• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 8 principais fatores que limitam seus ganhos na musculação

    Conheça alguns erros que podem fazer com que a sua busca por objetivos progressivos seja limitada e aprenda como corrigi-los para sempre buscar novos ganhos!

    A musculação é uma ciência complexa a qual visa através da resistência a determinadas cargas promover algum efeito sobre o corpo trabalhado. De uma forma geral, podemos definir a musculação como uma ciência a qual alia a ação muscular aos objetivos de um indivíduo de forma progressiva, ou seja, sempre superando limitações.

    fatores-que-estao-limitando-seus-ganhos

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Apesar de superar as limitações ser um dos objetivos primordiais na prática dos exercícios com pesos, devemos ter em mente que alguns erros são frequentemente cometidos e podem gerar limitações em seus ganhos, fazendo com que você não progrida e algumas vezes até regrida, o que é prejudicial ao objetivo buscado. Muitas das vezes, os erros cometidos são bobos e poderiam ser facilmente contornados e corrigidos com dedicação, disciplina e boa informação/orientação.

    Hoje vamos conhecer alguns dos erros mais comuns que tem limitado e muitos a conquista de objetivos de diversos praticantes de musculação pelo país. Vamos aprender qual o erro e como corrigi-lo.

    1- Ingestão de altas quantidades de suplementos

    Sem sombra de dúvidas os suplementos alimentares possuem uma eficácia e uma aplicabilidade muito interessante para indivíduos que praticam atividades físicas, pois através deles consegue-se tanto nutrientes os quais não são supridos nas devidas quantidades na dieta, quanto uma forma eficiente de ergogênese, ou seja, de aumento de performance.

    Entretanto, tão errado como negligenciar o uso correto de suplementos alimentares e/ou ergogênicos é negligenciar a dieta, que é a base e o fundamento para tudo. Se não há um protocolo dietético adequado, então muito provavelmente não há porque utilizar suplementos alimentares, pois como podemos suplementar ou complementar algo inexistente?

    excesso-de-suplementos-alimentares

    Muitas pessoas dão ênfase a inúmeros suplementos, utilizam inúmeras substâncias que se quer conhecem a eficácia e a aplicabilidade e esquecem de coisas básicas como a quantidade e a qualidade dos carboidratos que estão presentes em sua dieta, as quantidades de lipídios e ácidos graxos e as quantidades proteicas fundamentais.

    O uso de suplementos pode ser tão aquém se não utilizado com uma dieta adequada, que caso eles não estejam ou não possam estar presentes, é possível construir mesmo assim um bom corpo, utilizando apenas a dieta. Já do contrário, não!

    Portanto, procure utilizar o mínimo de suplementos possíveis, foque na dieta e, se necessário, dê preferência aos suplementos mais fundamentais como óleos de peixes, alguns peptídeos como a creatina e talvez alguma proteína em pó para auxiliar na digestão e não sobrecarregar o sistema gastrointestinal apenas com alimentos.

    Entenda mais sobre o uso de suplementos alimentares: http://dicasdemusculacao.org/so-terei-ganhos-na-musculacao-utilizando-suplementos-alimentares/

    2- Incrementar altas quantidades de volume no treinamento

    Sem sombra de dúvidas um bom treinamento não é aquele que envolve uma carga absurda e um volume mínimo, pelo menos não para um bodybuilder. Da mesma forma, não é nada conveniente a utilização de volumes excessivos neste mesmo objetivo de treino.

    Um bom treino é aquele que promove um equilíbrio entre intensidade X volume e frequência, proporcionando o máximo estímulo possível, no menor curto de tempo e promovendo sempre o máximo de recuperação possível.

    Adicionar muito volume aos treinamentos não só limita os ganhos musculares e os destrói, mas ainda pode deixar determinada (s) região (ões) com probabilidades de lesões, pode deprimir demais o sistema imunológico, pode causar efeitos indesejáveis na glicemia entre outros. Portanto, equilibre esse aspecto!

    Você tem treinado em alta intensidade ou alto volume, você sabe dizer? http://dicasdemusculacao.org/voce-tem-treinado-com-intensidade-ou-volume/

    3- Querer parecer um profissional e querer fazer as coisas como um profissional

    Você já deve ter se inspirado em algum corpo com o qual gostaria de parecer, não é mesmo? Isso é algo facilmente observado, pois todos nós temos referências, preferências etc…

    Entretanto, quando nosso foco é uma objetivação em cima de uma figura de um profissional de bodybuilding, devemos ter certo cuidado, pois isso pode representar uma faca de dois gumes. O lado bom é que você se motiva mais e busca mais sucesso e dedicação! O lado ruim é que você ainda não é como ele e portanto precisa ir passo a passo até chegar lá, afinal estamos falando do corpo humano e de questões sociais também. É como querer ser um grande empresário, com carros luxuosos em sua garagem, com apartamentos de milhões de dólares e não desenvolver um método de alcançar isso pouco a pouco…

    atleta-profissional-de-fisiculturismo

    Primeiramente, um profissional que já está na área passou também pelo mesmo que você deve estar passando: sonhou, achou seria possível, começou a lutar por isso e tudo mais… Entretanto, ele passou progressivamente até fazer as coisas as quais faz nos dias de hoje, apesar de disciplina, dedicação, força de vontade e aspectos individuais serem sempre indispensáveis para qualquer um.

    Porém, se você tentar, de fato dar um pulo muito maior do que suas pernas podem suportar, então certamente a queda também será grande. Portanto, é fundamental que você saiba que precisa viver, precisa de pessoas ao seu lado, precisa buscar ajuda e não simplesmente abrir mão de tudo e todos e focar-se em algo que ainda lhe é incerto.

    Ok, então você decidiu que quer seguir o fisiculturismo como algo profissional e não simplesmente por questões estéticas e/ou de saúde? Então, busque conhecimento, vá ultrapassando seus limites e saiba até aonde você pode ou não respeitar os limites do seu corpo. Exigir ao máximo e, principalmente agir de tais modos progressivos NÃO significa irresponsabilidade! Seja sempre consciente, pois, uma escolha errada pode afetar o seu planejamento todo!

    4- Não saber dosar o quanto de “lixo” você deve ou não inserir em sua dieta

    Um dos maiores problemas dos indivíduos ao seguir protocolos dietéticos é ser oito ou oitenta. Isso basicamente quer dizer que muitos limitam seus ganhos por fazerem longos períodos de “offseason” onde ganham muito peso gordo e portanto perdem metade do que foi conseguido na hora de buscar a definição muscular.

    Cupom de Desconto DDM

    Em contrapartida, vemos pessoas que perdem muito músculo em seu período de cutting por reduzirem demais as calorias da dieta e/ou adicionarem muito treinamento anaeróbio ou mesmo por aerobiose. Ainda, pode-se citar indivíduos que sempre estão em um meio termo e nunca conseguem se definir se querem/necessitam ganhar músculos ou reduzir o percentual de gordura corpórea.

    Portanto, é fundamental que, estando em quaisquer desses períodos você saiba colocar estrategicamente e inteligentemente as calorias de alimentos “lixo” em sua dieta, aproveitando o impacto psicológico e também físico disso.

    Para isso é necessário utilizar de duas estratégias. A primeira é conhecer o seu corpo! Sabendo disso você observará como será a reação ao inserir mais ou menos “dirty food”. A segunda delas é utilizar de alimentos interessantes, mas não “receitas fit”, que na verdade nunca matam a vontade de algo por completo. Opte por lanches proteicos como hamburguers, pizzas com carnes, sanduíches bem recheados ou mesmo doces gordos como cheesecake, sorvetes gordos, entre outros.

    refeicao-do-lixo-hamburguer-batatas-fritas

    É fundamental dosar isso, tanto em offseason para não ganhar muita gordura, quanto em fase de definição muscular para aliviar a mente e auxiliar a acelerar o metabolismo e fugir de adaptações.

    Aprenda mais sobre o interesse pelo “dia do lixo”: http://dicasdemusculacao.org/dia-do-lixo-interessantes-para-praticante-de-musculacao/

    5- Copiar treinamentos de fisiculturistas profissionais

    Sem sombra de dúvidas, parece óbvio que uma pessoa que deseja ter o corpo como de um bodybuilder deva treinar igual ele, não é mesmo? Por isso, passaria ser claro a facilidade que isso demonstraria se, simplesmente seguíssemos o treinamentos deles. Porém, nem tudo é tão simples assim.

    Em primeiro lugar, devemos levar em consideração as individualidades fisiobiológicas, que são fundamentais quando o assunto é a individualização do treino, que deve ser diferente de pessoa para pessoa. O segundo motivo deve-se ao fato de que as grandes e fortes estruturas dos profissionais os permitem realizar alguns tipos de técnicas os quais se nós realizássemos, nos lesionaríamos muito facilmente ou entraríamos e overreaching e, posteriormente em overtraining. Imagine se decidíssemos treinar em um estilo Ronnie Coleman… Eu daria 2 ou 3 meses para as lesões começarem a aparecer…

    Portanto, saiba que você deve individualizar seus treinos e sistemas de acordo com as SUAS necessidades!

    Entenda melhor sobre os motivos de não copiar os métodos dos profissionais: http://dicasdemusculacao.org/copiar-os-metodos-dos-profissionais-de-musculacao-e-interessante/

    metodo-de-profissionais-musculacao

    6- Mudanças constantes de rotinas de dieta e treinamento

    As mudanças na dieta e treinamento são fundamentais para gerar novos estímulos e desenvolver muito melhor as respostas do corpo frente a eles.

    Entretanto, não é necessário, e até mesmo pode ser considerado prejudicial, que se realize modificações muito constantes nas rotinas de dieta e treino. Isso porque, você passa em primeiro lugar a não ter parâmetros para comparar sua evolução. Da mesma forma, você não conseguirá exigir o máximo de seu corpo frente aquele estímulo, que primordialmente deveria ser mudado quando o corpo passasse a não responder mais adequadamente a ele.

    Assim, procure sim realizar mudanças, mas não de maneira tão frequente. Lembre-se que o excesso é tão prejudicial quanto a falta e a negligência.

    7- Ouvir opiniões de pessoas despreparadas

    Entre em uma academia de musculação e serão inúmeras as recomendações, dicas e aquele “blábláblá” todo. Quem nunca foi indagado do porque fazer assim e não fazer daquele outro jeito? Quem nunca foi orientado a comer de X ou Y forma? E quantas não são as falácias que ouvimos diariamente dentro das academias de musculação? Coisas que chegam a tirar alguém um pouco menos desentendido do sério.

    Porém, o maior erro não está necessariamente em proferir recomendações incorretas, mas sim levá-las em consideração. Você levaria em consideração os conselhos para estudo de alguém que tem notas baixas? Ou você seguiria um conselho de aplicabilidade financeira de alguém que NÃO possui fundos suficientes financeiros? Logo, é muito complicado sair ouvindo qualquer dica por aí, e não pode ser diferente na musculação. Saber refinar o que lhe é passado e sempre estar a par de profissionais que possam auxiliar você de maneira adequada é fundamental para garantir seu sucesso, seja na musculação ou em outro esporte qualquer.

    8- Utilizar cargas inadequadas

    Há muitas pessoas que pensam que estimular o músculo somente pode ser feito com altas cargas. Mas, qual o entendimento da palavra “alta”? Sim… O correto seria entender que é uma SOBRECARGA, proporcional ao que você pode solicitar de seu corpo exigindo ao máximo dele. Porém, algumas pessoas entendem isso como uma progressão sem nexo de peso e então, passam a realizar movimentos inadequados, parciais, sem estabilidade alguma e não trabalhando de maneira efetiva seu corpo.

    Arnold roubando na rosca alternada (foto de costa)

    Assim, deve-se pensar em utilizar cargas que você possa exigir de seu corpo realizando os movimentos em boa forma e adequadamente. Variando o número de repetições de acordo com seu objetivo, sistema de treinamento e individualidade fisiobiológica. Lembre-se que você está em uma academia para construir músculos, não para ser levantador de peso, guindaste ou para treinar seu ego, o que é ainda pior…

    Conclusão:

    A musculação é um esporte bastante complexo onde a precisão é mais do que fundamental para obter bons resultados. É fundamental que possamos entender que um meio termo sempre fazendo as coisas corretamente e de maneira dedicada é o melhor caminho para se atingir um sucesso, sucesso esse que seja prolongado e não temporário.

    Portanto, sempre esteja a par de informações corretas, procure seguir as coisas corretamente, por mais difíceis que pareçam ser e, principalmente tenha em mente que tempo, paciência e força de vontade serão essenciais em todo esse processo!

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */