Dicas para melhorar o desempenho no treino!

POR -

Todos passamos por dificuldades em nossas vidas e na musculação não seria diferente! Saiba já o que você pode fazer para melhorar seu desempenho durante os treinamentos com pesos

Um freqüente problema que a maioria dos atletas e, não só de musculação enfrentam é a falta de disposição ou rendimento no treinamento. Às vezes, uma aliada da outra, claro.

Analisemos, por exemplo, jogadores de futebol: Alguns jogos uns se destacam mais do que outros e, numa possível revanche, os destaques podem ser outros. Aliás, alguns bons jogadores, frequentemente passam pela chamada “má fase”, termo que a mídia criou para justificar a falta de rendimento dos jogadores em um determinado período.

Pois bem, isto não é privilégio apenas deles. Com os mais diferentes atletas isto também acontece: Nadadores, ciclistas, corredores, tenistas e, claro, bodybuilders. Quantas vezes você não chegou à academia e pegou muito peso e, no treino seguinte, não conseguiu chegar naquele patamar de carga? E quantas foram às vezes que você, na hora que começou o treino, não pensou em parar pela total falta de disposição? Mas, afinal, qual é ou quais são os motivos para essa falta de disposição? Aonde está o erro?

A verdade é que o erro pode estar na dieta, no treino (volume e também distribuição), na periodização, no espaço do tempo, no uso ou não de ergogênicos, na ciclização de descanso etc etc etc.

Em primeiro lugar, posso adiantar que é honesto de sua parte fazer uma auto-reflexão e ser verdadeiro consigo mesmo determinando seus pontos falhos para então corrigi-los. Sem uma honestidade com seu próprio eu, realmente ficará difícil algum progresso. Aqui, ficarão algumas dicas freqüentes de motivos de overtraining e posteriormente, uma forma para sanar o problema.

Dieta

 A dieta é fator primordial para um bom desempenho dentro da academia. Sem uma dieta equilibrada que forneça quantidades interessantes de micro e macro-nutrientes é difícil ou impossível não ficar indisposto, ter queda de rendimento, realizar reações para formação de energia no corpo, construir o tecido microlesionado etc.

Apesar da dieta ser por completa de extrema importância, atente-se as refeições pré e pós-treinamento. Elas tem valor tremendo dentro da prática de musculação. Ingira carboidratos complexos e de médio/baixo índice glicêmico e preferencialmente sem muitas fibras antes do exercício, baixo  ou nenhum teor de gordura e uma fonte de proteínas de alto valor biológico. Isto tem por objetivo evitar o catabolismo, disponibilizar energia e aumentar o rendimento do treino. Esta provavelmente deve ser a refeição mais calórica do seu dia, obedecendo as distribuições de nutrientes diárias e deve ser realizada em média 60 minutos antes do treinamento. Caso seja necessário um shake com carboidratos simples e proteína hidrolisada, faça-o cerca de 10-15 minutos antes do treino.

No período pós-treino, é recomendável a ingestão de proteínas hidrolisadas com carboidratos de alto índice glicêmico (bomba glicolítica, podendo ser uma mistura de dextrose com maltodextrina, por exemplo) acompanhado de creatina.

Banner Pós-treino Recover X

Descanso inadequado

Volto a bater na tecla de que o descanso é tão importante quanto o treinamento, propriamente dito.

Sem um descanso adequado, fica difícil ter não só a recuperação muscular quanto a síntese das miofibrilas musculares, quanto a síntese de glicogênio e até mesmo recuperação de articulações, tendões e outros.

Muitos costumam treinar o mesmo músculo duas, até três vezes em uma semana, o que considero não somente desnecessário, mas um exagero prejudicial também. Lembre-se sempre que o mais, nem sempre é o melhor!

Periodização inadequada

Muitos atletas caem na besteira de o ano todo buscar seu objetivo com apenas um tipo de treinamento. Se é hipertrofia, então insistem em repetições de 6-12 repetições o ano todo.

Isso faz com que o corpo caia numa adaptação ao estímulo muito facilmente e comece a não responder mais de maneira tão eficaz e, muitas vezes nem responder mais.

Não podemos nos esquecer que hipertrofia requer força também e, claro, resistência cardiovascular nas repetições mais altas. Que tal então treinar três ou quatro semanas fora 8 semanas de hipertrofia, dar uma semana em total off, depois voltar para um tipo de treinamento diferente. Tentar então treinos de 5X5, FST-7, Max-OT… As possibilidades são inúmeras e o atleta inteligente é aquele que usa todas elas a seu favor.

Uso de estimulantes

Estimulantes são excelentes na medida em que auxiliam no ânimo, no foco e muitas vezes na disposição também. Naqueles dias em que você não quer se levantar, mas sente necessidade de treinar, estimulantes podem ser uma ótima ajuda.

Porém, estas substâncias são extremamente perigosas, principalmente ao sistema cardiovascular e inclusive, podem levar a óbito em casos extremos.

O estimulante mais comum e melhor aprovado pela ISSN ainda é a cafeína. Ela promove o foco, a liberação de catecolaminas como a adrenalina e estimula a lipólise, contribuindo para o uso do tecido adiposo como fonte de energia.

Treinar com mente cansada

Muitas vezes subestimamos o poder da mente e a capacidade que a mesma tem de interferir em estados físicos, o que é um grande erro de nossa parte.

Você já se sentiu cansado mesmo sem ter feito nada físico o dia todo? Pois bem, este é o cansaço mental, muitas vezes mais prejudicial do que o próprio cansaço físico.

Se você leva seu treino como um momento seu e não se sente obrigado a fazê-lo é claro que ao final do dia, ele será uma ótima pedida. Mas caso este não seja o caso, é melhor que descanse. Treinar aparentemente cansado irá apenas te cansar mais (e agora fisicamente também), deixar frustrado e muitas vezes, por uma desconcentração ou algo do gênero, ocasionar uma queda ou uma lesão. Esteja sempre bem descansado!

Conclusão:

Inúmeros aspectos podem interferir um treinamento, mas tomando os devidos cuidados e levando em consideração a individualidade biológica, os problemas podem ser driblados, continuando a obter bons ganhos no processo de ganho muscular ou perda de gordura.

Artigo escrito por Marcelo Sendon


Você curtiu esse artigo?  

Suplementos em promoção

Comente usando seu perfil no facebook


10 comentários em Dicas para melhorar o desempenho no treino!

Deixe seu comentário



Importante
Nós do site Dicasdemusculacao.com, não recomendamos o uso de NENHUM medicamento e/ou suplemento alimentar sem a prévia recomendação de um médico ou nutricionista. Não comece nenhuma rotina de treino sem a supervisão de um profissional da área do esporte. Nós NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS por nenhum dano que as informações contidas neste site venha a lhe causar. Usar sem uma consulta a um especialista na área, será colocar a sua vida em risco. Lembre-se disto!
x