• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Aprenda 3 dicas para corrigir assimetrias musculares no corpo

    Conheça 3 dicas para que você possa treinar de forma a corrigir as assimetrias musculares, ou seja, corrigir as diferenças de tamanho entre os músculos.

    Ter um corpo grande, musculoso e definido é o sonho de qualquer praticante de musculação, seja homem ou mulher. E para isso treinamos de forma intensa, nos alimentamos de maneira adequada, suplementamos, descansamos e fazemos outras milhões de coisas. Porém, nesse percurso em busca de aumentar o tamanho dos músculos e melhorar sua definição, muitas das vezes acabamos “treinando um lado mais do que o outro”, o que causa a chamada “assimetria muscular”.

    corrigir-assimetrias-musculares

    Comprar suplemento ZMA da Xcore Nutrition

    Porém não se espante: assimetria muscular é algo que afeta desde o mais principiante até aos atletas mais famosos. Mas ela tem solução, pode ser corrigida e minimizada, fazendo com que seu shape fique simétrico, ou seja, com tamanhos iguais.

    Visando esses fatores, neste artigo conheceremos algumas formas de amenizar impactos físicos e estéticos causados por assimetrias musculares e aprenderemos também formas de corrigí-los, proporcionando assim mais qualidades ainda ao seu shape.

    As assimetrias musculares

    As assimetrias musculares são caracteristicamente presentes em todos os indivíduos, sendo que isso é algo relativamente normal, dentro de certas proporções. As assimetrias ocorrem, pois nosso sistema neuromuscular passa a aprender ou desenvolve melhor uma forma de neurotransmissão de um hemisfério do corpo, ou seja, esse lado será mais desenvolvido do que outro, em todos ou em alguns aspectos. E isso, por exemplo, que define se uma pessoa será destra (lado direito mais desenvolvido), canhota (lado esquerdo mais desenvolvido) ou, em casos raros, ambidestra (ambos os lados bem desenvolvidos).

    diferenca-de-musculos-cada-lado

    Não se sabe o certo porque uma pessoa desenvolve melhor um lado do que outro, mas isso pode estar ligado com características genéticas e/ou do estereótipo. Porém, independentemente das razões pelas quais uma pessoa tem maior desenvolvimento de um lado ou de outro do corpo, o que nos importa é saber que isso pode fazer com que assimetrias musculares ocorram pelo maior uso de um lado. Destros, costuma ter o braço direito mais desenvolvido do que o esquerdo, já canhotos vice-versa. Porém, há aqueles que mesmo destros, possuem capacidades de força maior no braço esquerdo (e de coordenação no direito), fazendo com que o esquerdo seja mais desenvolvido.

    Diante de tanta confusão, o que se pode concluir é que as assimetrias acontecerão e é algo normal, porém elas tem um grau de tolerância. Grandes assimetrias prejudicam o corpo esteticamente e funcionalmente, podendo inclusive trazer lesões em movimentos específicos e precisos compostos, principalmente.

    Com a prática da musculação, você pode agravar ou diminuir esses problemas, a depender da forma como o faz. Sendo assim, dicas são necessárias para que você possa fazer seu treinamento de forma correta ou até mesmo passar a corrigir algumas dessas grandes falhas. Que tal nos ligarmos nessas dicas?

    1- Exercícios unilaterais nem sempre são ideais

    Exercícios unilaterais são tidos como bons para corrigir assimetrias do corpo, mas digamos que em partes. Isso porque, se há uma discrepância de um lado, o trabalho do lado mais desenvolvido será submáximo enquanto o do lado menos desenvolvido pode não alcançar seu máximo de eficácia, prejudicando assim o desenvolvimento como um todo.

    Cupom de Desconto DDM

    Se exercícios unilaterais não são sempre os mais indicados para corrigir assimetrias, nos sobram os exercícios multiarticulares ou bilaterais, com ambos os lados juntos do corpo. Por exemplo, ao invés da rosca concentrada unilateral, podemos utilizar a rosca scott. Ao invés da rosca alternada em pé, a rosca direta, ao invés da extensão unilateral de tríceps reverso na polia, a extensão simultânea com barra na polia e assim por diante…

    Esses exercícios bilaterais podem ser utilizados com a finalidade de o corpo fazer o mesmo esforço de ambos os lados, para equilibrar o próprio peso levantado. Assim, não há como um lado entrar previamente em falha.

    rosca-banco-unilateral

    Portanto, procure sempre utilizar exercícios compostos. Na maioria dos casos eles já serão o suficiente para garantir correções.

    2- Utilize exercícios bilaterais com halteres ou máquinas articuladas

    Outra boa estratégia, mesmo seguindo a estratégia anterior, é a utilização de exercícios bilaterais, mais em máquinas que permitam um trabalho unilateral (com pesos diferentes para ambos os lados) ou mesmo com halteres. Eles são interessantes, pois ao mesmo tempo que fazem um bom trabalho unilateral, permitem que você erga o peso simultaneamente, para manter a sequência do exercício. Entre bons exemplos que podem ser citados nessa categoria são: a rosca simultânea em pé (angulações de 45 graus, 30 graus etc), roscas em máquinas articuladas, puxadas de dorsal em máquinas articuladas ou simultaneamente com halteres/cabos, exercícios de peitoral em máquinas com halteres e/ou cabos e até mesmo o próprio Cross Over que é um exemplo que utilizamos sem nos dar conta dessa vantagem.

    Lembre-se de sempre manter a simetria do movimento, do contrário você continuará forçando ainda mais assimetrias em seu corpo e prejudicando os resultados. É importante começar com cargas mais baixas para acertar a perfeição do movimento, pois quanto melhor ele for melhor será o recrutamento de ambos os lados, e por igual.

    exercicio-biceps-maquina-articulada

    Neste caso ainda, máquinas são melhores opções para auxiliar no controle e na movimentação do peso, focando apenas no grupamento alvo.

    3- Treine os músculos, não o ego

    Treinar de maneira incorreta devido a utilização de altas cargas as quais o esportista ou atleta não consegue controlar adequadamente é uma das principais razões pelas quais pessoas passam a desenvolver assimetrias por todo o corpo.

    Quando se treina inadequadamente, a propensão de segurar o peso com o lado mais forte, especialmente em exercícios como a rosca alternada, supinos com halteres e etc, é muito grande. Dessa forma, é necessário treinar MÚSCULOS, não o ego! Treinar com pesos adequados ao que você pode suportar para gerar estresse significativo e ao mesmo tempo proporcionar uma boa biomecânica de execução será sempre fundamental para manter seus músculos sempre em boa simetria.

    simetria-muscular-correta

    Lembre-se de contrair por igual ambos os lados do corpo, lembre-se de não deixar cair barras ou halteres na fase excêntrica do movimento (que muitos desconsideram), entre outros pontos.

    Conclusão:

    Podemos dizer que as assimetrias musculares são causadas por erros ou inadequações no treinamento. Porém, essas assimetrias além de gerarem prejuízos estéticos, ainda podem comprometer funcionalmente o movimento do corpo. Portanto, quanto mais pudermos evita-las e quanto mais pudermos utilizar de dicas para corrigir as assimetrias já existentes, melhores serão nossos resultados.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. cleide de laet 6 meses atrás


    /* */