• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Analise do Arnold Classic Europe 2014

    Conheça uma analise dos vencedores de um dos importantes campeonatos de fisiculturismo do mundo, o Arnold Classic Europe 2014!

    Entre os dias 26 e 28 de setembro, dias após o Mr. Olympia 2014 ocorreu o Arnold Classic Europe, um dos eventos mais prestigiados entre os atletas que pegaram colocações medianas do Mr. Olympia. Dificilmente nesses eventos, vemos os Mr. O propriamente ditos, mas os lugares médios estão sempre presentes, efetivando cada vez mais seus títulos e garantindo prêmios e prestígios.

    abertura-arnold-classic-europe

    Comprar Whey Protein Feminino

    Confesso que fiquei assustado ao observar os resultados dos três primeiros colocados. Era difícil saber quem realmente era o primeiro, segundo e terceiro lugar. Todos em excelentes formas e apresentando singularidades as quais tornava difícil definir uma colocação certa. Estavam lá, entre os primeiros Dennis Wolf, Shawn Rhoden e Dexter Jackson, o pequeno grande veterano. E, de fato a colocação ficou nessa ordem.

    O primeiro lugar, para Dennis James com uma definição incrível e com quadríceps jamais vistos antes. Creio que, apesar da assimetria nos bíceps, principalmente na pose de “front Double bíceps”, seus quadríceps largos e definidos, com uma linha abdominal impecável e dorsais que melhoraram muito nos últimos anos, compensaram o defeito. O “lobo” estava seco como nunca, até mais do que no próprio Mr. Olympia. Sim, foi merecida essa colocação e, mais do que isso, o atleta parece estar evoluindo muito a cada ano, rompendo alguns platôs do passado.

    dennis-wolf-arnold-europe-classic

    O segundo lugar, por sua vez, ficou com o Shawn Rhoden. Insultando a simetria, bem como, causando um impacto muito grande em quem o via, o atleta se mostrou tão rígido, definido e simétrico quanto no próprio Mr. Olympia 2014. Rhoden apresentou bíceps simétricos e com um pico muito bom. Seu abdômen oblíquo estava impecável e fibrado. As pernas largas, tanto quando vistas lateralmente quanto de frente. Seu abdômen com gomos menores, mas alinhados e simétricos e seu peitoral muito bom completavam o reto do abdômen, também em perfeitas condições.

    shawn-rhoden-arnold-classic-europe

    Porém, em terceiro lugar, mais uma vez tivemos o veterano Dexter Jackson. Talvez, esse tenha sido um atleta que nunca ganhou o Mr. Olympia por ser relativamente pequeno. Entretanto, é incontestável a qualidade que ele tem em termos musculares, de definição, proporção e, principalmente simetria. Atualmente treinando com Charles Glass, tem conseguido ultrapassar mais e mais seus limites e o fator idade, que preocupava a muitos. Utilizando de treinamentos mais inteligentes do que relacionados com carga em si, o atleta vem consolidando pontos os quais estavam se tornando fracos com a idade, como a região lombar e o abdômen. Dexter estava denso, com braços ENORMES (maiores que no Mr. Olympia), mas, mais do que isso com um tensor da fáscia alata extremamente fibrado. Seus dorsais estavam trincados, fibrados, simétricos e, não haveria algum defeito que ali pudesse ser colocado.

    dexter-jackson-arnold-classic-europe

    Obviamente, seu ponto mais forte que eram os abdominais já não são mais os mesmos, mas não deixaram a desejar, apesar de pelo tempo terem sido relativamente alargados.

    Ao ver as fotos comparados a princípio com Wolf, fiquei na dúvida sobre ambos e somente após avaliar pequenos detalhes é que percebi que Wolf mereceu realmente estar a frente. Porém, nada deixou a desejar Dexter.

    O quarto lugar ficou para Victor Martinez. O atleta já carimbado e patrocinado pela MHP exibiu boa forma, mas pior do que no Mr. Olympia. Sinceramente, ele estava mais retido e seus braços não são lá aquela proporção… Os quadríceps estavam grandes, mas muito pouco definidos. Perto de Wolf ou mesmo de Dexter, era visível a inferioridade do atleta, que já esteve em bem melhor forma física.

    Para finalizar o TOP 5, Roelly winklaar. É incrível como o atleta conseguiu uma recuperação tão rápida e satisfatória após seu acidente de moto. Sem sombra de dúvidas, foi não só uma superação, mas principalmente uma prova de seu potencial genético e brutalmente grande.

    Roelly exibiu dorsais descomunais, porém seus braços já foram maiores ou talvez, proporcionalmente ficaram menores perto do dorso.O abdômen estava denso como sempre, mas sem grandes diferenciais e os quadríceps mostram uma boa forma, principalmente  levando em conta que o atleta ficou prejudicado principalmente no treinamento de pernas após o acidente, estando ainda em estado de recuperação e tomando muitos cuidados para não agravar lesões.

    roelly-winklaar-arnold-classic-europe

    Em sexto e sétimo, tivemos Willma Bonac e Juan Morel. Porém, o foco mesmo fica para Morel, pois esse é um atleta que vem chegando a ótimas colocações apesar da pouca idade. Esse é um atleta que certamente irá surpreender.

    Para finalizar e, dando um salto entre as colocações, é pertinente que se fale de Jon DeLarosa, que ficou em décimo lugar. Ao que parece, o atleta estivera nos últimos tempos tendo uma evolução incrível. Chegou ao topo de campeonatos e alcançou um volume muscular tão bom quanto sua definição. Porém, parece que dos últimos meses para cá, Jon teve uma caída incrível em seu shape, não alcançando mais a mesma qualidade e definição como antes, apesar de ter um excelente volume conquistado em offseason.

    No Arnold Classid, DeLarosa parecia inchado e retido. Mesmo seu vasto lateral que parecia fibrado, não estava lá aquelas coisas quando unido ao quadríceps. Os braços, os ombros e mesmo o rosto não mentem esse excesso de água que o atleta levou para consigo nos palcos.

    Certamente, há muitos pontos os quais ele deverá corrigir para então atingir novamente aquele mesmo nível que atingiu há alguns meses atrás.

    O Arnold classic também envolveu categorias femininas e, claro, é indiscutível todo o evento de marketing e feitas que ocorrem por trás do show principal com os atletas. Certamente, os espanhóis tiveram grande êxito em receber tal evento.

    E agora, quem de quem será o topo do próximo ano? Difícil prever…

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */