• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Betaína: o suplemento para aumento de performance e massa muscular

    Conheça a betaína, um suplemento que vem revolucionando todo o mercado com seu poder de aumento da performance e aumento da massa muscular.

    Um dos suplementos que mais vem revolucionando o mercado exterior e que vem entrando no mercado nacional é a Betaína, um composto utilizado como pré-treino e também como pós-treino o qual pode proporcionar ganhos incríveis através de mecanismos únicos que auxiliam desde a redução na fadiga muscular, ao crescimento muscular em si.

    betaina

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    A betaína vem recebendo tanto status de ótimo componente, que hoje em dia ela vem sendo inserida em quase que todos os suplementos pré-treino do mercado, tanto exterior quanto nacional. Provavelmente você já leu esse nome em algum dos seus suplementos. E se você lia e não sabia o que era, agora terá a chance de conhecer melhor este incrível ingrediente.

    A Betaína

    Pense em um suplemento que pode te auxiliar a atingir seus resultados de maneira rápida e eficaz. Se tudo isso parece ilusão em um simples composto, prepare-se então para conhecer a betaína.

    A betaína trata-se do nome similar para a Trimetilglicina, também conhecida como TMG, um derivado metilado do aminoácido glicina. Derivada no corpo humano a partir da hidrólise da colina, ela pode ser encontrada em diversas fontes exógenas, em especial no açúcar das beterrabas, de onde foi isolada pela primeira vez.

    No corpo humano, mais do que simplesmente pela ergogênese, foi utilizada por anos para auxiliar em problemas relacionados com as articulações (através do aumento da S-adenosylmethionine, um dos responsáveis pela saúde articular) e diminuição em alguns níveis de problemas inflamatórios. Além disso, auxiliou e auxilia como coadjuvante em hipercolesterolemias.

    Como a Betaína age?

    A principal reação para a origem da betaína o corpo humano é através da metilação da homocisteína da metionina (aminoácidos). A metionina é um dos aminoácidos que participa na síntese da creatina, assim a betaína auxilia diretamente na produção natural de creatina, fazendo com que o corpo possa obter mais força e explosão, que são características de função desse composto peptídico, que inclusive costumamos suplementar também.

    Fórmula da Betaína

    A metionina também participa em diversos pontos na síntese proteica muscular, especificamente nos processos de tradução proteica pelo RNA. Assim disponibilizando maiores quantidades desse aminoácido ao corpo, certamente ocorrerá maior síntese proteica.

    As aplicações da betaína

    Nos últimos anos, a betaína vem demonstrando diversos benefícios frente ao seu consumo na atividade física, inclusive na musculação.

    Estudos demonstram que com míseros 1,25g de betaína consumidos diariamente, o músculo conseguiu aumentar sua força em 20-25%, comparados a indivíduos que consumiram algum tipo de placebo. Especificamente, esse estudo mostrou que foram possíveis as realizações de um maior número de repetições no supino reto. Dessa forma, através de maiores intensidades de treinamento fornecidas ao músculo, conseguiremos um estresse maior e através da recuperação, um maior crescimento muscular.

    Cupom de Desconto DDM

    Em outros estudos, ela conseguiu demonstrar em um curto período de tempo, um aumento de 2kg em alguns atletas e a diminuição simultânea de 3,5kg de gordura corpórea, mostrando-se eficaz tanto em fases de definição muscular, quanto de construção muscular. Aliás, em fase e definição muscular ela pode ser uma grande aliada na preservação da massa muscular, que tende a ser prejudicada na medida em que as dietas costumam ser mais baixas em calorias e os exercícios aeróbios costumam ser presentes, mostrando uma grande taxa de catabolismo muscular.

    A betaína também pode favorecer no equilíbrio entre alguns hormônios anabólicos e catabólicos no corpo. Por exemplo, ela pode auxiliar na diminuição ao cortisol, que é grandemente presente durante momentos de estresse, pode auxiliar também no aumento do óxido nítrico e do fluído sanguíneo, fazendo com que diversos nutrientes sejam melhores transportados dentro do corpo, inclusive levando-os de maneira mais eficaz ao músculo esquelético.

    Como é possível observar, a betaína é um ingrediente eficaz porque não tem apenas princípios os quais podem auxiliar no aumento do tecido muscular e tampouco apenas princípios que podem melhorar a performance física, em uma combinação de ambos, ela torna-se um suplemento ideal para ser consumido a quem deseja não somente um quesito ou outro, mas o máximo de resultados através de ambos.

    A betaína não é um ingrediente com grandes probabilidades de efeitos colaterais conhecidos. Por não apresentar efeitos colaterais e também não ter tendência a “acostumar”, pode ser consumida continuamente, sem a necessidade de “ciclar” entre períodos de utilização e de não utilização.

    Quais são as melhores formas para a ingestão da betaína?

    Em média, os estudos mostram que 1,2-1,25g da substância já são suficientes para apresentar ergogênese, ou seja, para melhorar aspectos físicos na atividade física e corpóreos na recuperação muscular. Entretanto, essas dosagens podem variar de acordo com a tolerância e a resposta de cada corpo frente a sua utilização, podendo até mesmo chegar a pouco mais de 1,5g/dia.

    Modo de usar a betaína

    Essas dosagens podem ser utilizadas igualmente antes e após o treinamento ou dividida antes e após o treinamento. Nos dias de descanso, procure consumi-la com alguma refeição rica em carboidratos, como a primeira refeição, geralmente.

    Por ser um composto peptídico e que participa dos processos de recuperação muscular, a betaína deve ser consumida tanto nos dias de treinamento quanto nos dias de descanso, nas mesmas dosagens.

    Conclusão:

    De maneira inovadora, a betaína vem representando uma classe de suplementos ergogênicos a qual participa não só da melhora física no desempenho, mas no auxílio a recuperação muscular, o qual é grandemente importante para uma próxima sessão de treinamentos mais intensos.

    Hoje, presente não só em sua forma isolada, mas em inúmeros pré-treinos, este não é um ingrediente difícil de ser encontrado e certamente poderá promover ganhos incríveis tanto de aumento de massa muscular, quando de redução de gordura corpórea.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */