• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Combinando a funcionalidade de treinamentos com hipertrofia e força

    Entenda por que vale a pena combinar um treinamento funcional com treinos de hipertrofia e força

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    O treinamento funcional (leia-se por hora, os treinamentos funcionais) foi desenvolvido com o intuito de melhorar os métodos de condicionamento do corpo durante as demandas dentro de uma atividade física seja em aspectos de força, estabilidade, respiração, potência, explosão, velocidade, flexibilidade, equilíbrio etc.

    Conheça a importância de treinos funcionais em uma rotina de hipertrofia e saiba como adaptá-los para obter melhores resultados.

    O treino funcional por sua vez não está diretamente ligado com o tipo de movimentação feita no exercício ou modalidade praticada. Isto é, um atleta de futebol, por exemplo, trabalha em uma cadeira extensora para melhorar a potência de sua corrida. Desta forma, o jogador estará trabalhando isoladamente um grupo muscular ou um músculo específico para no esporte como um todo, onde vários outros músculos são requisitados, ele possa ter potência, estabilidade, força e outros bons adjetivos.

    [ad#2]

    Cupom de Desconto DDM

    Porém, olhando por um certo ângulo, o atleta estará desenvolvendo apenas parte da musculatura das pernas. E, mesmo com outros exercícios como a flexora e o Leg Press, ainda faltarão músculos a serem trabalhados. É aí que o treinamento funcional exige, de uma maneira geral, valências físicas envolvidas na atividade e também componentes neurológicos. Essas valências envolvidas farão com que, através da instabilidade, o atleta crie estabilidades extras e, consequentemente tenha um melhor desempenho durante o desenrolar de sua específica modalidade.

    Outro aspecto interessante ao treino funcional é para a cura ou tratamento de lesões e assimetrias. No caso das lesões, ele, de uma maneira diferente, estimulará a estabilidade do músculo ou tendão lesionado e, no segundo caso, corrigirá erros posturais, de coluna, ajudará na preservação das articulações e outros.

    Para nós, praticantes de musculação, o treino funcional pode auxiliar no controle da respiração, fazendo com que a oxigenação celular seja melhor, ocasionando melhor desempenho, ajudará no equilíbrio afim de evitar desníveis durante o exercício e também melhorará a força e estabilidade dos músculos estabilizadores que, em muitas vezes não são trabalhados na musculação clássica.

    E então, o que está esperando para aderir um pouco do treinamento funcional?

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */