• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça os melhores hiperprotéicos para vegetarianos do mercado

    Conheça os melhores suplementos hiperproteicos vegetarianos do mercado e não deixe a sua dieta sem as proteínas corretas, mesmo que você não coma nenhum tipo de carne.

    Sempre houve uma gama considerável de pessoas vegetarianas nos diversos cantos do mundo. Obviamente, não poderia ser diferente entre os praticantes de musculação, em especial, não no ramo esportivo competitivos, mas no grupo de pessoas que buscam uma qualidade de vida maior com a prática resistida de exercícios com pesos.

    melhores-suplementos-hiperproteicos-vegetarianos

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Entretanto, apesar dessa gama, muitos ficavam limitados não no consumo alimentar, pois a grande maioria dos reais vegetarianos possui estratégias consideráveis para manter sua qualidade nutricional, mas limitados no consumo de suplementos alimentares, que em sua grande parte não possuíam grande diversidade de produtos para esse público, algo que vem cada vez mais mudando e cada vez mais apresentando novas opções para essas pessoas.

    Entre os suplementos os quais vem mais crescendo, são os hiperprotéicos, ou seja, suplementos para o aporte protéico de uma pessoa que não consegue suprir suas necessidades de aminoácidos unicamente pela dieta. Dessa forma, neste artigo, conheceremos cinco ótimas opções de suplementos proteicos para vegetarianos.

    1- Raw Fusion – S.A.N.

    suplemento-raw-fusion

    A S.A.N. é uma empresa que vem crescendo consideravelmente nos últimos anos, principalmente com sua linha de hiperprotéicos, apresentando um whey protein isolado de qualidade excelente, por exemplo.

    Porém, o lançamento de Raw Fusion possibilitou ao consumidor vegetariano uma opção saborosa e nutritiva. Esse produto conta com a adição de proteína isolada da ervilha, proteína isolada do arroz e proteína isolada da alcachofra (o que não é muito comum em suplementos, tornando-se um bom diferencial).

    Como a maioria dos produtos vegetarianos, ele é adoçado com frutose, um carboidrato naturalmente encontrado em frutas e alguns legumes, tornando-o livre de adoçantes sintéticos, que para algumas linhas de vegetarianismo não são interessantes. Além desse, em menor proporção está também a Stevia, também natural, que é extraída da planta Stevia. Em um ratio nos macronutrientes, ele fornece 21g de proteínas, 5g de carboidratos, 7g de fibras alimentares e 7g de lipídios.

    Além de tudo, o produto é extremamente saboroso, diferente de produtos antigos do mercado que ainda deixavam muito a desejar nas qualidade organolépticas. Ele é apresentado nos sabores de chocolate, mix de chocolate com amendoim, baunilha e banana com nozes. Disponível nos tamanhos de 4lbs e 2lbs.

    O único problema desse suplemento é não ser vendido no Brasil. Para os vegetarianos que gostariam de obter este belo hiperproteico, o jeito é importar de fora do país, clicando aqui.

    2- Veggie Protein – MRM

    suplemento-veggie-protein

    A MRM é uma marca não comercializada no Brasil, mas que é grandemente comercializada e respeitada no mercado exterior, estando presente em basicamente todos os sites de suplementos alimentares do mundo.

    A MRM tem grande influência no mercado de suplementos especiais, como para vegetarianos, e foi com base nisso que Veggie Protein foi desenvolvido. Ele fornece 22g de proteínas advindas da proteína isolada da ervilha, da proteína concentrada orgânica do arroz integral, da proteína orgânica isolada do linho e é também adicionado de proteases, para auxiliar na digestão deste blend. O blend é rico em aminoácidos de cadeia ramificada (BCAAs), o que não é algo muito comum de se ver nesses produtos.

    Em seus 7,5g de carboidratos, são encontrados 4g de fibra alimentares e 2g de açúcares advindos de álcoois. Para melhorar a digestão de algumas galactoses do produto, ele foi devidamente pensado e acrescido com enzimas galactosidases.

    Ele fornece ainda 3g de lipídios, advindos em especial de ômegas, como o ômega-3, 6 e 9, todos advindos da semente de chia.

    Veggie Protein é disponível nos sabores de baunilha e chocolate e no tamanho de 570g, rendendo 15 porções de 38g cada.

    Porém como citado no inicio ele não é vendido no Brasil, por isso os vegetarianos terão de esperar um pouco para este produto chegar as suas casas, pois as compras deverão ser feitas em sites do exterior, clicando aqui.

    3- Sport Performance Protein – Vega

    suplemento-vega-sport-protein

    Como o próprio produto se denomina “uma densidade de nutrientes”. E claro, não poderia ser diferente com um produto tão interessante. Vega Sport Protein é um produto de blend proteico composto por proteína da ervilha, proteína de sacha inchi, uma planta indígena de origem latina rica em ômega-3,  proteína do arroz integral e proteína da alfafa. Uffa! Que blend diferente!

    Porém, como toda proteína vegetais, ela não dispõe de quantidades altas de BCAAs (aminoácidos de cadeia ramificada), que são extremamente importantes não só para o praticante de musculação, mas para o esportista em geral. Por isso, a Vega adicionou quase 5,4g desses aminoácidos no seu produto.

    Além disso, adicionou também quase 5,4g de L-Glutamina, que é indispensável no sistema imunológico e na recuperação muscular como um todo, e um belo blend de enzimas digestivas contando com proteases, aminopeptidases e amilases.

    O produto apresenta uma quantidade de 26g de proteínas para apenas 4,5g de carboidratos e 2g de lipídios na sua porção de ~37g, fornecendo 23 porções por embalagem. Seus sabores são poucos, mas muito agradáveis: frutas vermelhas, chocolate e baunilha, sendo o mais elogiado o de chocolate.

    Suplemento também não vendido no Brasil, sendo necessário importar. Para quem gostou de todos os ingredientes deste super blend, pode clicar aqui e fazer o seu pedido na maior loja de suplementos do mundo.

    4- Raw Protein – Garden of Life

    suplemento-raw-protein

    A Garden of life é uma marca pouco difundida, mas que entre os suplementos mais voltados para a área dos naturalistas já é um tanto quanto conhecida.

    Ela é realmente muito interessante, pois demonstra ser uma proteína a qual fornece um aporte de uma gama de outros nutrientes como vitaminas, fibras alimentares e outros compostos.

    Seu blend proteico que fornece 17g de proteínas é composto por proteína do arroz integral, proteína do amaranto, proteína da quinoa, proteína do milhete, proteína do trigo, proteína do feijão Garbanzo, proteína da lentilha, proteína do feijão Adzuki, proteína da semente de girassol, proteína da semente de abóbora, proteína da semente de chia e proteína da semente de gergelim.

    Porém, para auxiliar em toda essa digestão hiperprotéica, o produto é incrementado com um blend de enzimas e probióticos.

    Quanto as vitaminas presentes no produto, destaca-se: o Alfa tocotrienol, o Beta-Tocotrienol, o Gamma tocotrienol, o Delta-Tocotrienol, o Beta-Tocoferol e o Gama Tocoferol, além de vitamina K, importante fator relacionado com a coagulação sanguínea. Certamente, esse é um dos principais diferenciais do produto, uma vez que essas vitaminas fornecem de 4% a 6% das IDRs.

    Esse é um produto orgânico, o que contribui ainda mais para que seja consumido por pessoas estritamente vegans.

    Raw Proteín é disponível no tamanho que forne 28 porções de 23g cada e nos sabores de chocolate cacau, baunilha, sem sabor e baunilha com “chai” (uma espécie de chá com especiarias).

    E novamente barramos na questão da venda, que infelizmente não tem em lojas brasileiras. Para os que gostaram, dessa que parece ser um excelente blend vegetariano, terão de importar o produto na maior loja do mundo, clicando aqui.

    5- No Whey – AI Sports Nutrition

    suplemento-no-whey

    A AI Sports Nutrition é uma marca que chama atenção logo pela cara de seus produtos. Com rótulos aparentemente assustadores e que mais lembram pequenos potinhos de veneno, vem mostrando produtos de altíssima qualidade, durabilidade e com ótimo custo X benefício. Infelizmente, ainda não é uma marca comercializada no Brasil (dificilmente será), mas que certamente ainda vai ganhar muito espaço e muito respeito lá fora, o que já vem acontecendo do último ano pra cá.

    A AI Sports Nutrition é tão ousada que de tanto pedirem para que ela criasse um suplemento hiperprotéico, ela decidiu lançar “No Whey”, totalmente não usual e diferente do que esperavam: um suplemento para vegans, baseado na proteína do arroz integral e da ervilha.

    Mas, por que optar por essas duas proteínas? Em primeiro lugar, hoje a proteína do arroz é apontada como capaz de aumentar os processos de utilização de gordura corpórea como fonte energética, reduzindo assim a mesma. Em termos gerais ela pode aumentar o número e a funcionalidade de enzimas lipases no corpo. Em segundo lugar, a proteína da ervilha foi escolhida, pois apresenta uma alta digestibilidade (em torno de 90-95%), além de possuir uma agradável saborização e dissolução, facilitando o seu consumo.

    Essa combinação, como citado anteriormente em ouras proteínas, é capaz de aumentar a disponibilidade e a gama de aminoácidos para o corpo, fazendo-o estar em um estado anabólico bastante interessante do que se consumíssemos apenas uma dessas proteínas.

    No Whey é acrescido de Vitamina D e é livre de lactose. Fornecendo 30g de proteínas, para 8g de carboidratos e apenas 2g de lipídios na porção de 52g, o produto disponibiliza 20 poções por embalagem. Ele é existente nos sabores de chocolate e torta de abóbora (muito elogiado).

    Para comprar este produto, clique aqui, e vá até uma loja no exterior. Fique tranquilo, pois as loja que indicamos aqui são de boa procedência e não deixarão de entregar seus pedidos.

    Conclusão:

    Antes um dos maiores problemas para indivíduos que optaram pela vida vegan era a utilização de suplementos alimentares, tendo em vista que a maioria dos produtos não aderiam as necessidades tão específicas desse público. Entretanto, com o desenvolvimento da indústria de suplementos, dos estudos e do entendimento dessa que pode ser considerada uma filosófica de vida, cada vez mais as empresas vem investindo adequadamente e devidamente em produtos dessa natureza, possibilitando também a eles ganhos cada vez melhores e uma alimentação cada vez mais saudável.

    Entretanto, é fundamental que você possa ter em mente que a busca por suplementos adequados é INDISPENSÁVEL. Hoje, não adianta se “entupir” de proteína texturizada de soja achando estar fazendo um bom negócio. Focalize em novas e melhores escolhas, afinal a tecnologia e o saber estão ao seu dispor e de seus resultados!

    Boa suplementação!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */