• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Alimentos pastosos: convenientes para o praticante de musculação?

    Descubra como os alimentos pastosos podem ser de grande ajuda ao praticante de musculação e como eles podem facilitar a sua alimentação.

    Mingau proteica com cappuccino

    Comprar Whey Isolado VP2

    O ser humano costuma comer alimentos em diferentes estados: Alguns possuem preferências de alimentos mais moles e pastosos, outros preferem alimentos crocantes e assim por diante. Entretanto, não é de grande segredo que esses diferentes estados os quais são os alimentos assim consumidos, influenciam diretamente em aspectos digestivos e gástricos, efeitos de grande valor. Mas, especificamente para um praticante de musculação, a alimentação no estado pastoso e mole pode ser conveniente ou será que ela poderá atrapalhar em algo? É o que pretendemos descobrir com este artigo.

    A conveniência de alimentos pastosos

    Não, não quero fazer quaisquer tipos de apologias a alimentos pastosos e muito menos influenciar uma dieta pastosa, o que seria um grande erro e traria um grande prejuízo ao corpo como um todo. Entretanto, especificamente para o praticante de musculação, a alimentação pastosa pode apresentar certa vantagem.

    Quando o assunto é a digestibilidade facilitada, certamente os alimentos pastosos são uma ótima opção, apenas atrás da alimentação líquida, que é mais rapidamente digerida, na maioria dos casos.

    É importante lembrarmos que as enzimas, para que tenham sua eficácia máxima, devem estar ao máximo em contato com os seus substratos. Isso quer dizer que quando possuímos partículas muito grandes no trato gastrointestinal a tendência é que estes sejam digeridos de menor maneira, principalmente em seu centro geométrico.

    Mas no que isso pode ser relevante ao praticante de musculação? Simples! Se em alguns momentos do dia necessitamos de uma digestão mais facilitada, então por que não optar por alimentos pastosos? Entre os momentos mais comuns em que há essa necessidade, podem ser destacados o momento pré-treino e o momento antecedente ao sono (por questões de desconfortos gástricos).

    Os alimentos pastosos também podem auxiliar indivíduos que tem problemas na digestão ou que sentem-se muito desconfortáveis com a alimentação sólida. Portanto, de versátil maneira, mostra-se a alimentação pastosa nesses casos.

    Alimentação pastosa X shakes e refeições líquidas

    Refeição pastosa X Refeição liquida

    Cada vez mais vemos indivíduos utilizando os famosos “shakes” em substituição parcial ou completa de uma ou mais refeições. De conveniente maneira, convenhamos que essa é uma forma prática e principalmente bastante saborosa de nutrir-se adequadamente. Entretanto, apesar dessa conveniência, a alimentação sólida ainda é melhor opção, mas não em todos os momentos (quando falamos de alimentação sólida, nos referimos a alimentos pastosos também), como por exemplo, no pós-treino imediato onde quaisquer dificuldades na digestão podem interferir no efeito que se espera da refeição.

    A alimentação sólida é mais conveniente à pastosa ou mesmo aos shakes, principalmente por:

    – Obtenção de maiores teores de fibras alimentares solúveis e principalmente insolúveis: Sabe-se que o processamento dos alimentos possui poucas fibras, pela destruição no próprio processo mecânico. Apesar de muitos suplementos de shake possuírem realmente teores de fibras alimentares, essas são sintéticas e solúveis. Portanto, a utilização de alimentos sólidos, tais quais verduras e legumes é indispensável na dieta.

    Cupom de Desconto DDM

    – A sensação de saciedade: Para muitos a sensação de saciedade é extremamente válida, principalmente aos que se encontram em dietas de corte. Portanto, shakes podem ser inconvenientes pelo rápido esvaziamento gastrointestinal bem como pela própria sensação física. Além disso, o ato de mastigar libera hormônios os quais são responsáveis pela saciedade.

    – Estiramento gastrointestinal: Com o estiramento das fibras gástricas, em especial estomacais, são liberados sinais ao cérebro os quais são responsáveis por estimular a saciedade e dar o alerta para que o indivíduo não coma demais.

    – Maior tempo para realização das refeições: Ter maior tempo durante a realização das refeições faz com que um indivíduo, segundo pesquisas, tende a comer menos. Aliás, não é a toa que recomenda-se uma mastigação relativamente lenta e que possa auxiliar nos processos digestivos, bem como nos processos cerebrais responsáveis por delimitar o quanto se deva comer de acordo com o momento fisiológico do indivíduo.

    – Maior variedade de nutrientes: É possível obter maior variedade de nutrientes com uma dieta sólida e vasta em alimentos. Desta forma, é possível obter não unicamente proteínas, carboidratos, lipídios e algumas vitaminas e sais minerais em quantidades limitadas em suplementos, mas sim, uma gama deles e de acordo com as quantidades que necessitamos.

    Portanto você pode preferir as refeições pastosas ao invés das líquidas, apresentando uma versatilidade tão interessante quanto.

    As inúmeras preparações com alimentos pastosos

    Como supracitado, a alimentação pastosa pode ser muito versátil. Através dela, é possível criar diversas formas de refeições, vou citar algumas:

    • Cremes, doces e salgados;
    • Purês de inúmeros vegetais, tubérculos, grãos e outros;
    • Mingaus (inclusive mingaus proteicos);
    • Doces cremosos proteicos; e
    • Etc.

    Isso faz com que a dieta não se torne unicamente algo “chato” a ser feita e assim você conseguirá mantê-la, não como período, mas como hábito.

    Purê de abobora

    Para conhecer mais alimentos sólidos e pastosos que você pode fazer e obter bons benefícios na prática da musculação, conheça o livro: 100 receitas para praticantes de musculação e abra o seu leque de opções para boas e anabólicas refeições. Para conhecer melhor o livro, clique aqui.

    Conclusão:

    Contudo, é possível crer que a obtenção de substratos para nossa existência frente a alimentação sólida é uma dádiva a qual adquirimos com o passar do tempo, desenvolvendo mecanismos bastante peculiares e extremamente eficazes para tal. Entretanto, em alguns momentos, a opção pela alimentação não-convencional, no caso a pastosa, pode apresentar certa vantagem, uma vez sendo esta responsável pela facilitação da digestão como um todo.

    Saber os momentos em que se deve buscar cada tipo de alimentação é interessante não somente nos quesitos de velocidade de digestão, mas ainda, nos quesitos nutricionais, nos quesitos de praticidade e em alguns controles fisiológicos, como a resposta glicêmica?

    E então, alimentos pastosos são apenas para bebês?

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. Silvio Castro 3 anos atrás


    /* */