha 3 meses atrás
    10. may 3 meses atrás
    11. Maria Pereira 3 meses atrás
    12. daniele sandoro 2 meses atrás
    13. Gi 1 mês atrás
    14. Gi 1 mês atrás
    15. Gi 1 mês atrás
    16. Sibele 2 semanas atrás
    17. JK 1 dia atrás