• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Aprenda a utilizar corretamente o cinturão na musculação

    Aprenda como e quando devemos utilizar o cinturão, um equipamento de suporte para exercícios de musculação.

    Muitas pessoas questionam sobre os porquês do uso do cinturão na musculação. Algumas, com a velha crença de que ele é um artifício para diminuir a circunferência abdominal ou mesmo que é uma forma de fazer com que você não fique com a “barriga dilatada”. Entretanto, sabemos que esses são apenas mitos e, o real motivo da utilização do cinturão é mesmo a proteção, estabilização e a segurança que ele promove na região do core, favorecendo não necessariamente a utilização de cargas elevadas, mas, principalmente, favorecendo uma compressão as quais gere os benefícios supracitados e, consequentemente, também possibilite uma melhor performance.

    usando-cinturao-corretamente

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Apesar da grande evidência, bem como negligência, que há entre o uso do cinturão nos ginásios de musculação, muitos são os adeptos a ele que, simplesmente, não sabem usá-lo de maneira adequada ou ainda, que tem dúvidas sobre como fazê-lo. Alguns ainda, possuem dúvidas nos materiais e nas qualidades encontradas no mercado, sendo elas de extrema importância também.

    Portanto hoje, esclareceremos alguns pontos principais sobre o cinturão, seus materiais e quais são mais eficazes bem como, o mais importante, a sua utilização. Você está pronto (a)?

    Para que utilizar o cinturão

    Naturalmente, um dos mecanismos que o corpo tem para estabilizar convenientemente a região do core é através de pressões intra-abdominais, as quais podem ser observadas, por exemplo, com a Manobra de Valsalva (que tem outras finalidades também). Além disso, artifícios externos podem ser utilizados, como o cinturão, lembrando que, de qualquer forma, a estabilidade obtida através do TREINAMENTO dos próprios músculos da pessoa são o mais importante nesse caso.

    Apesar disso, o uso do cinturão pode auxiliar em alguns pontos, entre eles:

    – Melhorar a estabilidade do tronco e dos membros inferiores;

    – Aumentar a pressão abdominal, estabilizando ainda mais a coluna vertebral;

    – Prevenção de lesões.

    Desta forma, existem casos onde o cinturão é mais do que necessário e, em outros, poderíamos utilizar a própria estabilização do corpo, para também não torná-lo fraco. O cinturão, entre outras palavras, ajudará você a melhorar o que já for bom, entretanto, não irá tornar bom o que não for.

    Quais são os principais materiais do cinturão?

    Existem diversos materiais e diversas qualidades de cinturões no mercado. Cada qual, atende uma exigência. Sem sombra de dúvidas, os melhores cinturões são aqueles que atendem as normas da IFP (International Federation of Powerlifting), porém, outros muitos são de boa qualidade, ainda mais levando em consideração que não estamos falando de atletas profissionais ou especificamente do powerlifting.

    Os principais materiais podem ser o couro e o Nylon. Havendo variações nos feixes, larguras, tamanhos entre outros itens que são mais ou menos importantes a depender do que se busca no equipamento.

    É importante que os cinturões estejam, em primeiro lugar, sempre ajustados ao corpo, portanto, tamanhos muito pequenos ou muito grandes prejudicarão sua eficácia. Seu melhor material mesmo é o couro, pela resistência, estabilidade e durabilidade.

    As fivelas devem ser sempre firmes e o cinturão JAMAIS deve soltar durante o exercício, pois, isso poderá comprometer seriamente a saúde da pessoa.

    Os preços dos cinturões podem variar MUITO. Porém, não quer dizer que quanto mais caro ele for, melhor será. Algumas das marcas mais populares conhecidas e de qualidade são a Rudell, Valeo e Eleiko (mais usada entre os powerlifters profissionais).

    Como utilizar o cinturão?

    Em primeira instância, é necessário considerar que o uso do cinturão pode variar de acordo com a anatomia de cada pessoa, não havendo uma regra 100% para todas elas. Entretanto, convencionalmente, tem-se que o cinturão possa ser usado no topo da crista ilíaca (topo do osso do quadril). O exercício pode pedir diferentes variações do uso de cinturão. Por exemplo, no levantamento Terra, ele pode estar posicionado de maneira reta no tronco. Porém, no agachamento livre, devido ao movimento, ele pode ter de estar um pouco acima ou abaixo da linha do umbigo.

    Você, acima de tudo deve ter conforto na utilização do cinturão, pois, se diferente for, problemas na respiração ou até mesmo faltas de ar podem ocorrer.

    A depender da cintura da pessoa, da circunferência abdominal e outros aspectos, esses diferentes posicionamentos podem variar bastante.

    Além da posição, é necessário considerar o aperto certo do cinturão. Para encaixá-lo, você deve “murchar  barriga” o máximo possível, consumindo todo o ar nela existente. Após o aperto MÁXIMO, você deverá soltar esse ar e jogar a barriga contra o cinturão. Após isso, você deve conseguir respirar. Se você estiver com falta de ar ou com os ombros muito elevados, então é sinal de que o cinturão está apertado além do ideal. De você estiver solto demais, então, provavelmente irá precisar apertá-lo mais um pouco.

    Os principais erros no uso do cinturão

    O uso do cinturão possui muitos erros, porém, entre os mais frequentes, podemos citar:

    Baixa qualidade de material: Muitas pessoas usam cinturões de qualidades ruins, prejudicando a estabilização do movimento e sendo apenas uma peça de “enfeite”.

    Baixa compressão: Muitas pessoas usam o cinto como acessório de moda, quando ele é um EQUIPAMENTO. Se você utilizá-lo frouxo demais, então provavelmente ele perderá sua eficiência, sendo então necessário que você reveja esses pontos.

    importancia-do-cinturao

    Compressão excessiva: Muitas pessoas usam compressões muito apertadas do cinto, o que causa grande desconforto e prejudica a respiração, prejudicando assim a performance também.

    Uso contínuo do cinturão: O Cinturão deve ser usado em momentos onde HÁ uma sobrecarga considerável. Não adianta usar o cinturão a todo momento, pois, isso certamente enfraquecerá os músculos do core.

    Não fortalecer o core simplesmente porque utiliza cinturão: Não fortalecer o core simplesmente porque você usa cinturão é um grande erro, comprometendo atividades diárias, além das atividades na própria musculação também. Lembre-se que sua vida não para na academia, portanto funcionalidade também é importante ao corpo.

    Conclusão:

    Com esse pequeno guia, aprendemos a usar adequadamente o cinturão bem como tomar alguns cuidados na hora de adquirir um.

    Lembre-se que ele pode ser um grande aliado em seus treinamentos se usado da maneira correta e um grande vilão caso usado inadequadamente.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */