• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Dica rápida – A suplementação com L-Leucina

    Conheça melhor um dos aminoácidos mais importantes para quem busca a hipertrofia, a L-Leucina

    Os aminoácidos de cadeia ramificada representam um terço de nossa ingestão protéica e são e extrema importância na dieta humana, uma vez que o corpo não é capaz de produzi-los. Hoje vamos conhecer melhor a L-Leucina.

    Conheça alguns dos benefícios de um dos aminoácidos de cadeia ramificada mais importantes para quem deseja hipertrofia muscular.

    Na hipertrofia, comprovadamente, a eficácia e rapidez do uso dos aminoácidos de cadeia ramificada para a hipertrofia, vem gerando estudos. Alguns deles mostram que tais aminoácidos são degradados ainda no músculo, enquanto os outros necessitam do fígado e, consomem mais energia para tal processo.

    E hoje, é comum quem muitos fisiculturistas usem aminoácidos de forma isolada, afim de obterem bons resultados.

    A L-Leucina em estudos recentes tem apresentado-se como uma chave para o anabolismo e síntese protéica e também na degradação de proteína muscular.

    Banner_600x300_LeucinaProzis

    Ela participa do processo de hipertrofia das seguintes formas:

    1 – Substrato para síntese protéica

    2 – Substrato energético

    3 – Sinalizador metabólico

    Estudos realizados mostraram que pessoas que consumiram apenas carboidrato após a atividade física, tiveram uma redução na síntese protéica, diante daqueles que consumiram carboidrato e L-leucina, ou somente ela. Outro fator observado mais tarde foi da interação da L-Leucina com a Insulina (hormônio altamente anabólico), promovendo ainda mais o aumento da massa muscular após o exercício e horas depois do exercício também. Inclusive, essa liberação insulínica foi muito mais eficaz do que quando comparada com a ingestão de carboidratos (mesmo de alto índice glicêmico).

    Melhores horários para consumir L-Leucina:

    Ao acordar;

    Após o treino;

    Antes de dormir.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */