• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Conheça 5 dicas para não arruinar seus resultados na musculação

    Aprendas algumas dicas para que você não destrua os seus resultados na musculação e continue sempre progredindo.

    A musculação hoje é considerada  a “mãe” de qualquer outra modalidade. Isso porque, ela reflete diretamente na ação muscular e no movimento, fazendo com que através de algumas manipulações, consigamos determinados resultados os quais desejamos para inúmeras finalidades. Resultados esses que podem fazer a diferença em sua vida, seja na qualidade dela, além dos fatores estéticos, ou no desempenho de outra função qualquer.

    resultados-arruinados-2

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Quando falamos em resultados na musculação, temos de nos remeter diretamente às nossas práticas diárias, ou seja, aos nossos hábitos, os quais, de fato consolidarão ou não bons resultados. Isso porque, a musculação por si só não é algo que vai te trazer benefícios, pois, ela é uma forma de estimular os músculos e não de gerar resultados de maneira direta. Porém, com os hábitos diários, ou seja, a sua alimentação, o seu descanso, a sua hidratação, o seu consumo de bons auxiliares para promover resultados e até mesmo o ambiente o qual você vive é que farão a diferença e gerarão os resultados positivos.

    Do contrário, quando não temos hábitos convenientes ou que estejam de acordo com o que necessitamos, a tendência é que arruinemos o nosso planejamento, portanto, não consigamos bons resultados e ainda, podemos ter prejuízos com tais práticas. Assim, muitas pessoas não conseguem enxergar pontos os quais estão errando e os quais estão aniquilando seus resultados. Dessa forma, é conveniente sempre conhecê-las e mais do que isso, identificar quais são as causas do problema e solucioná-las a fim de promover portanto os bons resultados. Então, que tal conhecermos algumas delas?

    1- Não use ergogênicos hormonais

    Os hormônios esteroides, ou mais precisamente a testosterona, entre os mais conhecidos hormônios foram sintetizados em meados de 1935 para o tratamento de patogenias relacionadas a falta dela no organismo, especialmente masculino.

    Sabe-se que ergogênicos hormonais são capazes de aumentar a massa muscular, reduzir o percentual de gordura corpórea, aumentar as capacidades físicas (força, velocidade, etc) entre outros quesitos. Obviamente, isso tudo pareceria um “mar de rosas”, quando, na realidade, torna-se algo extremamente prejudicial.

    Sabe-se que, apesar da aplicação clínica de hormônios e de sua “segurança”, o uso para fins de melhora de performance são super dosados e por hora, combinados com muitas substâncias, as quais certamente promoverão além dos efeitos desejados, efeitos colaterais também.

    nao-use-pro-hormonais-1

    Além disso, não existe aquilo que chamam de “ciclos”, ou seja, períodos de uso por interrupção no uso dessas substâncias. Atletas que decidem pelo uso delas, normalmente o fazem continuamente, pois, sabem os prejuízos que sofrerão na parada dessas ingestões. Essas pessoas dedicam sua vida para isso e pagam o preço que for.

    O problema é que os ergogênicos hormonais caíram na mão do amadorismo e hoje estão sendo usadas de maneiras indiscriminadas, fazendo com que os efeitos colaterais sejam muito maiores do que os possíveis benefícios e ainda, sejam muito mais expressos, visto a falta de orientação correta e claro, utilização correta.

    Grande parte dos usuários amadores de ergogênicos pagam um preço o qual não conseguiriam pagar. Sendo assim, acabam por arruinar seus resultados que, na maioria dos casos, poderiam ser obtidos tranquilamente com bons protocolos dietéticos e de treinamento.

    Portanto, se você não visa o esporte competitivo profissional, onde você terá de dedicar TUDO de si, não faça uso dessas substâncias. Tenha calma, busque boa orientação e você verá como é, sendo assim, não serão arruinados os seus passos no seu progresso.

    2- Não copie estratégias de outros

    A maioria das pessoas em academia não entende o que é algo tão simples: A individualidade fisio biológica, isto é, a capacidade que cada um de uma mesma espécie tem de ser único, com suas próprias particularidades. E não é por acaso que você já deve ter notado que fulano come muito menos do que você e engorda ou, come muito mais do que você e não ganha peso.

    Essas explícitas diferenças são demonstradas na medida em que cada qual tem suas características individuais. Sendo assim, obviamente temos de entender  que cada um necessita ter um protocolo único de treinamento, de dieta e até mesmo de periodização de seu treinamento. Mesmo que você queira ter o mesmo corpo do seu amigo ou de sua amiga, você não conseguirá, mesmo fazendo tudo que ele ou ela faz. Isso porque, você tem suas próprias condições genéticas e tem de adaptar as variáveis de acordo com elas.

    nao-copie-treino

    Grande parte das pessoas acaba achando que fazendo as coisas igual a alguém que tem um corpo o qual eles desejam ter, irão ter também… O resultado é que se iludem e acabam achando que o problema está consigo. Porém, se fossem ajustadas individualmente as variáveis necessárias, certamente eles conseguiriam os resultados os quais desejam.

    Observe grandes atletas de quaisquer modalidades: Eles treinam diferente, se alimentam diferente, tem rotinas diferentes e em geral, estratégias totalmente diferentes para atingir o máximo de sua performance no momento da competição, propriamente dita.

    Entretanto, busque sempre orientação individualizada. Quando mais próprio for seu protocolo, melhores serão as formas de ajustar as suas necessidades, portanto, ter resultados melhores também.

    Cupom de Desconto DDM

    LEIA MAIS SOBRE: Porque não se deve copiar o método de outras pessoas

    3- Não mudar os estímulos da dieta e do treino

    O corpo tem uma tendência de se adaptar muito fácil aos diferentes estímulos que é submetido. Aliás, foi justamente pelo desenvolvimento dessa capacidade de adaptação as mais diferentes situações que pudemos sobreviver no decorrer da evolução, preservando assim a nossa espécie.

    Apesar dos processos adaptativos terem sido vitais ao corpo, quando o assunto é ter resultados na musculação, certamente isso pode atrapalhar um pouco, é por isso que necessitamos sempre estimular o corpo de diferentes formas, a fim de fazê-lo responder diferentemente, tendo assim de “aprender a lidar” com aquela nova situação.

    Entre outras palavras, isso quer dizer que, por exemplo, se você sempre dá as mesmas quantidades de nutrientes ao corpo nos mesmos momentos, advindos dos mesmos alimentos, a tendência é que ele se adapte a esses estímulos, embora, não apresente resultados positivos.

    Do contrário, você consegue mesclar as formas de estimular a sua nutrição, com certeza o corpo será estimulado a cada hora lidar com uma situação diferente. E você não precisa nem fazer isso necessariamente todos os dias, pois para muitos, essa seria uma complicação na dieta e pela falta de conhecimento, acabariam fazendo besteira. Mas, você pode optar por períodos diferentes, como, por exemplo, uma semana com maior teor de carboidratos, outra com maior teor de lipídios e menor de carboidratos e assim por diante. Variar os tipos de alimentos usando, por exemplo, alimentos mais ou menos fibrosos em determinados momentos e alternando esse uso, usando diferentes tipos de proteínas, diferentes tipos de lipídios etc, já consegue-se isso facilmente.

    mudando-pesos-poucos

    A respeito do treinamento, certamente também é essencial que você possa modificar os estímulos dados. E isso não quer dizer apenas mudar os exercícios, mas ainda, você deve mudar a forma de estímulo, hora trabalhando com maior intensidade de carga e menor volume, hora treinando com maior volume, descansando mais dias em uma semana, descansando menos dias em outra e assim por diante. Aliás, não há necessidade de tanta rotatividade no treino, porém, uma periodização adequada é mais do que fundamental para conseguir progressos na musculação e em outro esporte qualquer.

    O grande sucesso do seu planejamento, de uma forma geral, estará na forma a qual você lida com as respostas do seu corpo e para isso, é essencial que possa fazê-lo agir da maneira mais otimizada possível nos mais diferentes pontos possíveis.

    4- Não insista em algo que te faz mal ou te prejudica

    Sem sombra de dúvidas, um atleta competitivo tem de fazer algumas coisas mesmo quando não quer. Assim, como você, em menores proporções, é claro, talvez tenha que fazer algumas modificações as quais não goste. Entretanto, isso não quer dizer sair fazendo tudo que não gosta, a fim de não ter mais prazer em nada, seja no treinamento ou mesmo na dieta.

    Quantas vezes vejo pessoas as quais, odeiam esse ou aquele alimento, por exemplo, e insistem em comê-lo porque “possivelmente eles geram melhores resultados”. O resultado na verdade, é que você estará sempre insatisfeito(a) e acabará não tendo prazer algum, tornando esse ciclo vicioso algo tormentoso em sua vida.

    Da mesma forma, há exercícios os quais podem não se encaixar muito bem com uma pessoa, mas, ela insiste em realiza-lo negligenciando seu próprio corpo e o que ele “tenta dizer”.

    dores

    É por isso que essencialmente deve-se ter um conhecimento básico para fazer algumas alterações. Mas, é lógico que, não devemos confundir essas alterações NECESSÁRIAS com a falta de disciplina e querer fazer “tudo que se gosta”. Temos de definir o que NÃO GOSTAMOS  e o que NÃO NOS É CONVENIENTE A FAZER.

    Existem formas as quais podemos alterar as coisas: Se você não gosta de batata doce, por exemplo, de que adianta comê-la e passar mal o dia todo com enjoos? Por que você não substitui por outros alimentos como o arroz ou mesmo o macarrão?

    Lembre-se que a musculação para a maioria das pessoas significa qualidade de vida e isso deve ser enormemente considerado.

    5- Não queira resultados rápidos

    Grande parte da desistência de indivíduos no ginásio de musculação é justamente pelo fato de que eles simplesmente NÃO CONSEGUEM TER PACIÊNCIA! E quando o assunto é a musculação, você deve ter paciência ou, do contrário, irá arruinar seus resultados.

    nao-busque-resultados-rapidos

    A musculação requer tempo para que os inúmeros processos fisiometabólicos possam ocorrer. Sem que eles estejam em suas plenitudes, você não conseguirá o máximo de resultados.

    É fundamental que você faça as coisas passo a passo, tenha ciência que elas levam tempo para ocorrer e principalmente, que quando mais persistente e dedicado você for, melhor será a resulta de seu corpo. Musculação é “continuidade”, lembre-se disso.

    Conclusão

    Alguns pontos são de necessário entendimento para que possamos otimizar nossos resultados, porém, mais do que isso, para não arruiná-los por completo.

    Conhecer esses pontos torna claro a você a necessidade de algumas mudanças as quais talvez sejam necessárias em seu dia-a-dia. Mudanças essas, que são relativamente simples, mas, que certamente farão grande diferença.

    Bons treinos!

    2 Comentários

    1. Betão Marcatto 3 semanas atrás
    2. Rodrigo 1 mês atrás


    /* */