• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 6 razões para utilizar hipercalóricos

    Aprenda seis razões para que você possa incluir suplementos hipercalóricos em sua dieta.


    Quando o assunto é ectomorfismo ou necessidades de alto consumo calórico, não há uma categoria de suplementos alimentares que seja mais indicada do que a dos gainers ou simplesmente dos hipercalóricos. Isso porque, eles possibilitam, de forma fácil, eficaz e altamente nutritivas, formas de suprir essas necessidades energéticas de acordo com a individualidade de cada um. Entretanto, faz-se necessário saber qual ou quais produtos utilizar em seu caso, para então obter o máximo de benefícios do produto.

    Banner_336x280_VitThor

    Apesar da eficácia e também da larga utilização dos hipercalóricos, estes, tornaram-se suplementos bastante mistificados pelo possível ganho excessivo de gordura corpórea durante e após a sua utilização. Normalmente, isso realmente se dá quando o mesmo não está ajustado corretamente dentro do planejamento dietético, seja por inadequação do produto e/ou do proporção do mesmo. Por conseguinte, se soubermos este fazer, então teremos um ótimo aliado em mãos. Portanto, hoje, falaremos sobre seis razões para o consumo de hipercalóricos.

    1- Alta disponibilidade de macro e micronutrientes

    Os hipercalóricos, normalmente são compostos de macronutrientes em diferentes quantidades e combinações de acordo com os milhares de produtos existentes no mercado. Entre os ingredientes mais comuns presentes nestes produtos na classe dos carboidratos, estão a maltodextrina, a dextrose, a frutose, oligossacarídeos, di e tri sacarídeos e mais recentemente o Waxy Maize, em produtos mais top de linha. Mas, ainda exitem alguns poucos produtos com adição de farinha de aveia e outros carboidratos de baixo índice glicêmico. Nas proteínas, normalmente contamos com o clássico whey protein (concentrado, isolado e hirolisado) peptídeos, alguns aminoácidos, caseína e caseinatos (cálcio e sódio), albumina do ovo, proteína isolada da carne e para produtos de uma qualidade um pouco inferior, a proteína de soja também. Nos lipídios, ainda, normalmente estão incluídos os famosos MCTs, ácidos graxos essenciais e não-essenciais, entre outros. Por fim, ainda temos a adição de vitaminas e minerais, normalmente quelatos.

    Como podemos perceber, todos esses ingredientes são de fácil assimilação, digestão e, consequentemente absorção para o corpo humano, fazendo com que o alto valor nutricional dos hipercalóricos seja realmente compensador. A vantagem que obtemos nisso é um bom aproveitamento de todas as calorias ingeridas.

    Portanto, sabendo escolher bons produtos e, produtos esses que não possuam desníveis muito grande de nutrientes (por exemplo, aqueles tais hipercalóricos com quantidades pífias de proteína e altamente ricos em carboidratos simples.), teremos uma ótima nutrição por parte deles.

    2- Rápido esvaziamento gástrico

    Como a maioria dos hipercalóricos não possui carboidratos e proteínas de difícil digestão, estes têm geralmente um esvaziamento gástrico rápido, ou seja, são rapidamente hidrolisados para serem absorvidos. Isso os torna muito interessantes em diversos aspectos, tais quais, a utilização antes do treinamento (para indivíduos que se alimentam e tem de treinar em um período curto aquele momento), para indivíduos com problemas de empachamento gástrico, para casos patológicos e empachamento gástrico, como a síndrome do intestino encurtado, para indivíduos que se alimentam com uma frequência muito rápida (por exemplo, de 90 em 90 min ou 2h em 2h, o que já pode ser considerado bastante frequente), entre outros tantos.

    Apesar desse esvaziamento gástrico rápido, é sempre importante ficar atento à composição de cada produto, pois, independentemente de ingerirmos lipídios em forma sólida ou líquida, a maioria deles possui a capacidade de retardar o esvaziamento gástrico, sendo assim, necessários apenas determinados tipos de configurações de hipercalóricos para cada momento que iremos utilizá-lo (s). E, o mesmo vale para o teor de fibras alimentares presentes em cada produto.

    3- Praticidade no consumo das refeições

    Logicamente, quando vamos optar por um protocolo dietético, a utilização do alimento sólido e em sua forma natural é sempre a principal e primeira opção a qual buscamos, mas, se a desculpa para não fazer dieta é a fala de tempo para alimentar-se ou, a impossibilidade de consumir alimentos pelo dia-a-dia que a grande maioria das pessoas leva [leia-se corrido, fora de casa quase o tempo todo e com pouca disponibilidade para parar com frequência o que se está fazendo para cozinhar, alimentar-se (e ainda ter de lavar louça…)], o problema está basicamente solucionado se utilizarmos shakes, os quais, podemos carrear facilmente dentro de um bolsa através de um shaker e adicionar água na hora do consumo, tornando aquela refeição muito fácil (e na maioria dos casos muito saborosa), prática e rápida. De quebra, certamente será mais fácil consumir 1000 calorias com um shake que não demora mais do que 5 minutos para ser preparado e consumido do que comer 500g de batata doce com 300g de peito de frango, não é mesmo?

    Apesar de tudo, vale salientar que, novamente, há necessidade da adequação de cada configuração de produto com as necessidades específicas do indivíduo, tanto em termos nutricionais, quanto em termos financeiros também, sendo que, não há uma regra específica ou tampouco um produto específico para ser usado, mas sim, aquele que melhor supre às suas necessidades individuais. Aliás, hipercalóricos, não necessitam ser unicamente consumidos por indivíduos com dificuldade no ganho de peso ou que tem de consumir altos níveis energéticos diariamente, mas, também pode ser ajustado à pessoas diversas, inclusive que estão em período de definição muscular. Bastará saber ajustar a proporção de cada produto com o que há de necessidade naquela refeição,especificamente.

    4- Enriquecimento dos produtos com vitaminas e sais minerais

    Diferente do que se tinha em produtos um pouco mais antigos, onde basicamente importava a quantidade de calorias disponíveis na porção dos produtos, hoje, a maioria dos hipercalóricos do mercado, possui a vantagem de serem enriquecidos com boas quantidades e blends de vitaminas e sais minerais, os quais, certamente auxiliarão não só em processos relacionados ao ganho muscular, mas também, ao metabolismo geral que necessita desses nutrientes como inúmeros co-fatores de reações, enzimas e outras moléculas e estruturas presentes no corpo. Aliás, para se ter uma simples noção da importância de uma das vitaminas mais conhecidas, a vitamina C é fator fundamental na prevenção da oxidação da glutationa, uma molécula antioxidante que produzimos naturalmente no corpo. Além disso, deve-se lembrar que os radicais livres são moléculas extremamente reativas e que causam inúmeros prejuízos das diferentes células do corpo humano.

    Normalmente, esses shakes ainda são acrescidos com quantidades bastante interessantes de cálcio, indispensável na neurotransmissão, na manutenção óssea, vitaminas do complexo B, as quais também participam do metabolismo energético entre outras.

    Além de tudo isso, algumas vitaminas outras podem participar como agentes antioxidantes no corpo, sendo assim mais do que fundamentais para a saúde e para o bom desenvolvimento.

    Entretanto, isso não quer dizer que estes produtos devam ser nossas principais fontes de vitaminas/sais minerais, mas sim, um complemento.

    Banner_600x300_VitThor

    5- Consumo de dietas altamente calóricas

    Alguns indivíduos, sejam eles praticantes de musculação, ou de outros esportes, possuem naturalmente um metabolismo extremamente acelerado o qual requer um aporte calórico realmente alto e, fazendo junção ao esporte os quais praticam, a situação ainda se torna mais agravante, resultando na necessidade de um consumo o qual a dieta naturalmente não pode suprir pela alta quantidade de alimentos necessária. Em tempo, vale lembrar que seria até um tanto quanto imprudente e propenso a proporcionar problemas gastrointestinais tal consumo absurdo de alimentos em sua forma natural/sólida. Assim, os hipercalóricos são parte fundamental na rotina destas pessoas, principalmente em termos de macronutrientes.

    Obviamente, uma boa dieta não deverá requerer apenas a utilização de hipercalóricos, mas, deve-se usá-lo apenas quando necessário, sempre, optando pela comida em forma natural quando possível.

    6- Sabores extremamente agradáveis

    Se há algo que evoluiu largamente no ramo de suplementos alimentares, esta foi, provavelmente, a tecnologia aplicada a fim de melhorar os sabores dos diferentes suplementos existentes, sejam hiperprotéicos, termogênicos, hipercalóricos, substitutos de refeições, aminoácidos, entre outros tantos. Essa tecnologia tem sido tão aplicada que hoje, temos os mais diferentes produtos das formas mais inusitadas e ao mesmo tempo com os sabores mais inusitados que podemos esperar. Desde uma simples barrinha de proteínas de chocolate, até sopas hiperprotéicas, proteínas com sabores salgados, balas de aminoácidos e por aí segue uma lista tremendamente ampla.

    Como não poderia ser diferente, os hipercalóricos se iniciaram com produtos realmente doces e normalmente ruins pela qualidade tecnológica que se tinha nos primeiros anos dessa indústria. Porém, com o passar do tempo, a aplicação da mesma fez e faz com que o consumo desses suplementos se torne não só algo fácil, mas também, prazeroso, o qual aumenta as chances de não haver nenhum tipo de refuta quanto ao aproveitamento do mesmo. Assim, de forma extremamente agradável se mostram os mais diferentes sabores, texturas, combinações, densidades, odores e outras propriedades organolépticas dos hipercalóricos.

    Portanto, não é um sério problema se adaptar aos mesmos nos dias de hoje, favorecendo inclusive para que a vontade de alimentos corriqueiros e de baixo valor nutricional sejam também diminuídas ou, simplesmente supridas, evitando fugas da dieta e perda de resultados. Afinal, nutrição tem de ser algo que, ao mesmo tempo que seja funcional, possa auxiliar em um dos primeiros prazeres que descobrimos na vida e o mantemos, na maioria dos casos, por toda ela: a alimentação.

    Confira uma lista de alguns dos melhores hipercalóricos do mundo. Estes você poderá comprar em lojas brasileiras: Vit Thor, Monstrous, Real Gains. Já estes, você terá de importar da maior loja de suplementos do mundo: Super Mass Gainer, Cyto GainnerTrue Mass.

    E então, com tantos motivos, o que você está esperando para escolher o seu hipercalórico?

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    34 Comentários

    1. mateque 7 meses atrás
    2. Alexia 7 meses atrás
    3. fernanda 8 meses atrás
    4. Pamella 1 ano atrás


    /* */