• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça alguns lanches simples e práticos para hipertrofia

    Conheça alguns lanches para que você possa se alimentar corretamente a qualquer momento do dia e assim não sair da dieta.

    Estamos mais do que cansado de saber que a alimentação é algo não só fundamental para a vida, mas também crucial para que nós praticantes de musculação possamos obter bons resultados. Mas dai fica uma pergunta, e quando estamos em um dia sem tempo de ficar preparando marmitas e tudo mais, como que fazemos? Deixamos de nos alimentar corretamente? Certamente minha resposta é não. Em dias como estas, precisamos nos adaptar e utilizar de refeições que sejam mais simples e rápidas de fazer, mas porém nutritivas.

    Conheça algumas refeições simples e práticas para praticantes de musculação

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Alimentar-se de maneira correta vai muito mais além de simplesmente “comer coisas saudáveis”, mas envolve hábitos, como o momento em que essas refeições são realizadas, as quantidades e nutrientes ingeridos, a proporção de nutrientes ingeridos, o objetivo para com aquela refeição, a forma com que a refeição é preparada e outros tantos. E é justamente isso que torna uma alimentação correta algo um tanto quanto difícil para muitos indivíduos, principalmente os que tem uma vida agitada e imprecisa. Realmente não é algo fácil propor uma alimentação correta, nos momentos corretos, com as quantidades corretas, pois algo assim requer um certo tempo, um certo consumo financeiro e, por que não dizer, paciência também?

    ENCONTRE: Os melhores suplementos vendidos no Brasil!

    Apesar dessas substanciais dificuldades, devemos nós admitir que hoje, frente não só a tecnologia, mas ao conhecimento e aos estudos em si, conseguimos elaborar importantes e precisas estratégias as quais nos tornam muito mais possíveis e capazes de realizar nossos objetivos e assim, atingir nosso resultado. Portanto, é importante conhecer algumas dessas estratégias a fim de proporcionar o que o corpo necessita, nos momentos em que necessita e, claro, da forma que necessita também. Então vamos conhecer algumas alternativas de refeições simples e rápidas, quem podem ajudar no dia a dia de uma pessoa super atarefada, mas que não abre mão de estar bem nutrida.

    BAIXE DE GRAÇA: E-book com 20 Receitas Fitness e Saborosas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura!

    1- Hipercalóricos e/ou substitutos de refeição caseiros

    Entre os suplementos de melhor eficácia e maior credibilidade de funcionamento, estão os hipercalóricos e os substitutos de refeição, também conhecidos como “refeições proteicas”. Isso porque, esses suplementos são basicamente a mistura de proteínas, carboidratos e lipídios, ou seja, nutrientes essenciais na nutrição do corpo e que possuem resultados certos e proporcionam efeitos já conhecidos e comprovados há anos, pela própria sobrevivência do homem frente a utilização desses para sua nutrição.

    Entretanto, principalmente em países como o Brasil, tanto hipercalóricos como substitutos de refeição possuem um preço um tanto quanto salgado, impossibilitando que muitos façam usos contínuos desses ou, simplesmente, que façam o uso, propriamente dito.

    Sendo carboidratos, lipídios e proteínas esses suplementos, podemos usar a lógica e pensar que torna-se possível a produção de hipercalóricos ou substituto de refeição em casa, apresentando um custo X benefício bem melhor e, muitas vezes, inclusive sendo até melhor pelo fato de que conseguimos um suplemento a nós individual e também conseguimos dosar melhor as quantidades de carboidratos e/ou lipídios que queremos.

    Boas opções são a mescla de grãos como aveia e quinua, amaranto, farinha de arroz integral e outros ou, apenas um deles, uma porção generosa de albumina e/ou caseína, um pouco de whey protein e, talvez ainda, um pouco de MCTs ou óleo de coco. Você pode inclusive, fazer uma grande mistura, colocar em um pote de whey protein ou outro suplemento que venha em pote grande essa mistura (feita em grande quantidade) e utilizar durante uma, duas ou quantas semanas forem possíveis, diante, claro, da quantidade que você fez.

    Para melhorar o sabor, caso não deseje ou não possa utilizar a caseína, adicionar sucos em pó sem açúcar (preferencialmente marcas que não contenham aspartame) pode ser bastante útil.

    2- Barras de proteínas caseiras

    Hoje, no mercado, existem muitas dessas barrinhas de cereais, barras de proteínas e afins. Entretanto, são poucas as que apresentam uma boa qualidade nutricional e, menores ainda as marcas que fazem essas barras com ingredientes que realmente compensem para um bodybuilder, sem inclusive, a adição de açúcares e outras tranqueiras como gorduras hidrogenadas e proteína texturizada de soja. Apesar disso, ainda existem barras de boa qualidade, como é o caso da Life Lift da VPX Sports, da Impact bars, da mesma marca, da Power Crunch da BNRG, entre outras. Porém, essas, no Brasil, custam muito caro, desagradando a maioria dos indivíduos que as desejam ou, se quer os fazendo conhece-las pelo preço nada atrativo.

    Como solução prática e até mesmo para atender nossas necessidades específicas, podemos fazer nossas barras de proteínas em casa, através de inúmeras receitas as quais encontramos na internet, em blogs, fóruns e, claro, adaptando esse ou aquele nutriente e também as quantidades de tais as quais desejamos, podendo assim criar nossa própria especificação nutricional.

    Cupom de Desconto DDM

    E, não é caro nem difícil fazer essas barras. Normalmente, usa-se ingredientes como a manteiga de amendoim, aveia em flocos e/ou mix de cereais, algumas oleaginosas (caso queira), um pouco de proteína em pó, talvez leite e pronto…

    Elas possuem, normalmente, boa durabilidade e se fracionadas corretamente, podem ser feitas uma vez na semana, deixando para o decorrer da mesma.

    Portanto, quando estiver na rua, no meio de um trânsito, não haverá mais desculpa para não se alimentar, não é mesmo?

    Barrinhas de cereais para praticante de musculação

    3- Sanduíches caseiros

    Por mais que entremos em um estabelecimento e busquemos um “lanche natural”, dificilmente ele terá um bom perfil para um praticante de musculação já em nível moderado. Apesar de hoje, já existirem sanduíches relativamente menos ruins, com peru, queijo, alface, tomate e algum molho, eles não apresentarão, por exemplo, uma boa quantidade proteica e, além disso, custam relativamente caro, principalmente nas capitais.

    Mas, não há sérios problemas frente a isso se você mesmo fizer o seu sanduíche. Apesar de não serem dos meus alimentos tipicamente indicados em uma dieta de bodybuilders, os sanduíches podem apresentar algumas vantagens como: Pesar menos do que alimentos, fácil consumo a qualquer momento, lugares os quais não permitem a alimentação típica (arroz, frango e “comida” em geral), facilidade para consumo na rua, pois, não requer talheres e outras.

    O grande problema mesmo dos sanduíches são os pães, que, normalmente levam adição de açúcar, adição de farinha branca, excesso de glúten e até mesmo sódio. Neste caso, buscar por marcas 100% integrais (sim, é difícil!) é fundamental.

    Como recheio, você pode usar a criatividade, tomando sempre atenção para a interação de nutrientes (principalmente se decidir misturar fontes de Fe2+ e Ca2+, que normalmente são típicos em sanduíches). Boas opções, por exemplo, são: carne moída com cebola prensados e grelhados (hambúrguer caseiro) com queijo de búfala ou outro de sua preferência; rosbife com peito de peru light; frango desfiado com maionese; atum enlatado com tomate, cebola e orégano; lombo canadense com uma bela fatia de abacaxi; entre outras possibilidades. O importante é ser criativo, saber variar e fazer o melhor possível!

    Sanduiches saudáveis, naturais e anabólicos

    4- Restaurantes porcionados

    Para alguém em dieta, restaurantes podem ser sinônimo de destruição. Mas, se bem utilizados, podem ser sinônimo de uma bela ajuda.

    Você conhece aqueles restaurantes porcionados (geralmente que vendem quentinhas) onde você escolhe o grelhado e 2-3 acompanhamentos (isso é quando não ganha uma salada extra!)? Pois bem, diferente dos restaurantes self-service, esses possibilitam uma contagem média das calorias do escolhido para comer e, possuem uma tabela nutricional fixa e padronizada, fazendo com que você possa ter alguma orientação, se necessário.

    Ainda esses restaurantes, podem apresentar vantagens de não serem caros e também de apresentarem opções saudáveis para o consumo.

    Portanto, se realmente for obrigado a comer fora, procure optar por esse tipo de alimentação e, se possível, conheça o site do mesmo, consulte a tabela nutricional e etc.

    5- Oleaginosas

    Um dos alimentos de mais fácil consumo são a oleaginosas, as quais são boas fontes proteicas e excelentes fontes lipídicas, apresentando um perfil lipídio diversificado e vasto. As oleaginosas podem acompanhar shakes, alimentos sólidos como uma bela salada com peito de frango ou até mesmo algum tipo de arroz com amêndoas laminadas ou, simplesmente sendo inseridas em um lanche. Inclusive, pode-se pensar na adição de manteigas feitas dessas oleaginosas, como a manteiga de amêndoas, de castanha do Brasil, castanha de caju e etc. Mesmo não sendo uma oleaginosa, o amendoim (e sua manteiga também) podem entrar nessa lista.

    Sanduíche feito com manteiga de amendoim

    Entre as oleaginosas mais comuns podemos citar as amêndoas, castanhas e nozes. Já as mais desconhecidas podem ser a macadâmia e a Castanha de Baru.

    Portanto, ao invés de fazer lanches com salgados de rua, bolos ou coisas de calorias vazias, troques por uma porção mescla de oleaginosas. Tenho certeza que o seu corpo e seus resultados irão agradecer.

    Conclusão:

    Alimentar-se corretamente (envolvendo horários, momentos, situações etc) nos dias de hoje tem se tornado algo cada vez mais difícil e, principalmente inviável. A maioria dos indivíduos primeiramente não tem tempo o suficiente para ficar em uma cozinha e preparar suas refeições. Mesmo quando conseguem, muitas são as vezes em que parar para comer não é algo comum. Portanto, ter alternativas é algo fundamental. Entretanto, falo de alternativas não só fáceis de consumir, mas também que possam cair bem no bolso do brasileiro.

    Além dessas, muitas podem ser as opções, basta utilizar a criatividade que o fundamental para este ou outro qualquer seguimento.

    Jamais deixe de se alimentar com o máximo de precisão e, certamente, com um pouco de dedicação, não há o porquê não conseguir o máximo de nutriente ao corpo.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    2 Comentários

    1. Ana Carolina 2 anos atrás
    2. Gilberto 3 anos atrás


    /* */