• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Dicas para prevenir lesões – Pt4

    Para quem pratica esportes, o pior pesadelo são as lesões. Aprenda algumas dicas para se prevenir! Pt4

    Se você realiza 8 repetições com essa carga, o que já é bom, fica fácil de um parceiro ajudar com mais uma ou duas repetições forçadas. Todavia, por apnéia ou algum fator externo, você acaba elevando sua pressão arterial e aumentando outros níveis basais de funções do corpo. [ad#2]E, supondo que devido a isso, você venha a desmaiar. Desmaiado, a barra cairá em cima de você. Logo, sua última chance, caso não haja gaiola, é seu ajudante. Agora vem a pergunta: Ele agüentaria os 150kg e, de maneira brusca? Talvez sim, talvez não… Agora, se tivessemos dois parceiros nas laterais da barra e um principal, não ficaria muito mais fácil? Afinal, 150kg para uma pessoa pesa muito mais do que 50kg para 3 pessoas, não é mesmo?

    Veja por exemplo a treinadora do fisiculturista Roelly Winklaar: Uma senhora relativamente de idade mais elevada. Tão (ou mais) capaz que muita gente nova. Todavia, fisicamente ela não tem força suficiente para acompanhar Winklaar em muitos dos exercícios. Por exemplo, o monstro agacha, para 8-10 repetições com 350kg. Imagine uma queda em cima dela e dele. Seria desastroso. Para isso, são recrutadas mais 2 ou 3 pessoas para que fiquem na barra com o atleta. Isso, além dela que o auxilia sem tocar um dedo nas proximidades do atleta.

    Por isto, ter um parceiro ou um ajudante competente e fisicamente preparado é fator primordial não só para evitar lesões, mas para levar o treinamento ao máximo limite e, claro, não acabar por “requisitar” mais lesões ainda por pura incompetência. E, é importante lembrar aqui também de que nenhum exercício necessita de um parceiro de treino, especificamente, mas, é prudente tê-los por perto para a segurança e para superação de limites. E este parceiro, serve como SEGURANÇA e não como um segundo membro para executar o exercício.

    Equipamentos de segurança básico e, obviamente, segurança básica também são fundamentos primordiais para que haja um treinamento sério sem riscos de acidentes.

    Eu, por experiência própria, posso dizer que em um ambiente onde não há elementos físicos de segurança, os riscos de acidentes são altos. E é fácil exemplificar isso, falando sobre a ausência de pisos antiderrapantes (fazer agachamento em “ladrilhos ou piso frio é simplesmente suicídio), hacks que não suportam peso e cedem, leg press que não agüenta carga e tende a tombar para algum lado ou descarrilar, halteres mal encaixados que pode fazer com que suas pequenas anilhas encaixadas tombem e machuquem partes sensíveis do corpo como o rosto e por aí seguem os absurdos.

    Porém, além desses elementos que É OBRIGAÇÃO DE TODA ACADEMIA ter atenção, você deve se prevenir utilizando não apetrechos, mas material de treino.

    Acompanhe a quinta parte sobre as dicas para prevenir lesões!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */