• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Alguns pontos críticos sobre os óxidos nítricos – Pt 1

    Vale realmente a pena comprar e utilizar os famosos Óxidos Nítricos? Saiba mais neste artigo

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Os óxidos nítricos, conhecidos como NO2 tem sido uma grande febre entre os praticantes de musculação amadores não só brasileiros, mas internacionais também.

    Conheça um outro lado de uma classe de suplementos nova no mercado e que vem mexendo com a cabeça de muitos principiantes na musculação.

    Os princípio básico do suplemento nítrico é fazer com que o Gás Óxido Nítrico (N2 + O2) seja produzido dentro do organismo, através da conversão da L-Arginina para a L-Citrulina, um potente vasodilatador. Com isso, supõe-se que os níveis de oxigenação e transporte de nutrientes (e aminoácidos) para a célula seja muito maior durante a atividade física, melhorando assim a performance como um todo pelo fluxo sanguíneo maior. (força, “focus”, resistência, energia etc)

    Porém, alguns pontos realmente incomodam algumas pessoas um pouco mais conservadoras (eu diria críticas), tais como eu.

    Ora, a maioria dos óxidos nítricos apenas proporciona uma vasodilatação razoável, que sim, ajudará a transportar nutrientes para o músculo. Mas com o preço que paga-se no Brasil (mesmo porque os bons óxidos nítricos no Brasil são vendidos ilegalmente, tendo um custo bastante “salgado”) será mesmo válido esse pequeno aumento de fluxo sanguíneo que, provavelmente só proporcionará efeitos estéticos a muito longo prazo?

    Cupom de Desconto DDM

    [ad#2]

    Pois bem… Aí ouço aquela velha história de que X óxido nítrico ou Y NO2 causa um “pump” (volumização pelo fluxo sanguíneo que gera o aumento temporário do músculo durante a atividade física) animal no músculo durante o treinamento. Ok, e daí? Desde quando pump significa aumento de massa muscular? Provavelmente, se você usar halteres de 6-7kg e fizer roscas de bíceps com séries entre 30-35 repetições, você terá um pump brutal, animal. Aliás, muitas dessas técnicas são usadas por competidores antes de subirem no palco. Mas isso, obviamente não será nada anabólico e, a construção de músculo é nula. Sem um treino pesado, com ou sem “pump”, você não construirá massa muscular magra.

    Outro ponto, ou talvez o ponto que mais me incomode é o do período em jejum antes do consumo do produto (NO2) para o treinamento. A maioria dos óxidos nítricos recomendam 1h de jejum antes do treinamento, para aí sim utilizar o suplemento 20-40 minutos antes do treino. Até aí já são pelo menos 1:30h de jejum antes do treinamento. E isso, para quem treina pesado, no limite, a ponto de ter uma hipoglicemia mesmo se alimentando bem, é um grande absurdo! Tudo bem, a individualidade biológica deve ser respeitada e, devemos saber que algumas pessoas se dão melhor fazendo uma refeição 1h antes do treinamento. Mas espere, 1h. Mais do que isso, sinceramente, é pedir baixa taxa de anabolismo, talvez uma hipoglicemia (que poderá acabar com sua tireóide) e um mau desempenho.

    Alguns outros óxidos nítricos recomendam PELO MENOS 2h de jejum e mais 30 minutos do consumo do produto antes do treino!

    Continuamos essa explicação sobre os óxidos nítricos em uma segunda parte deste artigo… Até lá!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    Nenhum Comentários



    /* */