• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conhecendo os benefícios do sal Epsom para o praticante de musculação

    Entenda melhor sobre o sal Epsom, para que serve, seus benefícios e como utilizá-lo para potencializar os resultados na musculação.

    O praticante de musculação se beneficia não somente com uma dieta, um treinamento e um descanso adequado, mas, com outros pontos os quais podem auxiliar em sua recuperação, no aumento de suas capacidades físicas ou até mesmo na melhora à sua saúde, o que está diretamente interligado com o seu desenvolvimento esportivo e, claro, com a sua qualidade de vida.

    sal-epsom-para-praticantes-de-musculacao

    banner-hipertrofia-perfeita-modelo-1-300x250

    Entre esses pontos, podemos mencionar algumas terapias adicionais, as quais envolvem massagens, a quiropraxia e, ainda, sais de banhos, para inúmeras finalidades envolvidas desde o relaxamento, à depuração do corpo.

    De uma maneira geral, entre os sais mais utilizados entre os bodybuilders para imersões está o sal Epsom.

    Mas, você sabe quais são os benefícios dele ou ao menos, o que ele é? Você conhece suas propriedades e sabe o quanto ele pode auxiliar nos seus resultados relacionados com a musculação e também com a sua qualidade de vida?

    Se não, convido (a) a conhecer um pouco mais deste composto e aprender a como utilizá-lo de diferentes formas a seu favor. Vamos lá?

    O que é o Sal Epsom?

    O Sal Epsom também é conhecido como sulfato de magnésio, ou seja, é um sal que é composto em grande parte por magnésio e possui funções tanto relacionadas à indústria, como ao corpo humano.

    o-que-e-sal-epsom

    Ele foi primeiramente descoberto em águas minerais na região da Inglaterra e, mais atualmente é produzido através da epsomita, que é um mineral.

    Mas, afinal, para que esse sal serve?

    Entre inúmeras funções, ele possui as seguintes:

    No uso agrário:

    Ele auxilia na correção da deficiência de magnésio em algumas terras, pois, terras pobres nesse mineral costumam não ter eficiência no processo da molécula de clorofila.

    Normalmente, entre os produtos mais utilizados no meio agrário, está no plantio de tomate, algumas batatas e até mesmo algumas flores, como rosas.

    Indústria geral:

    Ele é usado como secante em muitos produtos, como alguns itens de beleza, por exemplo.

    No uso clínico (médico):

    Ele pode ser utilizado como agente tópico ou oral, sendo que, quando tópico, por exemplo, auxilia no tratamento de unhas encravadas, em feridas dolorosas (porém, este uso se dá na forma de gel) entre outras.

    Já quando oral, ele pode ter a função de ser um laxante, para melhorar processos relacionados à digestão, no tratamento de resfriados e como broncodilatador.

    Um terceiro uso, porém, um tanto quanto mais complexo e que necessita de auxílio especializado para tal, é sua administração intravenosa, para tratar a hipomagnesemia ou até mesmo para reduzir câimbras intensas.

    Todavia, vale salientar que esse procedimento só deve ser feito em meio hospitalar.

    Porém, apesar de todas as funções supramencionadas a respeito deste sal, sem sombra de dúvidas, sua maior e melhor aplicação é por ser um sal de banho, uma vez que ele é facilmente absorvido pela pele e visto que, através desse método ele é capaz de regular cerca de 325 enzimas, podendo assim reduzir processos inflamatórios, o cansaço e o estresse muscular, pontos estes extremamente frequentes não somente nos praticantes de musculação, mas, em praticantes de outras atividades físicas ou mesmo para pessoas as quais possuem um dia-a-da conturbado e/ou agitado.

    Ele age como uma espécie de “detox”, fazendo com que toxinas sejam removidas da pele e, mesmo da corrente sanguínea. Além disso, esfoliam a pele e,  consequentemente eliminam células mortas e melhoram a aparência e maciez da mesma.

    Devido as suas propriedades anti-inflamatórias, ele faz com que entorses, contusões e dores agudas e crônicas melhorem e com isso auxiliam o praticante de musculação no seu período de recuperação pós-treino. Aliás, este é um bom sal para ser usado no seu banho pós-treino de relaxamento.

    Sem sombra de dúvidas, isso também fará com que seus treinos tendam a melhorar pouco a pouco.

    As propriedades anti-inflamatórias do Sal Epsom não estão relacionadas apenas com tais melhoras, mas, doenças inflamatórias de uma maneira geral podem ser reduzidas ou terem seu tratamento aliado aos banhos de sal Epsom.

    Entre essas doenças, é possível mencionar a gota (que causa muito inchaço), as doenças cardiovasculares (incluindo a prevenção do AVC) e pode também melhorar a resposta do corpo à insulina, o que é extremamente vantajoso para manter o metabolismo sempre ativo e evitar acúmulos de gordura corpórea, nos quesitos estéticos.

    E como devo utilizar o Sal Epsom?

    Existem várias maneiras de utilizar o Sal Epsom, mas, tudo dependerá da necessidade para qual ele é utilizado.

    modos-de-uso-do-sal-epsom

    Não iremos comentar a respeito do seu uso via oral ou tampouco intravenoso, pois, somente pessoas devidamente orientadas devem fazer tais usos, do contrário, os efeitos colaterais podem ser tão severos que há possibilidade de morte. Assim, jamais faça tais usos por sua conta e risco.

    Normalmente, os usos mais comuns do sal Epsom são por banhos de imersão, mas, ele também pode ser usado no banho comum, sem imersão, porém, sua eficácia será relativamente menor.

    Suas imersões podem ser feitas com uma média de duas xícaras de chá de sal Epsom para uma banheira de uma média de 10L de água.

    As concentrações não devem ser extremamente elevadas, todavia, não devem ser baixas demais, não havendo portanto, uma regra absoluta de dose ou concentrações nos banhos.

    Também, durante os banhos, não há um tempo absoluto o qual possa ser definido. Deve-se priorizar cerca de 10-15 minutos pelo menos com esse sal, talvez não sendo necessário nada além de 30 minutos.

    Conclusão:

    O Sal Epsom ainda é muito pouco conhecido entre esportistas brasileiros, mas, altamente difundido no exterior, inclusive entre os bodybuilders de elite.

    Entretanto, seus diferentes usos, dosagens e administrações podem variar de acordo com a busca por cada objetivo específico, devendo alguns destes serem feitos somente sob recomendação profissional.

    Todavia, certamente banhos de sal Epsom poderão auxiliar de uma maneira geral sua saúde e sua recuperação muscular, promovendo treinos mais intensos e, consequentemente resultados ainda melhores na musculação e em outros esportes.

    Bons treinos!

     



    /* */