• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Alimentos processados são necessariamente ruins?

    Descubra se os alimentos que compramos prontos e enlatados são prejudiciais ao nosso corpo e a nossa dieta, em relação a alimentos naturais.

    Sempre ouvimos falar de que uma alimentação, quanto mais próxima ao natural fosse melhor seria, pois assim poderia fornecer melhores e maiores quantidades de nutrientes benéficos ao corpo, além de livrar o consumo de corantes, aditivos químicos, preservantes e outros agentes prejudiciais ao corpo humano. E foi dessa forma que se popularizou que quanto menos alimentos processados fossem consumidos, melhor seria para a saúde humana, que diga-se de passagem, encontra-se em estado de debilitação a cada século que se passa.

    refeicao-pronta-congelada

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    Porém, será mesmo que livrarmo-nos de todos os alimentos processados é uma boa solução ou será que eles não podem favorecer a nutrição tanto quanto os alimentos in natura? É justamente sobre isso que iremos discutir um pouco neste artigo…

    Os alimentos processados também passaram por mudanças as quais os tornaram melhores

    Quando pensamos em alimentos processados, logo iremos nos remeter a itens lotados de gorduras hidrogenadas, sódio, aditivos químicos etc. Mas, devemos levar em consideração que o simples fato de lavar ou mesmo de cozinhar um alimento é um processo, ele não está mais em seu estado natural, e processado. Obviamente, muitas dessas mudanças são vantajosas como, por exemplo, o fato de conseguirmos comer arroz, lentilhas, grão-de-bico, milho ou feijão graças a sua cocção, o fato de conseguirmos ter uma digestão facilitada de alguns tubérculos e raízes como a batata, além de garantimos uma qualidade microbiológica melhor, após a cocção.

    Além disso, devemos considerar que a indústria de processamento de alimentos também passou por gradativas mudanças. Mudanças essas que possibilitaram a MELHORA de alguns alimentos. Há de se citar exemplos de alimentos adicionados de ácidos graxos essenciais, de fibras alimentares, de vitaminas e minerais, de antioxidantes, de enzimas, entre outros. Muitos desses modernos processos adeptos a indústria do bem estar, visam otimizar suas produções com itens benéficos ao corpo, ou ao menos com menores malefícios.

    alimentos-enlatados

    De certa forma, podemos dizer que essa indústria ainda é relativamente nova no Brasil, mas já existe há anos em países como os Estados Unidos da América e alguns Europeus. Indústria essa que confere uma grande praticidade ao dia a dia, levando em consideração que cada vez menos as pessoas tem tempo de parar, preparar e comer adequadamente. Dessa forma, conferir praticidade é algo fundamental que as ajuda a manter a dieta.

    Esses alimentos, garantem também qualidades não só visíveis, mas microbiológicas, o que confere uma credibilidade e uma segurança, sem riscos de contaminações diversas ao consumir os alimentos.

    Os alimentos os quais passam por processamentos, podem ter uma digestão melhor e livre de fatores antinutricionais. É o que ocorre, por exemplo, com os taninos presentes nos feijões e outras leguminosas, os quais são eliminados através do remolho e não causarão ligações com proteínas, não permitindo a absorção de seus aminoácidos.

    Há um último fator o qual é desconhecido por grande parte das pessoas que é o da ativação de nutrientes. Basicamente, criticamos o processamento de alimentos na medida em que deles fazem ser perdidas algumas propriedades como vitaminas e sais minerais importantes dos alimentos em sua forma natural. Porém, apesar disso acontecer, quando são utilizados processos industriais adequados, com temperaturas adequadas e com a ciência aplicada antes da mera prática, esses problemas são atenuados.

    Cupom de Desconto DDM

    Apesar disso, existem nutrientes os quais são melhor utilizados pelo corpo quando processados. Quer um clássico exemplo? O licopeno (poderoso antioxidante), presente na semente do tomate, não é absorvido pelo corpo quando consumimos os tomates em sua forma natural. Isso porque não mastigamos as sementes dos tomates a ponto de fazer esse nutriente ser expelido de lá. O resultado é que ele passará pelo trato gastrointestinal sem quaisquer interferências. Do contrário, em alimentos como molhos enlatados, como no próprio Ketchup e outros processados de tomate, conseguimos adquirir esse nutriente de maneira muito mais eficaz, podendo o corpo então adquirir tais benefícios. Portanto, nem sempre o processamento faz alimentos terem nutrientes a serem perdidos.

    Então, por qual optar: Alimentos naturais ou alimentos processados?

    Então, nos resta descobrirmos ainda se é melhor utilizar de alimentos naturais ou alimentos processados, não é mesmo?

    Para isso, vamos listar alguns malefícios e benefícios de ambos os casos:

    Alimentos in natura

    Benefícios:

    • Maior concentração de vitaminas e sais minerais biodisponíveis ao corpo;
    • Menores chances da ingestão de aditivos químicos (edulcorantes, corantes, conservantes etc)
    • Menores teores de sódio;
    • Maior disponibilidade de fibras alimentares solúveis e insolúveis;
    • Maior concentração de antioxidantes.

    Malefícios:

    • Possível presença de fatores antinutricionais;
    • Ausência da adição de vitaminas e sais minerais;
    • Maiores chances de contaminação por microorganismos;
    • Menor durabilidade.

    Alimentos processados

    Benefícios:

    • Maior praticidade para o consumo;
    • Ativação de alguns nutrientes;
    • Menores chances de contaminações por microorganismos;
    • Adição de vitaminas e sais minerais;
    • Maior durabilidade;
    • Retirada de fatores antinutricionais.

    Malefícios:

    • Presença de aditivos químicos;
    • Presença de altos teores de sódio e carboidratos simples;
    • Perda de vitaminas e sais minerais;
    • Perda de fibras alimentares solúveis e insolúveis;
    • Presença de nitratos em alguns deles.

    alimentos-enlatados-2

    Conclusão:

    Apesar de muitos pensarem que os alimentos processador só tem malefícios e que o bom mesmo é comer tudo ao natural, mostramos que nem sempre é assim, e assim como tudo existe um outro lado da moeda. Existem sim alguns itens os quais podem prejudicar as qualidades de um determinado produto e a saúde humana, porém também com o processamento passaram a existir alimentos os quais puderam atenuar esses fatores, contribuindo para a melhora na qualidade nutricional das pessoas.

    Entretanto, é sempre bom ser equilibrado e saber balancear alimentos processados e não processados em nossa dieta, a fim de propor variedades diferentes e aproveitar os benefícios de ambos.

    Além disso, deve-se conhecer as indústrias as quais processam os alimentos que iremos consumir. Elas devem demonstrar boa credibilidade e acima de tudo devem demonstrar procedência no serviço que fornecem.

    Fique sempre atendo e esperto!

    Boa alimentação!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */