• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça as diferenças entre perder peso e perder gordura

    Descubra quais as diferenças entre perder peso e perder gordura

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Quantas são as vezes que olhamos na rua e vemos uma pessoa com aparência relativamente magra ou até mesmo com uma condição física boa, mas ao repararmos alguns detalhes no corpo daquela mesma pessoa, nos damos conta de que algo está errado. E quantas são as vezes as quais nos olhamos no espelho e nos vemos pequenos, mas ao mesmo tempo com uma gordura corpórea bastante aparente? Sim, esses são só alguns dos resultados do que significa a perda de peso sem a perda de gordura. E para os que ainda teimam em dizer que ambos os termos são sinônimos, convido a entenderem melhor sobre eles e principalmente como conduzi-los a seu favor.

    Diferença entre perder peso X perder gordura

    Perder peso, a grosso modo, é diminuir a massa corpórea e não o peso que recebe aplicação sobre a força da gravidade. Isso quer dizer que, basicamente, o peso de uma pessoa torna-se X ou Y de acordo com a gravidade em que é exposta, no caso nós da Terra, aproximadamente, 9,8m/s². Assim, um indivíduo exposto a se pesar, por exemplo, em um planeta com aceleração da gravidade de 20m/s² (hipoteticamente) terá praticamente o dobro de peso daquele que estiver na Terra. Apesar do peso ser uma grandeza variável, a massa torna-se fixa a um indivíduo. Isso significa que o mesmo indivíduo que terá 70kg de peso na Terra e 140kg no segundo planeta, terá sempre seus 7kg de massa corpóreos. Assim, a perda de peso traz a relação próxima a redução dessa massa, mas de maneira generalizada, ou seja, levando em consideração as estruturas degradadas e consumidas como substratos energéticos. Entre essas estruturas estão os músculos, a composição líquida de algumas quantidades de células, líquidos no interstício e assim por diante.

    Por outro lado, a perda de gordura também tem relação com a massa e apresentará decréscimos na balança, consequentemente relativo ao peso, mas essa massa é a considerada gorda ou adiposa, ou seja, a perda de gordura não irá levar em consideração as estruturas degradadas, sim apenas a gordura perdida. Diferente de simplesmente perder peso, o emagrecimento está de acordo com o “perder gordura”, preservando outras composições corpóreas. E é justamente por isso que este é um processo tão mais difícil e demorado do que a perda de peso na balança.

    Falando em uma língua menos complicada a diferença entre perder peso e perder gordura é que na perda de peso é contabilizado tudo aquilo que você perde, ou seja, se você perder água, massa massa, estruturas e etc, tudo é levado em consideração para a perda de peso. E na perda de gordura é levado em consideração apenas a massa adiposa do seu corpo, ou seja, o seu “peso gordo”.

    Por isso existe um ditado que diz: “No processo de perda de gordura, desencane da balança, pois ela não te diz a verdade“.

    Perdendo peso na balança

    Perda de gordura rápida ou perda de peso rápida?

    Sim, quando buscamos seguir um protocolo, buscamos também obter o máximo de benefícios num curto espaço de tempo. E isso é natural, pois o ser humano quer conseguir tudo no menor espaço de tempo possível. Entretanto, se há algo que dificilmente é acelerado, esse é o tempo.

    Há situações, principalmente as metabólicas, as quais levam tempo para acontecer e acontecem numa velocidade extremamente lenta. Uma delas é a perda de gordura, que se feito de maneira correta e com protocolos que serão duradouros, certamente levará um tempo considerável.

    Uma pessoa a qual reduz bruscamente o seu peso corpóreo certamente não está eliminando apenas gordura, mas até mesmo estruturas que serão difíceis de serem consolidadas mais tarde. E aí, muitas pessoas podem pensar: “Ué! Mas quero reduzir meu volume total… Não tem problema perder, por exemplo, massa magra…”. E é nesse instante que entra o sinal de alerta VERMELHO!

    A perda de massa muscular não é algo tão vantajoso como alguns costumam ver ou mesmo sacrificar em prol da redução do percentual de gordura ou do peso corpóreo. A redução da massa muscular pode ocasionar malefícios tanto físicos quanto metabólicos. Do lado metabólico, talvez mais importante, associam-se fatos, tais quais a diminuição do funcionamento do metabolismo, redução de taxas hormonais anabólicas, maior risco de Diabete TII, menor capacidade física (força, explosão muscular, etc) entre outros. Já do lado físico, que também é importante, podem ser vistos prejuízos nos quesitos de delineação da musculatura, aparência de flacidez e falta de músculos, desproporções, celulite e outros tantos.

    Dessa forma, perder gordura é o melhor a se fazer e isso leva tempo. O processo efetivo de lipólise deve ser cuidadosamente avaliado tanto em aspectos dietéticos quanto físicos.

    Justificando isso, está o sério problema em perder peso rapidamente. Normalmente, indivíduos que este fazem, estão exaurindo glicogênio muscular, reduzindo todos os tecidos do corpo por processos catabólicos não controlados, perdendo quantidades hídricas significativas e outros. E isso apesar de apresentar menores números na balança, não significará menores números no plicômetro ou mesmo na bioimpedância.

    Tenha sempre em mente: A relação gordura corpórea X massa magra é o que importará, na grande realidade. Do contrário, consideraríamos atletas com 120kg e 5% de gordura corpórea indivíduos obesos e pessoas com 70kg e 30% de gordura corpórea pessoas magras.

    Não se engane: Diminuição de retenção hídrica não significa perda de gordura

    Muitas vezes, em especial com profissionais de fisiculturismo, observamos que no período de offseason eles encontram-se com uma composição corpórea bastante diferente de quando os vemos nos palcos. Esse aspecto não se dá unicamente pelo percentual de gordura maior do que quando em competição. Na verdade, essa aparência está mais associada a retenção hídrica do que por outra coisa. Esses atletas passam por processos de desidratação nos períodos de pré-competição, ou seja, eliminam a maior quantidade possível de água de seu corpo para aparentar melhor definição. Esse processo normalmente demora apenas alguns dias e também dura pouco.

    Cupom de Desconto DDM

    Quantidades de água podem ser perdidas muito facilmente eliminando os carboidratos, bem como parte dos eletrólitos da dieta. Lembre-se que a depleção de glicogênio causa perda hídrica pela química de ligação entre o glicogênio e a água. Além disso, o uso de diuréticos e laxantes também pode ser evidenciado.

    Medindo a gordura corporal com equipamentos certos

    Aliás, por falar justamente em laxantes, diuréticos e outros, muitos costumam abusar desses compostos (mesmo naturais), o que pode trazer inúmeros prejuízos ao corpo e não auxiliar em nada na redução de gordura corpórea. Portanto, não há nada de mal em tomar seu chá verde entre as refeições duas ou três vezes ao dia, entretanto, o abuso é que não é conveniente.

    Lembre-se: Perder água do corpo não quer dizer que esta perdendo gordura, mas sim perdendo peso, o que não é nada eficaz para a manutenção e para resultados duradouros.

    Como observar se estou perdendo mais gordura ou peso?

    Logicamente, quando queremos ter uma noção exata de nossas composições corpóreas, necessitamos de uma avaliação física. Normalmente, o melhor método que se tem hoje para avaliar a perda de gordura é a bioimpedância. Mas, outros métodos que utilizam-se de plicômetros também são interessantes.

    Apesar disso, não são todos os indivíduos que tem plena disponibilidade para realizarem constantemente avaliações físicas e tampouco custeá-las, em especial a de bioimpedância. Dessa forma, de maneira imprecisa, pode-se usar 3 parâmetros que certamente o auxiliarão:

    – O primeiro deles é o espelho. Observe suas linhas de cintura, observe suas linhas de cintura em proporção aos membros superiores e inferiores. Observe a lateralidade de seu peitoral (normalmente é um lugar propenso ao acúmulo de gordura), observe seus culotes (em especial as mulheres) e também o delineamento dos glúteos. Perceba que as regiões supracitadas são as que mais tendem a acumular gordura quando ganhamos peso gordo.

    – O segundo meio é utilizando a fita métrica em relação da circunferência abdominal X medidas de membros superiores e inferiores, traçando um parecer sobre possível aumento de gordura, caso a circunferência abdominal esteja aumentando.

    – O terceiro deles é através das roupas. Não digo em quesitos de “largas” ou “apertadas”, mas sim, observar as regiões onde isso acontecem. Lembre-se: Se ela continuar igual na região abdominal, por exemplo, e aparentar estar mais larga nos braços, um sinal de alerta deve ser considerado!

    Dicas para perder mais gordura do que peso

    A base para perder gordura é a quantidade de calorias, ou seja, para emagrecer você precisa gastar mais calorias do que consome. E só há uma forma de conseguir isso, fazendo uma reeducação alimentar. A partir do momento que o seu organismo começar a gastar mais calorias do que consumir, ele vai perceber que para executar as tarefas do dia ele irá precisar de mais energia e como você não esta fornecendo essa energia, ele começará a utilizar as reservas do corpo, ou seja, a gordura. Portanto reeducação alimentar é a chave para iniciar a perda de gordura.

    Em seguida você pode, e deve, começar a praticar algum tipo de exercício físico. Um dos melhores exercícios para perder gordura é a musculação e é o que eu recomendo fortemente a todas as pessoas. A musculação irá ajudar a aumentar o seu gasto calórico, fazendo com que você tenha um gasto muito acima do normal e favorecendo a sua perda de gordura. Além de ajudar no gasto de calorias do dia a dia, a musculação irá lhe fornecer diversos benefícios para a sua saúde. Portanto praticar musculação não esta ligado somente a perda de gordura, mas também a uma qualidade de vida melhor.

    Diferença entre peso gordo e peso dos músculos

    O outro ponto para que você possa perder gordura com qualidade é ter uma dieta estruturada para atender as suas necessidades. Sem uma dieta adequada, não irá adiantar você gastar mais calorias do que consome, pois o gasto pode ser tão maior que você irá acabar perdendo massa magra junto da gordura e isso não é nada bom. Uma dieta estruturada para as suas necessidades, irá impedir que seu corpo entre em estado de catabolismo e conseguirá fazer com que você perca gordura sem afetar a massa magra. Por isso a dieta estruturada é muito importante.

    Para ter uma dieta estruturada eu costumo dizer que só existem dois métodos: o primeiro é procurar um nutricionista esportivo. Caso na sua cidade não tenha, nós oferecemos o serviço em nossa consultoria online. O segundo método é buscar conhecimento próprio e existe um livro que pode te ajudar muito na estruturação do planejamento para perder gordura, o nome do livro é: Emagreça de vez, você pode conhecê-lo melhor, clicando aqui.

    O ultimo ponto para a otimização da perda de gordura é o descanso. Dar ao seu corpo um descanso apropriado é mais do que necessário para que otimizar a perda de gordura. Portanto durma pelo menos 8h de sono durante a noite e tire alguns breves descansos durante o dia, para que você possa proporcionar uma melhor recuperação ao seu organismo.

    *Este sub-titulo foi escrito por Tarsis Almeida

    E depois de todas essas dicas, você ainda precisa de mais um empurrãozinho para conseguir queimar as gorduras do seu corpo? Então vem comigo, que vou te dar o incentivo que falta! CLIQUE AQUI e assista a um vídeo da Rosi Feliciano, onde ela conta como emagreceu 43kg e como ela pode te ajudar a perder as gorduras que você precisa! Se você estava precisando de alguma ajuda, garanto que essa é a ajuda que vai mudar a sua vida!

    Conclusão:

    Frente aos aspecto mencionados, podemos chegar a conclusão de que a perda de de peso não significa a perda de gordura. Portanto, a relação de massa muscular X gordura corpórea é o que influenciará diretamente em aspectos físicos e metabólicos de um indivíduo.

    Dessa forma, buscando protocolos mais lentos, porém corretos, conseguiremos um melhor corpo, melhor saúde e com certeza só teremos de acrescentar a nossa estética corporal!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    7 Comentários

    1. WILSON 7 meses atrás
    2. Tokugawa 1 ano atrás
    3. jose 2 anos atrás
    4. Felipe 3 anos atrás
    5. Amandinha 3 anos atrás
    6. Maria Alice Luiz Chaves Donega 3 anos atrás
    7. Viviane 3 anos atrás


    /* */