• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    As 10 maneiras de aumentar seus níveis de energia

    Conheça maneiras simples e fáceis que vão te ajudar na hora do treino, tê dando mais energia para a musculação e até na sua vida

    Com a correria do dia-a-dia, com os afazeres diários, com todo o estresse, a falta de sono (ou a má qualidade de sono), com as preocupações e todos os outros itens que nos cercam freneticamente, fica difícil sempre ter níveis de energia elevados. O problema é justamente quando essa dificuldade em ter bons níveis de energia, física e mental começam a afetar os afazeres diários e começam a interferir em nossa vida.

    10 maneiras de aumento de energia

    Comprar Whey Protein Feminino

    Muitas pessoas, vivem com baixos níveis de energia, o que influi diretamente na forma como elas se relacionam consigo mesmo e com o ambiente externo, incluindo as pessoas. Aliás, isso torna-se tão prejudicial que muitas passam a desenvolver doenças, desde um leve sedentarismo (que hoje é considerado uma doença, segundo a OMS), até problemas articulares, problemas metabólicos e sistêmicos.

    Portanto, ter níveis de energia elevados é sempre muito importante, você deve buscar maneiras de tê-lo mesmo quando está em dificuldades. Para que possamos te ajudar, hoje comentaremos dez maneiras de elevar seus níveis de energia, para que você tenha uma melhor qualidade de vida e, preserve sua saúde, obtenha bons treinamentos e esteja sempre satisfeito consigo mesmo (a), obtendo cada vez mais êxitos e resultados sólidos.

    1 – Utilize os exercícios como “válvula de escape”

    Está estressado? VÁ TREINAR! Está com fome, mesmo tendo se alimentado? VÁ TREINAR! Está com raiva ou preocupado? VÁ TREINAR! Teve um dia cansativo no trabalho e deseja apenas assistir a novela da noite? VÁ TREINAR!

    Sim, pode parecer extremático e pode parecer um pouco exagerado, mas, não! TREINAR QUASE NUNCA É DEMAIS (salvo em overtraining). Muitas pessoas justificam os motivos pelos quais NÃO vão à academia, mas, não justificam ESTAR LÁ PELOS PROBLEMAS! Ora! Se você não pode resolver um problema, se não pode solucionar uma situação, se ficará apenas ansioso (a) em casa, comendo todas as baboseiras da geladeira, por que não ir treinar ao invés disso?

    O treinamento pode muito bem servir como uma boa válvula de escape e, através dele você pode ter um melhor contato consigo mesmo e, principalmente, poderá ter uma forma de descontar seus problemas.

    Tudo bem, tudo bem… Não vamos nos sobrecarregar de treinamento por tudo e por todos, mas, se soubermos, diariamente, dedicar alguns momentos justamente para ele, esquecendo do mundo externo e nos concentrando em nós mesmos, certamente evitaremos problemas e teremos cada vez mais melhores resultados.

    2 – Esqueça tudo enquanto treina

    Hora de treinar é hora de TREINAR! No momento em que você está em seus treinamentos, dedique toda sua concentração para eles. Não adianta nada ficar de papo furado com fulano ou cicrano. Não adianta nada pensar na namorada, na amante, no esposo ou naquele cara bacana… Nada, absolutamente nada pode desfocar seus treinamentos, sejam elas coisas boas ou ruins.

    Provavelmente, quem não pensa nos treinamentos em si enquanto está treinando, se sentirá desmotivado e não obterá o máximo de progresso. Além disso, dedicando seu pensamento para outra coisa, você não obterá a energia que precisa para… TREINAR!

    3 – Concentre sua mente no momento em que está treinando unicamente nos seus músculos

    Sim. Muitas pessoas perdem energia durante um movimento porque tiram a concentração do músculo alvo, ou do grupamento alvo, mais especificamente.

    concentre em seu exercicio

    Observe, por exemplo, que quando uma pessoa está treinando e você simplesmente coloca o dedo no local onde ela deve contrair, ela passa a involuntariamente contrair aquele local. Isso ocorre porque o cérebro “se atenta” para aquele toque e, portanto, para aquela região. Assim, manter o máximo de ativação neurológica e, por hora, neuromuscular no local onde você está trabalhando será mais do que fundamental.

    4 – Se aqueça adequadamente

    Dennis Wolf uma vez fez um comentário muito inteligente: “Nos momentos de pre-contest, quando estamos com baixos níveis de energia, precisamos entrar no primeiro exercício, fazer três ou quatro séries para nos alertarmos e entrarmos no ritmo.”. E isso foi uma grande verdade: O aquecimento deve ser essencial antes de pensar em treinar pesado. Se você não se aquece, os riscos de lesão já são grandes, mas, aliado a isso, você não está energeticamente preparado para aquilo.

    Assim, logicamente, não necessita que você faça aquecimentos muito prolongados, porém, aquecer-se é essencial.

    5 – Sempre finalize seu treinamento olhando os pontos positivos

    Quantas vezes você entrou animado no treino e saiu de lá sem energia alguma? Isso se deve ao fato que você saiu e não observou os pontos positivos daquele treino, mas, apenas os negativos.

    Uma pessoa que quer manter-se energeticamente bem, tem de olhar os pontos positivos em cada coisa e extrair essências do que foi realizado como lições e como constantes aprendizados. Não acabe com o restante de seu dia achando que não fez o suficiente!

    6 – Comece seu dia com um bom “choque”

    Não quero aqui questionar quaisquer princípios dietéticos de novas vertentes, principalmente relacionadas ao jejum. Porém, sem sombra de dúvidas, as linhas clássicas da nutrição nos mostram que o dia deve ser iniciado com uma boa refeição. Pessoas que não fazem justamente essa primeira refeição, logo quando acordam, o chamado café da manhã, deixam de ter um dia produtivo, comem mais e, seus níveis de energia durante o dia caem de uma maneira absurda.

    Essencialmente, se você está preocupado em aumentar seus níveis de energia, faça boas primeiras refeições. Utilize boas fontes de carboidratos, lipídios e proteínas. Todos esses nutrientes darão um start up no seu corpo e farão com que você passe o dia muito melhor.

    Cupom de Desconto DDM

    Algumas pessoas justificam que tem problemas para comer de manhã. Nesse caso, duas estratégias podem ser usadas: A primeira delas é comendo de pouco em pouco, cada dia adicionando um novo item na refeição, até que se tenha uma refeição completa. Comece com uma banana, ou talvez um ovo. Passe para um sanduíche com um copo de iogurte no dia seguinte… Na semana seguinte, tente comer um pouco de aveia com ovos… O progresso deve ser gradual. Já a segunda possibilidade (principalmente para quem treina logo nas primeiras horas do dia) é fazer um shake, que pode incluir proteínas como o whey protei, proteína da carne bovina, a albumina ou mesmo caseína em menores quantidades, carboidratos de mais fácil digestão como o waxy maize ou a maltodextrina e, talvez um pouco de lipídios que podem advir de óleos (Côco, linhaça, palma etc) ou de oleaginosas, além da manteiga de amendoim, claro.

    O importante é procurar se alimentar, mesmo que com dificuldades. Tudo é questão de ir, pouco a pouco se adaptando a essa nova rotina.

    7 – Utilize alimentos energéticos

    Muitas pessoas não tem muita vontade de comer ou outras, até comem, mas, não se sentem devidamente “energizados”, visto que sem sombra de dúvidas o alimento é nossa principal fonte de energia. Neste caso, o que pode estar acontecendo não é só uma nutrição inadequada de uma maneira geral, mas, a falta da utilização de alimentos com boa densidade energética em períodos estratégicos.

    Por exemplo, nos momentos próximos ao treino (antes ou depois), que tal utilizar carboidratos gostosos, com mais fácil digestão como a banana, um belo macarrão ao sugo ou a bolonhesa (com carnes magras, claro!), o purê de batatas (doce, inglesa, baroa etc) entre outras opções? Porém, nos momentos mais longes do treino, você não deve abrir mão desse tipo de alimento, mas, deve considerar alimentos com a mesma característica (alta densidade energética), mas, com menores porções de carboidratos e maiores de lipídios. Bons exemplos podem ser a manteiga de amendoim, a manteiga de amêndoas, o abacate, o leite integral, entre outras muitas opções.

    Buscar nutrientes nos alimentos é extremamente válido e, quando falamos isso, falamos de micro e macronutrientes, pois, na maioria das vezes, somente os macronutrientes são considerados. Portanto, a utilização de alimentos os mais naturais possíveis, sem muito processamento e coisas do tipo, também garantirão uma boa ingestão dos micronutrientes, fazendo com que seu quadro nutricional seja melhorado como um todo.

    8 – Descanse adequadamente

    Você sabe que descansar é fundamental para quaisquer seres vivos. Aliás, como reza a “piada”, “até Deus descansou no sétimo dia…” . Sendo assim, sabemos da importância que o descanso tem no reestabelecimento de todas as nossas funções, físicas e mentais.

    descanse adequadamente

    Especialmente falando das mentais, o descanso proporciona um “reset do cérebro” e promove um estado de bem-estar, garantindo que os neurônios não estejam em máxima atividade o tempo todo, o que pode causar, por exemplo, morte celular precoce.

    Ainda, no sistema nervoso central, interligado com o sistema periférico, haverá relaxamentos, o que influenciará diretamente nas condições físicas.

    Se tratando do descanso relacionado com a parte física da pessoa, sem sombra de dúvidas ele também é essencial: Permite o reestabelecimento de estruturas, permite melhor síntese proteica, melhor reposição de glicogênio, melhor reposição de oxigênio e, isso tudo é garantido graças a melhor liberação hormonal, bem como produção hormonal também.

    Descansar não significa apenas dormir ou tampouco ficar de pernas para o ar. Descansar significa fazer coisas sem obrigação, ter um tempo de lazer, fazer algo prazeroso e que lhe seja proveitoso. Muitas pessoas ao ficarem de “papos pro ar” acabam se cansando mais do que quando estão na ativa. Assim, saiba que você pode muito bem descansar sem estar necessariamente parado, apesar de que, o descanso absoluto também é necessário, nas horas certas.

    O descanso também influencia diretamente na forma em que sua rotina (diária e de treinamentos) é dividida e como ela toma seu tempo. Rotinas muito severas podem prejudicar seu descanso e, portanto, elas mesmas serão afetadas. Assim, consolide sempre o descanso a si e obtenha resultados sólidos.

    9 – Faça mais do que apenas treinar

    Muitas pessoas ficam sem energia porque se focam tanto no seu físico e esquecem das outras partes que constituem todo seu ser.

    Um ser humano não é feito unicamente de seu físico, mas, de mente e, para os que acreditam, de espírito também. Todas essas áreas merecem igual atenção. Se você acabar pendendo mais para uma do que para outra, certamente se sentirá estafado e ainda, com “algo faltando”.

    Treine sim! Dedique-se aos exercícios, faça as atividades corretas. Mas, junto a isso, saiba dedicar-se a si mesmo. Mentalize coisas boas, FAÇA COISAS BOAS! Dedique seu tempo para o conhecimento científico, para o conhecimento de outras áreas que não tem ligação direta com a Educação Física, como a Política, Artes Plásticas, Música, Filosofia ou seja lá o que for…

    Sua mente certamente aceitará muito melhor os exercícios e, certamente você se sentirá mais energizado dentro de si mesmo, afinal, campeões também tem grande mentalidade.

    10 – Use compostos quando necessários

    Suplementos energéticos em alguns casos, podem ajudar, apesar de que, se você se “viciar” neles, certamente terá maus resultados. Sendo assim, essencialmente você deve escolher o produto correto para ter bons resultados. A ajuda de profissionais pode ser muito vantajosa nesse quesito.

    Você pode optar, por exemplo, por suplementos pré-treinos, por suplementos como a cafeína, taurina, melhoradores de concentração como a Gluconolactona entre outras infinitas possibilidades.

    Lembre-se: Eles devem ser utilizados eventualmente, pois, o uso contínuo poderá fazê-los perder em parte ou totalmente seus efeitos.

    Conclusão:

    Se sentir cansado, estafado, sem energia é algo que ocorre com todo mundo, pelo menos uma vez na vida. Entretanto, você pode utilizar de estratégias preventivas ou reparativas para driblar esses problemas. Basta saber o que está ocorrendo de errado, fazer as devidas modificações e, prevenir para que aquilo não ocorra novamente.

    Certamente com cuidados e atitudes, conseguiremos otimizar sempre, mais e mais nossos níveis de energia e, consequentemente nossos resultados físicos e mentais.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. liz santos 7 meses atrás


    /* */