• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Dicas para você escolher corretamente seu whey protein

    Está em duvidas na hora de comprar o seu whey protein? Então aprenda algumas dicas que poderão lhe ajudar a escolher um bom whey protein e não erre na escolha do seu!


    O whey protein é um dos suplementos mais consumidos mundialmente, seja na prática esportiva ou na prática clínica, a fim de auxiliar indivíduos na manutenção ou supercompensação da ingestão proteica insuficientemente suprida pela dieta.

    Aprenda escolher corretamente o seu whey protein

    Banner_336x280_VP2

    Desta forma, esse suplemento recebe grande popularidade, mas poucos sabem realmente o que faz com que exista hoje no mercado uma gama não só de marcas, mas de tipos de whey protein diferentes. Com tantos produtos nas prateleiras ficamos perdidos na hora de comprar o nosso, não é verdade? Por isso neste artigo vamos aprender como escolher de maneira correta o nosso whey protein.

    O whey protein

    O whey protein é um suplemento proteico, ou seja, que fornece proteínas ligadas, peptídeos de aminoácidos e aminoácidos cuja matéria-prima é o leite, normalmente o de gado.

    O whey protein, por sua configuração proteica, é uma proteína cuja digestibilidade é mais rápida do que outras proteínas. Entretanto, esse não é um fator tão significativamente diferente, principalmente se estivermos falando de seu uso com algum outro macronutriente na refeição. Além disso, essa é uma matéria rica em aminoácidos de cadeia ramificada, os famosos BCAAs, em especial de um deles, a L-Leucina. É importante lembrar que o whey protein possui um alto valor biológico e um alto PDCAAs.

    Promovendo uma rápida entrada de aminoácidos na corrente sanguínea, o whey protein é ideal para ser consumido em momentos os quais o corpo necessita de uma digestão facilitada, seja por carência nutricional, facilidade no esvaziamento gastrointestinal ou outro fator.

    Desta forma, o whey protein não é um suplemento restrito à atletas, uma vez que na prática clínica ele pode ser utilizado com indivíduos que sofreram cirurgia bariátrica, pacientes portadores de HIV (cujo catabolismo é extremamente alto), com pacientes pré-operatórios de cirurgia bariátrica e outras cirurgias, em caso de necessidade de supercompensação proteica, em casos de queimaduras graves ou mesmo em casos de carência nutricional. E essas são só algumas aplicabilidades do whey protein.

    Shaker de whey protein

    O preço

    O whey protein pode ser considerado um suplemento relativamente caro se estivermos falando dos que levam alta tecnologia em sua produção. Entretanto, mais do que isso, fatores como a marca, o marketing e mesmo o número de consumidores e status do produto, também podem influenciar grandemente no preço final ao consumidor. Hoje, podem ser encontrados whey proteins baratos, de bom custo X benefício e de ótima qualidade. Mas, a qual escolher?

    Tudo dependerá primeiramente do que significará bom custo benefício para você. A partir disso, deve-se optar então pela melhor opção, sendo ela a que melhor atenda suas necessidades individuais, tanto nutricionais quanto fisiológicas.

    Por exemplo, não há necessidade de investir tanto dinheiro nessas marcas de whey protein hidrolisado quando, na realidade você o utilizará na primeira refeição, apenas em contribuição proteica. Assim, desde que o indivíduo não sofra de patogenias (como a intolerância à lactose), ele poderá facilmente e beneficamente fazer uso do whey protein concentrado, que tem um valor MUITO inferior. Mais válido a utilizar o whey protein hidrolisado seria, por exemplo, imediatamente antes do treino pelo rapidíssimo esvaziamento gastrointestinal e uma entrada mais rápida de aminoácidos na corrente sanguínea. Por outro lado, um indivíduo que seja intolerante à lactose deve utilizar wheys lactose free, que normalmente são os isolados e os hidrolisados.

    A qualidade da empresa

    Levar em consideração a qualidade da empresa fabricante do produto bem como a empresa a qual lhe fornece a matéria prima também é algo fundamental para obter bons ganhos e optar pelos produtos corretos e idôneos. Mais do que ir na conversa de amigos, você deve, em primeiro lugar buscar seu próprio conhecimento e ir formando seus conceitos próprios. Após isso, deve-se buscar sempre o auxílio profissional qualificado, pois normalmente através deles teremos uma boa indicação, visto grande parte dos profissionais relacionados com a área conhecerem os processos de produção de algumas empresas.

    Optar pelos produtos mais populares ou mesmo pelos produtos mais caros não é uma diretriz que deva ser seguida. Lembre-se que seu corpo é fundamentalmente diferente de muito marketing ou de produtos ruins.

    Os tipos de whey protein

    Os principais fatores industriais buscam através de diversos modos e graus de filtragem adquirir produtos com diferentes velocidades de absorção e diferentes impactos metabólicos. Esse é, por exemplo, o caso dos whey protein concentrado, whey protein isolado e whey protein hidrolisado, além dos mix de proteínas (time release ou não).

    As principais diferenças entre esses produtos são basicamente a velocidade de digestão, o pico de aminoácidos e a pureza.

    Banner Whey Optimum

    No primeiro quesito, a velocidade, a ordem dá-se por hidrolisado > isolado > concentrado, sendo portanto conveniente o uso do whey protein hidrolisado em momentos que necessitamos da mais rápida absorção. Desta forma, fornecendo peptídeos e aminoácidos livres, isso será possível.

    Em segunda instância, o whey isolado também possuirá mais rápida digestão quando comparado a versão concentrada. Apresentando menos peptídeos e aminácidos do que o hidrolisado, possui uma velocidade superior ao concentrado. Essa é a versão mais pura de whey protein e a mais utilizada também. Normalmente, essa é a versão mais utilizada em meio clínico também, pela pureza e pelo relativo custo X benefício.

    Por fim, ainda contamos com os blends de whey protein, como os whey 3W, 2W e assim por diante. O número anterior a letra “W” significa em quantas filtrações o whey está presente naquele produto. Por exemplo, um whey 3W pode ser designado como sendo whey protein concentrado, adicionado o isolado e o hidrolisado. Esses blends nada mais são do que essa mescla sem efeitos fisiológicos visíveis, ou seja, na prática pouco farão a diferença, além do preço, é claro! Assim, seu uso pode ser dado da mesma forma do whey protein concentrado.

    Para entender melhor os tipos de whey protein, leia este artigo: http://dicasdemusculacao.org/whey-concentrado-isolado-e-hidrolisado-qual-o-melhor/

    A escolha do whey a partir do momento de utilização

    O whey protein não é uma proteína típica para ser consumida durante o dia, pois da mesma forma que possui facilidade para entrar na corrente sanguínea, possui facilidade para diminuir os níveis de aminoácidos da mesma, quando comparada a proteínas tais quais a caseína ou mesmo a albumina do ovo.

    Seu uso, geralmente é feito em momentos antecedentes e decorrentes do treinamento, a fim de visar, em primeiro lugar um rápido esvaziamento gastrointestinal (rápida digestão). Em segundo lugar, a fim de elevar os aminoácidos rapidamente na corrente sanguínea durante o treinamento e então evitar o catabolismo.

    O whey concentrado pode ser utilizado antes dos treinamentos, mas não é o ideal para consumo após os treinamentos, perdendo seu espaço para o whey isolado. Entretanto, para os que imaginam que a necessidade de rapidez na digestão seja grande e necessitam de whey hidrolisado após o treino, se enganam: A melhor opção após o treino é o whey protein isolado, sendo o hidrolisado mais interessante em momentos imediatamente antes dos treinos, por favorecer rapidamente peptídeos e aminoácidos na corrente sanguínea e também possuir um rápido esvaziamento gástrico, conseguimos evitar contratempos como desconfortos abdominais durante o treino, ânsia de vômito ou mesmo desvio do fluxo sanguíneo dos músculos para o aparelho gastrointestinal que encontra-se em processos de trabalho.

    Bebendo um shake de proteínas

    Onde comprar bons wheys?

    Uma loja que tem bons preços, equivalentes aos preços vendidos no exterior, já com devida taxação de impostos e etc, é a Prozis. Dê uma passadinha lá e faça as contas e verá que hoje é uma das mais baratas do Brasil.

    Tenho comprando os produtos lá e não tenho me arrependido. Em algumas ocasiões conseguir comprar mais barato lá do que importando dos EUA com as taxações da receita federal. Dê uma olhada na seção de whey proteins e compare os preços. Tenho certeza que você irá se surpreender. Clique aqui e conheça a Prozis.

    Conclusão:

    Juntar todos os aspectos mencionados, paralelamente às suas preferências, fica muito mais fácil escolher um bom whey protein. Fatores como o sabor, o grau de doçura e outros são sim secundários, mas importantes, afinal tornar hábito e constante a utilização de algo que lhe trará benefícios é fundamental.

    Não esqueça de jamais negligenciar o marketing o qual ocorre nas empresas. Procure acreditar no que há de confiável, certo e científico e JAMAIS em mirabolantes promessas.

    Foque seu objetivo e tenha auxílio profissional. É isso que realmente fará a diferença e o fará optar pelo ou pelos melhores produtos de acordo com suas próprias necessidades.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    4 Comentários

    1. Ana Lúcia 1 ano atrás
    2. Camila 2 anos atrás
    3. Topet 2 anos atrás
    4. Bruno 2 anos atrás


    /* */