• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 4 coisas que você não sabia sobre a suplementação esportiva

    Descubra 4 novos conceitos sobre suplementação esportiva que você talvez nem imaginasse que existisse.

    Quando falamos de nutrição esportiva, logo vem a cabeça batata doce e frango, pois é esse o conceito de nutrição esportiva que a maioria dos praticantes de musculação tem, assim como quando falamos em suplementação, logo lembramos de whey protein. Porém, vos deixo claro que a nutrição/suplementação esportiva é MUITO maior do que só isso. E quem fica pensando só nas mesmas coisas, nunca sai do lugar, pois assim como o corpo acostuma com o treino, ele acostuma também com a mesma comida e suplemento.

    coisas-que-nao-sabia-sobre-suplemento

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    Por isso, neste artigo vamos conhecer 4 (quatro)  novos conceitos sobre suplementação esportiva. Conceitos esses que provavelmente você nunca ouviu falar, mas que com certeza irão te ajudar e muito na conquista de seu objetivo.

    1- O Colostro Bovino pode auxiliar na recuperação muscular e nos trabalhos de longa duração

    O Colostro bovino tem sido estudado a anos em inúmeros aspectos, mas, em especial, em sua utilização para o aumento em algumas taxas hormonais, como a do hormônio do crescimento.

    O Colostro bovino é um suplemento rico em imunoglobulinas, que são constituintes do sistema imunológico. Sendo constituinte do sistema imunológico, esse promove o aumento de IgA, uma imunoglobulina importante para quem pratica exercícios de longa duração, visto que a tendencia é a diminuição dela por conta da atividade física. Essa ausência pode gerar imunodeficiências, dificultando o processo de recuperação e podendo causar reações de queda imunológica. Por isso repor essa imunoglobulina torna-se tão importante.

    Assim, com essa suplementação, aumento de taxas de hormônios do crescimento, de imunoglobulinas e até mesmo de testosterona, teremos uma melhor recuperação muscular e uma recuperação mais rápida, possibilitando novas sessões de treinamento mais brevemente e otimizando os resultados como um todo.

    2- Uso de Gakic

    Gakic, também de nome de um ex suplemento da MuscleTech®, trata-se do ácido de glicina-alfa-cetoisocaproico, que auxilia no controle da fadiga muscular e aumento da força. Esse também é um composto o qual auxilia grandemente na recuperação muscular.

    Alguns estudos mostram que após a realização de exercícios físicos e com a suplementação de Gakic, os atletas conseguiram, na próxima sessão de treinamentos, executar mais movimentos e com maior potência e carga do que no treinamento anterior. E isso não se deve unicamente a recuperação tradicional, pois foram comparados atletas que ingeriram algum tipo de placebo, e seu desempenho foi relativamente menor.

    Por isso o uso de Gakic pode ser um diferencial em sua recuperação. Se você está sofrendo para se recuperar de seus pesados treinos, vá deste suplemento.

    Suas dosagens diárias, para homens, variam em torno de 10,2g/dia, utilizadas no pós-treino.

    3- Multivitamínicos podem auxiliar na redução do overtraining ou mesmo no overreaching

    Uma das maiores preocupações da maioria dos atletas, ou mesmo praticantes de algum esporte, é ultrapassar limites e acabar por entrar num quadro de fadiga crônica leve, denominado overreaching, ou de fadiga crônica, denominado overtraining. Em ambos os casos, isso é extremamente prejudicial, pois o desempenho físico cai, há problemas digestivos, distúrbios no sono, dores frequentes, lesões, entre outros tantos.

    Cupom de Desconto DDM

    Os multivitamínicos, na grande maioria dos casos, são suplementos desnecessários, na medida em que devido aos micronutrientes serem requeridos em quantidades baixas no nosso organismo, conseguimos suprir essas mesmas através de uma dieta balanceada e diversificada. Apesar disso, algumas carências nutricionais em esportistas mais árduos pode ocorrer, principalmente se tratando do praticante de musculação, que em sua grande parte visa questões estéticas e tem uma dieta mais restritiva. Entre as principais carências podemos citar a deficiências de cálcio, deficiências de selênio e em alguns casos de magnésio.

    Dessa forma, esses e outros nutrientes são importantíssimos para inúmeras funções fisiometabólicas, inclusive na prevenção de danos oxidativos ocasionados pela atividade celular aumentada na atividade física. Assim com o uso de multivitamínicos, conseguindo suprir essas necessidades, apresentarão inúmeros benefícios que certamente serão de bom grado e auxiliarão na recuperação muscular, bem como no treinamento em si.

    Portanto, procure um bom polivitamínico que atenda as suas necessidades individuais, pois tanto a falta quanto o excesso desses micronutrientes serão de grande prejuízo ao corpo.

    Conheça bons multivitamínicos aqui: http://dicasdemusculacao.org/conheca-os-melhores-suplementos-multivitaminicos-do-mercado/

    4- Whey Protein Hidrolisado não é melhor do que whey protein isolado com a caseína no pós-treino imediato

    Muitos imaginam que quanto mais rápida for a digestão no pós-treino, melhor iniciaremos a nossa recuperação muscular. Entretanto, esse já é um dos mitos da nutrição esportiva.

    Utilizando whey protein hidrolisado (WPH) após o treinamento, sim teremos um aproveitamento dos aminoácidos mais rápidos. Entretanto, pesquisas mostram que isso não influi positivamente na recuperação muscular, e mais: devido a rápida hiperaminoacidemia sanguínea, a tendência é que estes diminuam rapidamente também, fazendo com que o corpo entre em um estado catabólico mais rápido.

    combinacao-whey-e-caseina

    Por outro lado, tão puro quanto, o whey protein isolado (WPI) possuirá as mesmas funções, mas adicionado à caseína proporcionará ao corpo um PDCAA melhor, um aproveitamento proteico e um equilíbrio gástrico melhor e devido a caseína, a tendência é que o corpo entre em um estado catabólico mais tardiamente, tendo assim uma continuidade anabólica maior.

    O WPH ainda, pode ocasionar altos picos insulínicos, que podem gerar algum tipo de rebote em indivíduos mais sensíveis, causando até mesmo hipoglicemias.

    Portanto, não se iluda com produtos necessariamente caros e que justificam esse valor extremamente elevado por sua velocidade de digestão.

    Conclusão:

    Diante de tantos aspectos encontrados diariamente na nutrição esportiva, nos deparamos também com algumas coisas desconhecidas em um meio muito duvidoso e cheio de questões que é o da suplementação esportiva.

    Hoje, pudemos entender um pouco mais sobre as funções anabólicas do colostro bovino, pouco utilizado pelas pessoas, um pouco mais sobre o Gakic, um suplemento esquecido há alguns anos e que possui poucas marcas que o fabricam atualmente, entendemos um pouco mais sobre os polivitamínicos e sua relação com melhor recuperação e prevenção da fadiga neurológica, muscular e de outras estruturas do corpo e, por fim, um pouco mais sobre o whey protein hidrolisado, que não necessariamente é a melhor opção no pós-treino imediato.

    Portanto, buscar novas e corretas informações, é sempre primordial para o sucesso com os resultados!

    Boa suplementação!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. Marcorelio Souza 2 anos atrás


    /* */