• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Algumas alternativas naturais para os suplementos ergogênicos

    Conheça alguns alimentos que podemos utilizar como alternativas para os suplementos ergogênicos

    Buscar alternativas naturais ao invés do uso de suplementos ergogênicos é uma tática importante e que deveria ser buscada por todos nós, afinal alimentos naturais são muito mais saudáveis e baratos! Claro, vale lembrar que nem todos os suplementos podem ser trocados por alimentos naturais, por isso o bom senso é indiespensável neste caso.

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Uma das maiores prioridades do homem, desde sua existência é a alimentação. Implicitamente e por instinto, o homem sempre soube que era através da alimentação que seria possível alcançar energia e substratos suficiente para sua existência e, claro, para exercer suas atividades normais tanto metabólicas quanto físicas.

    A alimentação é de extrema importância para tudo que possui vida, sejam seres animados ou inanimados (macroscopicamente). Não é a toa que um bebê, logo no ventre materno de maneira inconsciente, é claro, já inicia os primeiros movimentos de sucção, praticando tal ato para melhores chances de alimentação fora do ventre.

    Na natureza, por conseguinte, conseguimos tudo que precisamos para sobreviver. Mesmo com todas as vantagens que temos hoje, com as praticidades e tudo que nos cerca, devemos lembrar que, tudo, absolutamente tudo haverá um fundo que vem diretamente da mãe Natureza. Claro que com o evoluir da humanidade, tornou-se muito mais fácil a obtenção desses itens para sobrevivência (mesmo que, de alguma forma eles não estejam em suas formas naturais e/ou originais).

    Cada vez mais a facilidade vem atingindo o mundo contemporâneo. De alimentos simplesmente higienizados, para alimentos totalmente processados, para alimentos desidratados, alimentos iofilizados etc etc etc. E, não poderíamos deixar de incluir aí os suplementos alimentares, que também são alimentos, não em sua forma original, mas modificados, conferindo diversos benefícios. Além dos suplementos nutricionais (dietéticos e, no sentido de suprir necessidades nutricionais), ainda contamos com os suplementos ergogênicos, ou seja, aqueles que possuem o intuito de aumento de rendimento, seja em força, concentração, termogênese ou qualquer coisa do tipo. Nesta classe, podemos citar os termogênicos, os pré-workouts, os chamados PHs etc.

    Porém, mesmo não se tratando de alimentos, propriamente ditos, de onde vem esses produtos ou as substâncias que compõe esses produtos? Da natureza, é claro! Por incrível que pareça, quando ingerimos um suplemento desse tipo, muitas vezes pouco fazemos idéia de qual ou quais são suas matérias primas.

    Vamos levar em consideração, por exemplo, um termogênico composto por cafeína, extrato de chá verde, extrato de gengibre e vitaminas. A cafeína, uma metil-xantina retirada de fontes naturais como o café; o chá verde, retirado de plantas típicas da Ásia, o gengibre, uma raiz, as vitaminas, de diversas fontes alimentícias e depois passadas por processos normalmente de quelação, para uma melhor aceitação pelo corpo. Claro, claro… Você nunca tinha parado para pensar nisso não é mesmo? O resultado é que isola-se todos esses ingredientes, os mesmos são prensados ou encapsulados e pronto, temos um suplemento industrializado (após colocar um rótulo muito bonito e chamativo) e um preço muitas vezes de encher os olhos de lágrimas.

    Mas, sabendo que tudo, absolutamente tudo vem da natureza, poderíamos nós utilizar métodos um tanto quanto alternativos para obter resultados tão bons quanto com a utilização de suplementos? Bem, depende do que estamos falando. Obviamente, se estivermos falando da qualidade de um whey protein, dificilmente conseguiríamos simplesmente filtrar o soro do leite em nossas próprias casas. Mas, e no caso, por exemplo, de um estimulante?

    Estimulantes, como já ditos, podem ser encontrados na natureza em diversas fontes. E, muitas vezes essas fontes podem ser utilizadas de maneira mais interessante do que os próprios suplementos alimentares. Aliás, muitas dessas são alimentos funcionais que podem, além de conferir o benefício principal que buscamos, conferir benefícios extras. Então, que tal conhecer algumas delas?

    1 – Chá Verde/Vermelho/Branco

    Para os menos entendidos no assunto, existe apenas um único chá. A palavra chá, por definição, é denominada a planta Carmelia Sensenis, colhida e processada em épocas diferentes, derivando o que conhecemos como chá verde, chá vermelho, chá branco e outros. Logo, não existe “chá de amora” ou “chá de camomila”. Essas são infusões de amora, camomila ou de qualquer outra planta.

    O chá verde, tipicamente da Ásia, está presente em muitos suplementos alimentares, mas mais do que isso, ele realmente confere benefícios muito interessantes. Entre os principais, podemos citar seu leve poder estimulante, a presença de ECGC que tem apresentado bons resultados na queima de gordura, ele é diurético, termogênico, possui propriedades antioxidantes, que combatem os radicais livres e, consequentemente o envelhecimento e morte celular precoce, possui alguns inibidores de enzimas digestivas dos carboidratos, fazendo-o interessante em alguns momentos e em alguns casos entre outras. Cerca de 5-6 xícaras de chá por dia já são suficientes para atingir seus diversos benefícios. Ele pode ser consumido quente, frio ou gelado, conforme sua preferência.

    2 – Café

    É difícil encontrarmos um brasileiro que não se delicie com um bom café ou pelo menos com o cheiro de um bom café. Sejam preparações ou o próprio café puro, esta é uma bebida de infusão extremamente apreciada desde os tempos mais antigos. Aliás, se bem lembrarmos, tipicamente o café fez grande parte da economia antiga do Brasil e, se tornou um real hábito.

    Cupom de Desconto DDM

    O café (que não possui valor energético significativo, inclusive) é uma das principais fontes de cafeína, uma metil-xantina que possui propriedades singulares. Hoje, ela é considerada a substância mais eficaz na queima de gordura, uma das mais utilizadas como estimulante, termogênico e diurético e é relativamente barata, quando comparada com a teofilina ou até mesmo com outros estimulantes.

    A cafeína ainda, possui depuração um pouco mais rápida do que a maioria das outras substâncias de sua família, tornando-a relativamente menos tóxica e conveniente para atletas das mais diferentes modalidades e, claro, pessoas comuns também.

    Não é necessário se entupir de pírulas de cafeína para começar a obter resultados, aliás, isso nem é recomendado, pois, pode ser extremamente prejudicial à saúde. Algumas xícaras de café (claro que sem açúcar) ao dia já são de extrema eficácia para estimular a lipólise, termogênese e diurese.

    Além de tudo, o café ainda possui alguns antioxidantes, tornando-o também relativamente nutritivo.

    3 – Pimentas

    Logicamente, não quero recomendar que você faça um shake de pimenta pré-treino. Essa não seria lá uma boa idéia e, para os mais sensíveis ainda acarretaria uma ótima queimação. Entretanto, a pimenta pode ser utilizada durante o dia, com a alimentação e mesmo assim incrementar benefícios ímpares.

    A pimenta é um dos termogênicos mais potentes que temos comumente disponível da maneira mais natural possível. Quase todo tipo de pimenta tem um poder termogênico tão grande que, algumas fontes chegam a relatar que cada grama de pimenta consumida, consome 2 ou 4Kcal no corpo. Acha isso pouco?

    O mais interessante é que, através desse aumento de temperatura no corpo, possibilitamos continuamente uma aceleração ao metabolismo, o fazendo otimizar a utilização da gordura corpórea estocada em forma de energia.

    A pimenta ainda pode ser conveniente, pois, pode ser encontrada facilmente em qualquer lugar e ser combinada também com as mais diversas preparações alimentares possíveis. Isso, sem contar o preço, não é mesmo?

    4 – Canela

    A canela é uma especiaria aromática extremamente apreciada (porém, claro, há quem não goste) e que possui propriedades ímpares. Além do seu leve poder termogênico, a canela possui substâncias conhecidas como polifenóis que vem demonstrando ótima indução na resposta à insulina, principalmente em indivíduos pré-diabéticos e, claro, em indivíduos diabéticos tipo II.

    Através desses polifenóis, o corpo torna-se mais sensível à insulina, menos quantidades de insulina necessitam ser produzidas e secretadas pelo pâncreas e, o aproveitamento de glicose torna-se muito melhor, evitando que a mesma seja convertida em gordura e estocada no panículo adiposo.

    A canela também tem sido apresentada como importante fator anti doenças cardiovasculares por possuir também propriedades antiinflamatórias que auxiliam no impedimento da formação de placas de ateroma, causadas por processos inflamatórios no epitélio.

    A caneca pode ser utilizada em diversas preparações doces e salgadas, conferindo seu típico sabor e, claro, todas suas propriedades benéficas.

    5 – Leite

    Meu Deus! Leite?? Sim, isso mesmo!

    O leite é um dos alimentos mais mal compreendidos no meio esportivo e, mais precisamente na musculação. Quando falamos desse tão precioso alimentos, costumamos nos deparar com inúmeros mitos envolvendo suas proteínas, seus carboidratos, lipídios e até mesmo os teores de sódio. Mas, analisando de perto, isso tudo é verdade?

    O leite é composto basicamente por água, excelente fonte de hidratação. Juntamente, estão as proteínas (lactoalbumina, caseína etc) e os carboidratos (lactose, um dissacarídeo composto por uma ligação de uma molécula de glicose com uma de galactose). Além disso, contamos com minerais como o sódio, o cálcio e mais algumas vitaminas como a tiamina.

    Do quesito protéico, o leite é um ótimo alimento para aqueles que não possuem alergia a caseína ou algum tipo e sensibilidade no trato gastrointestinal. Dos carboidratos, para os que não são intolerantes a lactose, ela pode ser usada com moderação (pois, lembre-se que ela é relativamente mais facilmente digerida do que um carboidrato complexo, podendo ocasionar problemas como o acúmulo de gordura se consumida em momentos errados em quantidades erradas).

    Os mitos de que o leite engrossa a pele (normalmente isto era dito quando não se conhecia bem os princípios de retenção por parte dos sais minerais) ou que é extremamente alergênico, são casos muito a parte. O primeiro ponto, não possui se quer um indício científico, a não ser, claro pela presença de sódio no alimento que, apenas em altíssimas quantidades fará uma diferença significativa (até me assusta indivíduos que tem medo de 120mg de sódio em 200ml de leite e não tem medo de 200mg de sódio em uma porção de alguns whey protein). Já o segundo é válido para pessoas com propensão ou distúrbios, apenas.

    O leite tem sido demonstrado atualmente como uma ótima fonte de alimentação de pós-treino imediato. Isso porque ele possui osmolaridade característica e conveniente para repor muitos dos fluídos perdidos, possui a caseína que tem apresentado ótimos benefícios quando utilizada no pós-treino (relacionado ao balanço nitrogenado), apesar de ser uma proteína de lenta absorção e, além disso, temos o acréscimo de nutrientes importantes como o já citado cálcio.

    O leite ainda é um alimento saboroso, que auxilia na flora intestinal e, se consumido com moderação, só terá benefícios para acrescentar.

    Conclusão:

    Alguns alimentos tipicamente utilizados em nossa mesa podem facilmente suprir necessidades que, aparentemente só seriam supridas com suplementos nutricionais. O conhecimento das propriedades básicas dos mais diversos tipos de alimentos é uma ótima estratégia não só para direcionar melhor a dieta, mas usá-la de forma a acrescentar performance também.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    4 Comentários

    1. Bruno 4 anos atrás
    2. Glauco 4 anos atrás
    3. Mariah Lacerda 4 anos atrás
    4. Erick 4 anos atrás


    /* */