• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 4 dicas para aumentar seus ganhos na musculação

    Aprenda algumas dicas para aumentar seus ganhos na musculação e fuja da falta de resultados!

    dicas-para-aumentar-resultados

    Comprar Whey Isolado VP2

    Você diz que não obtém ganhos na musculação. Justifica a falta de resultados, talvez em seu orientador físico, no seu orientador nutricional ou até mesmo em sua “genética ruim”. Passa a considerar-se frustrado por não obter ganhos tão bons quanto de pessoas que treinam a muito menos tempo do que você e que possuem uma qualidade corpórea melhor. Opta por milhões e milhões de protocolos e nunca ultrapassa onde se encontra… Diz que não tem condições financeiras para adquirir produtos de qualidade ou para custear uma dieta cara e, portanto, prejudica seus ganhos devido a isso… Sim, esses são alguns dos comportamentos mais típicos dos que dizem não ter ganhos e resultados na musculação. São formas, muitas vezes, de mascarar algo simples a ser corrigido, porém que requer trabalho sério. Pois bem… Se você diz que não tem ganhos suficientes na musculação, esse é um artigo o qual fará você refletir em alguns pontos os quais pode estar totalmente equivocado.

    1- Ninguém é totalmente desprovido de resultados!

    Muitos dizem não ter resultados, mesmo após anos de treinamento. Caso esse seja seu caso, existem duas possibilidades básicas: A primeira é que você não seguiu protocolos corretos, seja em alimentação, descanso ou treinamento. Com ou sem o uso de ergogênicos (hormonais ou não), é possível obter resultados incríveis, porém para isso, é necessário protocolos não necessariamente “certos”, mas específicos com suas necessidades individuais.

    Ninguém é fisicamente perfeito, mas ninguém é totalmente retirado do campo dos benefícios. Desde que sejam seguidas práticas adequadas, certamente os resultados, mesmo que pouco a pouco, virão. Caso você não esteja tento resultados, então ESTÁ fazendo algo errado, seja em qual aspecto for, e se não rever isso, nada mudará. Reveja sua dieta, seu treinamento, sua periodização de treinamento, seu descanso, suplementação. Mínimos detalhes, como o descanso entre cada série, ou mesmo a forma de executar um movimento podem influenciar negativamente em seus resultados. Comece a considerar largamente também suas questões fisiobiológicas individuais, que são essenciais para otimizar seus próprios métodos de treinar.

    conquista-de-resultados-na-musculacao

    Porém, é cômodo justificar ao invés de procurar os erros e CORRIGI-LOS, porque isso requer trabalho.

    Então, se realmente quer ter os resultados que pode ter, para de acreditar que eles não existam!

    2- Menos “alienação”, mais foco no treinamento

    São inúmeras as pessoas que dizem treinar com o máximo de intensidade, que comem adequadamente e que descansam entre uma sessão de treinos e outra de maneira adequada. De fato, muitas delas sabem fazer isso muito bem e o fazem. O grande problema é que sem perceber acabam, desvirtuando seus treinamentos com pequenos detalhes e uma tremenda desatenção. Muitos realmente dão o máximo de si em cada série, realizam movimentos bem executados, escolhem bem os exercícios, mas entre uma série e outra ou um exercício e outro, pecam pela desatenção. Essa desatenção pode ser provida de conversas alheias, do uso de aparelhos eletrônicos, de pensamentos vagos ou até mesmo daquela televisão que fica ligada no fundo da academia e você para pra olhar.

    O foco no treinamento é algo essencial: Você deve mentalizar sua próxima série, seu próximo exercício, buscando primeiramente levantar aquele peso com a mente, preparando-a. Deve mentalizar quais foram seus erros nos exercícios ou séries anteriores e buscar formas de corrigir esse erro. Deve atentar-se a otimizações na forma de execução do exercício, entre outros.

    treino-trapezio-sendon

    Cupom de Desconto DDM

    Por mais inocente que pareça esse descuido, eles influenciam, e muito, nos treinamentos e no resultado final deles, podendo arruiná-los por completo. Por mais que o tempo de falta de atenção seja pouco, somados ao final do treinamento, temos um grande prejuízo. Desligue portanto seus aparelho de comunicação, pare de olhar a conversa do vizinho (mesmo que ela já esteja insuportável), mentalize tudo que já passou e pense que você é capaz!

    Portanto, se você está obtendo ganhos limitados, comece a prestar atenção nesses pequenos detalhes, eles farão a diferença.

    3- Suplementar demais, comer de menos

    Os suplementos alimentares foram criados para auxiliar na nutrição de um indivíduo, otimizando-a de modo a aumentar a biodisponibilidade e/ou ingestão de um ou mais nutrientes. Além disso, os suplementos alimentares auxiliam em necessidades de aumento também de um ou mais nutrientes.

    Além dessa função primária, os suplementos tornaram-se ergogênicos, ou seja, com a função de aumentar o rendimento e a performance de um indivíduo, além de aumentar alguns processos fisiobiológicos no corpo.

    Entretanto, os suplementos, sejam eles alimentares ou ergogênicos, são coadjuvantes em um planejamento nutricional, ou seja, eles são auxiliares e complementares, não a base fundamental da dieta. Eles complementarão o que não pode ser suprido na dieta, apenas isso.

    comendo-suplementos

    Porém, muitos indivíduos passam a utilizá-los como a base na dieta, como alicerce, fazendo da comida em si algo complementar, o que pode ser considerado um grande erro. Se você não tem uma boa dieta, equilibrada, então, não tem o que complementar ou suplementar, afinal, isso não se faz para algo inexistente, não é mesmo?

    Depois de definir quais são suas necessidades energéticas individuais, bem como seu nível necessário de consumo hídrico, suas bases de eletrólitos entre outros aspectos, deve-se aliar tudo isso a sua rotina, ou seja, estabelecer parâmetros para que essas mudanças possam se fazer presentes em sua rotina diária. A partir disso então é que se começa ou não a necessidade do uso de algum tipo de suplemento e esse não acontece em caráter ergogênico, mas sim, nutricional.

    Portanto, siga sempre o passo a passo. Certamente devagar, com consciência e determinação se vai muito mais longe.

    Entenda um pouco mais sobre o assuntohttp://dicasdemusculacao.org/suplementos-ou-alimentos-qual-melhor-opcao-para-praticante-musculacao/

    4- Negligência no treinamento de pernas

    Recentemente em uma palestra do Dr. Paulo Muzy, ele comentara sobre a necessidade do treinamento de pernas bem como a conscientização apenas cerca de 5 anos depois de um shape bem consolidado de que o indivíduo precise realmente treinar pernas, de maneira adequada, buscando níveis até maiores de intensidade.

    Isso se deve não ao fator de que queremos apenas pernas grandes, densas e com bons cortes, mas se deve ao fato de que as pernas são músculos extremamente grandes e quando se tem um estímulo nessa região, consegue-se estimular a síntese proteica em toda periferia do corpo. Não é a toa que costumam brincar que é possível construir braços grandes e densos treinamento perna, ou agachando.

    exercicio-perna-na-maquina

    Além desse primeiro fator, o impacto hormonal durante e também após o treinamento são identificados no corpo inteiro.

    Assim, não deixe jamais de treinar suas pernas e, aliás, faça isso da maneira mais intensa e dedicada possível.

    Quantas vezes devemos treinar pernas na semana? http://dicasdemusculacao.org/treino-de-pernas-quantas-vezes-por-semana-eu-devo-treinalas/

    Conclusão:

    A prática de esportes requer protocolos específicos. Entretanto, mesmo seguindo, muitos acabam deixando de ter bons resultados. Isso pode ser reflexo não de um planejamento inadequado, mas de atitudes as quais prejudicam enormemente s seus ganhos.

    Portanto, é fundamental que possamos estar ligados em erros que estejamos cometendo, bem como em novas dicas que podem incrementar nosso trabalho com pesos.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */