• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Descubra como a mídia pode influenciar negativamente a sua performace muscular

    Muitas pessoas imaginam que a musculação é um esporte muito simples: Basta levantar pesos, ir para academia e quanto mais viciado você se tornar naquilo, então, mais conseguirá atingir seus resultados, sejam eles quais forem. Aliás, por falar em resultados, é presente o crescimento assustador do cenário da musculação justamente porque quebrou-se parte do segmento de que um praticante de musculação apenas poderia ter benefícios como o aumento da sua massa muscular mas ainda, percebeu-se o quão importante a musculação poderia ser para promoções relacionadas com a saúde, além das estéticas e funcionais.

    musculacao-midiatica

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Apesar desse crescimento, muitas pessoas acabam entrando em um mundo desconhecido e pela falta de orientação adequada bem como, de seguimentos os quais possam a levar para caminhos interessantes, tornam-se grandemente iludidas por um cenário midiático, o qual nem sempre visa a verdade, mas, o aumento de sua popularidade. Porém, quais seriam os reflexos disso na sociedade? Quais seriam as formas erradas as quais uma cultura midiática poderia trazer da interpretação da prática da musculação? Ainda, como ela poderia atingir mesmo pessoas bem orientadas portanto, prejudicar o cenário inteiro da musculação? Discutiremos alguns desses pontos longo a seguir para que você faça reflexões consigo mesmo e assim, distinga-se de tais malefícios.

    A musculação presente desde o sempre

    Sabe-se que a musculação ou, a ação muscular nada mais é do que a presença de ações capazes de promover determinadas reações cinéticas, como, por exemplo, a movimentação de um eixo a qual é feita por estruturas moles como os músculos ou os próprios tendões e ligamentos que fazem também parte desse processo.

    Porém, não convém historicamente discutirmos a terminologia do que é ou não musculação bem como das formas pelas quais ela devidamente se define, mas sim, dizer que hoje seus conceitos primordiais mudaram de sua própria terminologia para um sentido esportivo, ou seja, a “ação muscular” (feita por quaisquer movimentos, portanto), deixou de ser algo tão simples e abrangeu um patamar “esportivo” ou, de uma modalidade de atividade física a qual bem é conhecida por nós, pelo menos, superficialmente.

    Além disso, há de se considerar que, cada vez mais a musculação passa por evoluções e, isso é algo lógico: Antes tinha-se simplesmente a ação muscular que mais tarde foi percebida como capaz de promover benefícios específicos e, portanto, com o desenvolvimento de estudos fez-se possível sua consolidação em metodologias cada vez mais elaboradas e que, por sinal, ainda evoluem, sem uma previsão de término para tal.

    musculacao-mudancas

    Junto a essa evolução real e por sinal, incontestável, passam-se a também evoluir conceitos divulgados nos meios de comunicação, ou na mídia. Claro! Se há algo, seja ele surreal ou real exista uma possibilidade, mesmo que remota, de refletir um sucesso  midiático, certamente ele será valorizado e grandemente divulgado.

    A mídia e a musculação

    Mídia é algo complexo e por sinal, que pode ser entendido em pontos positivos e negativos. Não há como dizer que ela seja propensa a um ou a outro, visto que, a depender de sua manipulação, ela consiga expressar uma forma ou outra.

    Envolvendo a musculação, visto o potencial de crescimento que ela apresenta, mesclado com as propriedades também desenvolvidas nos aspectos sociais e nas culturas assim envolvidas, a mídia faz com que a musculação seja olhada de acordo com o que melhor convém. Porém, essa forma a qual muitas vezes ela é olhada, ou feita para que seja olhada, é real, fazendo com que a ilusão ocorra em grande parte das pessoas.

    Diretamente, esses conceitos fazem com que pessoas passem a aceitar princípios os quais muitas vezes fogem à realidade e isso é altamente impactantes para elas mesmos e, óbvio, para o cenário como um todo na musculação.

    O que a mídia pode trazer de negativo com a persuasão de pessoas?

    Sendo que a mídia quer aumento de audiência e não necessariamente satisfação de seus inúmeros consumidores, é muito mais fácil criar um cenário “bonito e fácil” do que trazer a realidade que pode ser muito penosa e de difícil aceitação.

    Imagine se a mídia colocasse em alta que, aquelas belas moças da televisão fazem loucuras para alcançar tais corpos? E se por acaso, ao mostrar um homem muito forte, começasse a falar de drogas? Imagine ainda o porque do fisiculturismo não ser divulgado e, em contrapartida, atletas fitness terem todo o prestígio possível… É óbvio, a popularização bela e aceita é muito mais propensa a gerar adeptos e, portanto, lucratividade (lembrando que a mídia está intimamente envolvida com patrocinadores, venda de produtos, venda de imagens etc) torna-se um meio MUITO, mas MUITO mais viável.

    Ainda usando nossas situações de analogia, seria muito mais difícil fazer pessoas aceitarem o massacre judeu na Segunda Guerra mundial do que mostrar “ações beneficentes” (mesmo que falsas) nesse cenário. Assim como é mais bonito mostrar uma bela moça com um pote de whey num cartaz ou na televisão do que a mesma com flatulência por comer inúmeras claras de ovos…

    Cupom de Desconto DDM

    Desta forma, o primeiro ponto o qual podemos trazer nos prejuízos midiáticos da musculação estão os relacionados a persuasão em si. Muitos acreditam que seus resultados tornam-se dependentes de produtos específicos, métodos específicos entre outros, incluindo teorias dietéticas etc. Porém, sabe-se que, na realidade, talvez a musculação seja a modalidade mais individualmente projetada para cada qual, isto é, ela depende da sua resposta individual a cada estímulo que é dado, sendo portanto, inviável a tal “via de regra”.

    treino-individual

    O segundo ponto o qual podemos estabelecer da cultura midiática é a inserção de metodologias as quais, apesar de legalizadas, muitas vezes são altamente prejudiciais à saúde humana, tais quais métodos intensos de treinamentos para pessoas sedentárias, métodos de dietas altamente restritas, práticas de tratamentos auxiliares etc. Tudo isso, muitas vezes não só prejudica resultados, mas, principalmente interfere negativamente na saúde destes que os seguem.

    O terceiro ponto negativo estabelecido, claro, é a autoimagem e, talvez esse seja o ponto mais negativo da mídia. Isso porque, a mesma cria uma imagem de estereótipo a qual faz as pessoas crerem que, se não a seguirem, não terão felicidades. Na realidade, essa imagem de estereótipo passa de gerações a gerações seguindo os princípios daquele momento o qual a sociedade vive. No passado, os corpos eram diferentemente valorizados os quais temos nos dias de hoje. Atualmente, o corpo atlético, as formas musculosas masculinas e as belas coxas femininas talvez sejam bons exemplos do que é esse esterótipo o qual talvez não atendesse as necessidades do passado.

    Muitas pessoas acabam levando essas considerações tão a sério, que desenvolvem quadros de dependência (do que é exposto na mídia, por exemplo), vícios, transtornos (alimentares, de autoimagem etc), depressão e até mesmo, em estados graves, podem perder a vontade de viver e chegar ao suicídio. E isso parece algo muito vão, mas, dia-a-dia pessoas são acometidas por esses transtornos causados diretamente pela influência a qual a mídia as insere, aliado, claro, a uma fragilidade própria a qual também deveria ser considerada.

    Convenhamos que o poder que a mídia tem é, por hora, muito grande, mas, convenhamos ainda que há uma grande hipocrisia em mentiras estabelecidas lá.

    Você, provavelmente deve se lembrar de alguns parágrafos supracitados os quais dizem respeito ao glamour que a mídia tem de inserir para poder ter sucesso, não é mesmo? Porém, esse glamour faz com que muitas pessoas entendam a mensagem por trás disso de maneira errada: É claro que a mídia tem a intensão de fazê-lo entrar em um ciclo vicioso. A exemplo disso, um produto o qual NÃO poderá gerar tais resultados prometidos, mas, na ilusão, você crê que pode e então passa a usar continuamente o mesmo…

    Porém, o fato de muitos entenderem essa mensagem erroneamente, não diz respeito a marketing subliminar existente, mas, a questões as quais envolvem um mundo que pode ser considerado hipócrita.

    A hipocrisia por trás das questões midiáticas

    É óbvio que muitos acreditarão nos produtos estabelecidos pela mídia quando verem um bonitão ou uma bonitona fazendo propaganda deles. Mas ainda, é óbvio que muitos não acreditarão e, certamente procurarão saber o que há por trás disso, não é mesmo? Procurarão saber a realidade, o que talvez seja justo

    O problema é que muitos, ao descobrirem, mergulham em um mundo muito desconhecido, o qual pode ser grandemente prejudicial.

    Não é por acaso que, por exemplo, cada vez mais jovens estão entrando ao mundo de ergogênicos hormonais ou ao uso de substâncias diversas para terem resultados rápidos ou ainda, por achar ser impossível alcançar resultados sem aquilo. Na realidade, a grande maioria até conseguiria ótimos resultados, mas, não de maneira rápida (aliás, nada é rápido quando o assunto é a musculação). Mas, é óbvio que não existem alguns resultados os quais podem ser tranquilamente alcançados sem esses recursos. É justamente nessa ilusão que muitos começam a seguir protocolos os quais jamais deveriam, pelo menos não se valorizassem a sua saúde e a sua integridade.

    hgh-product-704687

    Por um lado, a mídia hipócrita preza a busca pela saúde, longevidade, mas, por outro, exibe, por exemplo, corpos os quais atraem sim a atenção, mas, que fogem desses princípios. De uma maneira bem estúpida, é como fazer propagandas anti-drogas e, no entanto, exibir “o barato de usar droga” na mesma. São questões totalmente opostas e que devem ser levadas em consideração.

    Considerando isso,  a ilusão por querer alcançar algo aparentemente saudável, muitas vezes cai na verdade de alcançar algo visto, mas, que está longe de ser algo saudável.

    Sem sombra de dúvidas, todos nós merecemos ter resultados, mas, resultados sólidos e que possam ser REAIS.

    Conclusão

    Em simples palavras, podemos resumir que algo tão comum como a musculação está cada vez mais inserida em um mundo de inverdades, o qual é responsável por gerar inúmeros mal entendidos e principalmente prejuízos em todos os aspectos para pessoas que acabam sendo iludidas com o que é imposto pela mídia.

    É essencial que busquemos conhecimentos lógicos, claros e reais, acima de tudo, que possamos entender nossos próprios objetivos, limitações e possibilidades antes de pensar em ser como alguém, ter algo como alguém ou viver em um mundo o qual não nos diz respeito.

    É válido buscar resultados, desde que sólidos e sempre REAIS.

    Bons treinos!



    /* */