• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Enzimas digestivas

    Conheça o que são enzimas digestivas e como funcionam no processo de digestão dos alimentos!

    No metabolismo dos mais diferentes seres vivos presentes nas Terra, normalmente uma reação ou uma cascata de reações demoraria tempos absurdamente grandes para ocorrer, isto é, se fosse possível que elas ocorressem sem quaisquer fatores que estimulassem.

    Comprar Whey Protein Feminino

    Sabiamente, esses metabolismos criaram maneiras de catalisar ou acelerar esse processo, afinal, imagine o que seria dos organismos vivos se em um momento de necessidade de respiração, ou até mesmo fornecimento de energia, tivessem de esperar dias, meses ou até anos para que as reações acontecessem… Certamente, não haveria vida. Essa forma de catálise principal hoje é conhecida como ENZIMA.

    Uma enzima é uma proteína modificada, normalmente de caráter terciário que possui uma conformação diferente que a possibilita fazer com que determinadas reações possam acontecer de maneira extremamente específica a cada substrato (substância em que a enzima age). Assim, por sua espcificidade, dificilmente encontraremos enzimas que agem no mesmo substrato. Ela basicamente é a responsável todo o andamento do metabolismo. A enzima basicamente possui efetividade em seu sítio ativo, ou seja, a parte da enzima que se encaixa de fato com o substrato, possibilitando que a reação aconteça.

    Além disso, para que uma enzima possua uma atividade relativamente interessante, é necessário que a mesma se encontre em estados ideais de pH e temperatura, evitando que ela seja inativada ou desnaturada, fazendo com que ela perca sua efetividade.

    Uma enzima pode ser modulada positivamente ou negativamente em seu sítio alostérico, na medida em que os fatores negativos inibirão sua ação e os positivos, melhorarão sua ação. Além disso, podemos considerar o aumento da atividade enzimática de acordo com a concentração do substrato, visto que, quanto mais enzimas, melhor será a reação, na melhoria dos casos.

    Um dos grandes problemas que nós bodybuilders enfrentamos é mesmo a dieta. Sem sombra de dúvidas e, se fizermos uma enquete, a maioria dos atletas dirão que a parte mais tormentosa do processo de construção muscular é mesmo a dieta. Pense que comer algo gostoso em demasia, já causa um desconforto extremamente grande (Vise a feijoada do final de semana, ou a pizza da sexta feira a noite, por exemplo). E isso, porque estamos falando de apenas uma refeição. Agora, imagine ter de comer, pasme, 8 ou 12 vezes ao dia algo extremamente funcional e muitas vezes intragável e em grandes quantidades. E sim, os períodos de jejum são algo fisiologicamente importantes, mas, muitas vezes nem a isso o bodybuilder pode se dar ao luxo, visando um ambiente anabólico dentro de seu corpo. O resultado é mesmo um desconforto infernal na região gastrointestinal. Além disso, essa superlotação torna cada refeição mais tormentosa. Aliado a isso, ainda temos a maldita dilatação estomacal, o refluxo (principalmente aos que sofrem deste problema), o peso, a fermentação, a sonolência…

    Cupom de Desconto DDM

    Se pararmos para pensar no mínimo que falamos sobre enzima, já dá para entender que, em alguns casos, a superlotação ou a “má digestão” pode estar acontecendo simplesmente pela relação maior de concentração de substrato em consideração a quantidade de enzima. Obviamente, fica difícil um esvaziamento gástrico e consequentemente uma digestão rápida se estamos com dificuldade em catalisar as reações ainda no estômago, não é mesmo?

    Pois bem, quando ingerimos um alimento, as enzimas, como em quase todos os processos que acontecem no corpo é um fator fundamental. Ainda na boca, a amilase (enzima) é responsável por começar a catalisar as reações que irão digerir o amido. Porém, a mesma é inativada assim que chega ao estômago, pelo auto pH do ambiente. Do estômago em diante, outras enzimas produzidas por diversos órgãos como o pâncreas começam a participar do processo de digestão, mas agora, não somente do amido, mas de outros nutrientes. Como principais enzimas no trato gastrointestinal, podemos citar as proteases como a pepsina, tripsina (quimiotripsina), carboxipeptidasee a e b (responsáveis pela digestão protéica, com as diferentes proteínas, lípase para a digestão dos lipídios e carboxilases, para a digestão dos carboidratos e uma grande gama, possibilitando assim a absorção dos nutrientes nos enterócitos, com exceção de alguns nutrientes que ultrapassam as paredes gástricas, por exemplo).

    Assim, como já dito, quanto maior for o fluxo de alimentos e quanto maior for esta quantidade, mais propensa será a relação inversa de concentração enzimática e concentração de substratos, dificultando a digestão. Aliás, algum tempo atrás descobri que isso, na prática fazia tanta diferença que interferiria diretamente nos resultados. Com uma dieta próxima de 6000Kcal, a perda de peso cada vez mais era freqüente. A sensação de estômago mais lotado a cada refeição era fator deprimente e limitante para a ingestão de alimentos. Era realmente um inferno, pra falar a verdade. Exames foram feitos e nada com relação a diabetes ou falta de insulina, deu positivo. Foi aí que um velho amigo nutricionista propôs o uso de enzimas, mais precisamente de pancreatina, um composto enzimático de digestão de proteínas, carboidratos e lipídios (presente lípases, proteases e amilases). Junto ao produto, foram adicionados alguns miligramas de dimeticona também. A dose, obviamente não deixarei clara para que não haja quaisquer tipo de influência, mas ela chegou a 8X a dose máxima recomendada pelo fabricante do produto. Brutal? Não, pois resolveu!

    A impressão que se tinha após comer era de que o estômago estava satisfeito. Nem com fome e nem com sensação de superlotação. O peso estabilizou-se , finalmente.

    É sempre importante conferir um médico antes de usar qualquer composto exógeno, tanto porque este produto, no Brasil, não se encontra mais em farmácias, salvo sob manipulação e, claro, com receita. Todavia, lá fora (pra variar) isto é de livre comércio e por um preço 4 ou 5X mais barato do que no Brasil (pra variar também).

    A importância de se ter uma digestão é extremamente importante e pode ser eficaz quando de alguma forma ela está prejudicada. Consulte seu médico e, caso este seja o caso, não negligencie jamais. Certamente, isto fará a diferença!

    Bons treinos e boas refeições livre de desconfortos.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. Jonathan Mello 5 anos atrás


    /* */