• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Dica rápida: Não consuma carboidrato durante a musculação

    Saiba por que não é indicado o consumo de carboidratos durante o seu treino de musculação!

    É comum vermos pessoas que em diversos treinos, usam algum suplemento conhecido como “intra-workouts”, ou seja, que visam por otimizar a performance ou diminuir a fadiga durante o treinamento, seja aeróbio ou anaeróbio. Esse tipo de suplemento é desenvolvido geralmente com ingredientes como Glutamina, Leucina, Arginina, Isoleucina, Valina e mais alguns outros compostos de blends específicos. E é justamente esse tipo de suplemento que pode sim ser utilizado durante o treino, pois, é elaborado justamente para isso.

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Porém, o que vemos muitos indivíduos fazendo é se entopindo de carboidratos (oligo ou monossacarídeos) como maltodextrina, saches de glicose em gel, glucose ou dextrose antes e durante a atividade física com pesos.

    Isso provoca um aumento na liberação de insulina, o que pode facilmente ocasionar o que denominamos efeito rebote, justamente pela rápida entrada de glicose na célula necessitada por energia. A captação de glicose pelo tecido adiposo também torna-se maior nesse tipo de situação.

    O fluxo sanguíneo por sua vez também é parcialmente desviado para o trato gastointestinal, para que as substâncias possam ser digeridas. E é justamente esse sangue que poderia estar sendo destinado a musculatura em uso, afim de fornecer uma maior gama e quantidade de nutrientes e, claro, oxigênio.

    Cupom de Desconto DDM

    Além disso, níveis altos de insulina (hiperinsulimia) costumam vir acompanhados de tonturas, náuseas, vômitos e em alguns casos mais sérios até mesmo de desmaio.

    O treino aeróbio, por sua vez, quando em alta duração requer uma reposição rápida de energia através desse tipo de carboidrato e, geralmente mais alguns eletrolídricos que contribuem para manter a concentração e viscosidade do sangue. Todavia, devemos salientar e diferenciar bem um trabalho aeróbio de um trabalho anaeróbio.

    O trabalho aeróbio costuma causar maior depleção de glicogênio hepático e muscular durante sua realização. Já o trabalho anaeróbio não costuma causar essa total depleção e é justamente por isso que é desnecessário preocupar-se com reposição energética durante o treino. Uma boa refeição pré-treino já supre essas necessidades.

    Contudo, na musculação, pessoas que costumam ter um certo teor a mais de sudorese, podem optar por usar algum repositor básico caseiro como água com uma quantidade mínima de sal (que não chegue nem a 400mg) ou um daqueles sucos de saquinho SEM AÇÚCAR, que já possuem um certo teor de sódio e possuem ótimos sabotes.

    Lembre-se: Jamais esqueça de hidratar-se em qualquer tipo de atividade física COM ÁGUA! Nenhum suplemento intra-workout ou, tampouco caseiro, supre as funções de uns bons goles de água.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    9 Comentários

    1. Rafael 8 meses atrás
    2. PH 4 anos atrás
    3. Bruno 4 anos atrás
    4. edynei 4 anos atrás
    5. schneewittchen 5 anos atrás
    6. Ton 5 anos atrás
    7. Ton 5 anos atrás
    8. Lucas Antonio 5 anos atrás
    9. Humberto 5 anos atrás


    /* */