• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 3 mitos sobre o consumo de suplementos alimentares

    Conheça alguns mitos sobre o uso de suplementos alimentares e livre-se deles, fazendo assim um uso mais correto e aproveitando melhor seus suplementos.

    Nos últimos 10 ou 20 anos, um dos setores industriais que mais se desenvolveu foi o do bem-estar. Hoje em dia a preocupação das pessoas é grande em ter uma boa saúde, boa aparência, boa alimentação, boa nutrição e sentir-se bem consigo e com os outros. Dentro desse setor, um dos ramos de vendas os quais apresentou um crescimento bastante elevado foi o da indústria de suplementos alimentares, aliado não mais somente a necessidades nutricionais, mas principalmente à estética.

    Conheça alguns mitos sobre suplementos alimentares

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Os suplementos alimentares são largamente consumidos por diversos tipos de pessoas, sejam praticantes de musculação, ciclismo, futebol, tênis e etc. Entretanto, apesar de todo esse patamar de fama, muitos são os mitos existentes frente a informações erradas e/ou mal transmitidas/interpretadas, fazendo com que esse seja ainda não só um ramo um tanto quanto obscuro, mas mal entendido e mal visto por muitos pessoas.

    Neste artigo vamos conhecer três grandes mitos sobre o consumo de suplementos alimentares e vamos aprender como entender melhor a lógica de muitos deles e principalmente nos livrarmos de conceitos TOTALMENTE ERRADOS E DISPENSÁVEIS.

    1- Suplementos alimentares proporcionam acne

    Jamais! A grosso modo, os suplementos alimentares são “comida industrializada” com uma melhora na biodisponibilidade de nutrientes, o que pode ou não ser benéfico a depender do caso o qual estamos avaliando. Entretanto, tratando-se de “comida industrializada”, não há razões para considerar que OS SUPLEMENTOS causem acne. Deve-se considerar que a ALIMENTAÇÃO COMO UM TODO pode ou não ser propícia a gerar acne.

    Normalmente, a acne é um processo inflamatório do próprio organismo que pode ter correlação com aspectos mais ligados à pele do que à alimentação, apesar dessa poder ter a sua parcela de contribuição. Se por acaso temos tendência à acne e não consumimos suplementos alimentares, mas mesmo assim consumimos uma dieta hiperlipídica, teremos maiores chances do desenvolvimento dessa inflamação pela provável oleosidade que a pele produzirá e consequentemente ficará exposta. Além disso, apesar dos suplementos propriamente ditos não gerarem acne, em sua grande maioria estão enriquecidos com vitaminas (em especial do complexo B), que participam fundamentalmente como co-fatores e/ou co-enzimas no metabolismo energético, fazendo assim com que o aproveitamento lipídico seja maior e possa vir a proporcionar um ambiente conveniente para o desenvolvimento da acne.

    Portanto, antes de imaginar que os suplementos geram acne, observe sua alimentação como um todo. Lembre-se que, na maioria dos casos onde há uma dieta hipercalórica, há excesso de nutrientes. E fique sabendo que os suplementos não causam acne, mas sim a alimentação.

    2- Quanto maior a dosagem de um nutriente, melhor

    Se há algo que confunde muitos indivíduos é referente a eficácia de um composto comparado com a quantidade em que ele está presente em determinado produto.

    Suplemento em pó, hiperproteico

    Cupom de Desconto DDM

    Um claro exemplo disso são os hiperproteicos, normalmente associados como melhores os que possuem maior teor proteico na porção, porém as pessoas não levam em consideração a matéria-prima, a forma de obtenção dessa matéria-prima, os processos de filtragem os quais ela passa, a biodisponibilidade proteica, entre outros tantos fatores fundamentais. Outro claro exemplo podem ser os suplementos pré-treino, normalmente associados com maior quantidade de estimulantes, quando na verdade deveríamos buscar ergogênese e efeitos anabólicos nesses suplementos. Nesse grande “balde”, também entram os hipercalóricos, muitos associam esses suplementos apenas com a quantidade de calorias neles presentes, sem levar em consideração fatores de extrema importância como o ratio entre os macronutrientes, os tipos de lipídios que são empregados no produto, as fontes proteicas e as fontes de carboidratos também, que nesses suplementos merecem atenção redobrada.

    Quando buscamos um suplemento alimentar, não devemos nos importar necessariamente com a quantidade de nutrientes que ele está fornecendo, mas sim a efetividade e o que representarão essas fontes de nutrientes ao nosso corpo. Por exemplo: de que adianta trocarmos um suplemento o qual forneça 20g de proteínas do whey protein por um que forneça 40g de proteína de soja? Será que obteremos o mesmo benefício? Pense sempre nisso!

    Portanto esqueça isso de que dosagens altas é sinônimo de bom suplemento. Na hora de avaliar, veja a biodisponiblidade dos nutrientes, matéria-prima, filtragem, se o suplemento possui vitaminas e sais minerais, se possui adição de aminoácidos essenciais, se a dosagem informada é a verdadeira e por ai vai…

    3- Suplementos nutricionais NUNCA fazem mal

    Vemos por aí muitas pessoas defendendo com unhas e dentes que os suplementos alimentares jamais podem fazer mal. Apesar de discordar completamente com os que sempre condenam o uso de suplementos, devo dizer que SIM, os suplementos alimentares podem fazer mal se consumidos inadequadamente.

    Os suplementos alimentares, sejam naturais ou não, certamente podem trazer algum tipo de prejuízo a quem faz uso de maneira incorreta ou com superdosagens. Quando comemos demais estamos não só proporcionando uma sobrecarga ao aparelho gastrointestinal, mas possibilitando o aumento de gordura corpórea, aumentando o risco de problemas mais graves como a congestão e assim por diante. Se até mesmo a água consumida de maneira inadequada pode acarretar prejuízos, quem dirá de nutrientes que passam por uma metabolização bem maior e bem mais complexa.

    Suplementos, apesar de ajudarem muito quando utilizados de forma correta, apresentam-se como fontes de extrema biodisponibilidade ao corpo, altíssimo valor biológico e quase que um completo aproveitamento. Desta forma, diferente da alimentação tradicional, os suplementos entram no organismo para cumprir sua função e são absorvidos, em praticamente 100%, diferente de uma alimentação normal. Portanto, pense que dificilmente algo será significativamente desperdiçado, ou seja, uma superdosagem/uso incorreto o organismo irá querer absorver tudo e como não irá conseguir, poderá acabar ocasionando problemas.

    Procure sempre observar suas REAIS necessidades nutricionais e então sim inserir o(s) suplemento(s) correto(s) nas devidas quantidades precisas. O auxílio de um profissional neste caso é sempre bem-vindo.

    Suplemento, em alta dosagem, pode fazer mal

    Conclusão:

    Muito conhecimento aplicável e ao mesmo tempo muitos mitos cercam os suplementos alimentares que podem apresentarem-se como ótimos aliados ou vilões na dieta. É importante conhecer pouco a pouco, mas entender sobre cada um deles antes de sua utilização para então ter certeza absoluta do que se está fazendo e do porque se está fazendo.

    Mitos populares podem, na maioria dos casos, mais prejudicar do que alertar ou ajudar, portanto orientação profissional também é sempre uma ótima diretriz a ser seguida.

    Boa alimentação!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */