• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Esteroides anabolizantes orais ou injetáveis: Qual é menos prejudicial?

    No mundo dos ergogênicos hormonais existem os esteroides anabolizantes orais e os injetáveis. Você sabe qual deles é o menos prejudicial a sua saúde? Descubra neste artigo!


    Uma substância ergogênica hormonal (anabolizantes), ou seja, que tem o intuito de aumentar o rendimento e/ou a performance de determinado indivíduo, pode ser inserida em sua rotina das mais diversas maneiras. Frente a tecnologia que apresenta-se hoje, podemos encontrar esse tipo de produto em forma de gel, em forma de comprimidos, cápsulas, injetáveis solúveis em água, injetáveis solúveis em meio oleoso entre outras formas mais atípicas. Entretanto, sabe-se que as formas mais frequentes de uso destes são mesmo as orais e injetáveis.

    Anabolizantes orais ou injetáveis, aprenda qual é menos prejudicial

    Diante dos sérios efeitos colaterais que uma substância ergogênica hormonal pode gerar em um indivíduo, sem sombra de dúvidas, nasce a preocupação de como minimizar esse danos a fim de fazê-los exercer seu papel da melhor forma possível. Mais do que isso, nasce a preocupação de saber combinar dosagens, tempos de uso, formas de uso, entre outros aspectos, os quais devem contrabalancear o menor número e a menor quantidade de colaterais e, ao mesmo tempo, o maior número e quantidade de ganhos.

    Portanto as pessoas que usam este tipo de estratégia sempre acabam por se perguntar: Mas então, quais das categorias, orais ou injetáveis, de fato faz menos mal? Será que terei de utilizar orais por menos tempo do que injetáveis? Será que os orais podem causar toxicidade maior ou os injetáveis estão mais propensos a isso? Tentaremos entender tudo isso neste artigo.

    BAIXE DE GRAÇA: E-book com 20 Receitas Fitness e Saborosas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura!

    Os injetáveis

    As substâncias ergogênicas hormonais injetáveis apresentam-se em caráter diluído (Sal da substância + Sal do éster + Soluto) em meio aquoso ou oleoso, a depender do que estamos falando. Uma substância pode também ser tanto diluída em água e em óleo, ao mesmo tempo, como é o caso da testosterona suspensão (diluída em água) e o Cipionato de testosterona (diluído em óleo).

    Estes podem apresentar uso, normalmente e prioritariamente intramuscular, seguido de aplicações subcutâneas ou ingeridos de forma oral, quando a substância não apresentar degradação no sistema gastrointestinal e/ou fígado, que é o caso do Stanozolol, que existe nas duas formas, injetável e oral.

    Quando se faz uma aplicação com essas substâncias ela é absorvida em diferentes tempos e metabolizada em diferentes tempos de acordo com a sua especificidade e de acordo com o éster utilizado.

    Ao achar que simplesmente não estamos ingerido substâncias que podem ser prejudiciais pelo aparelho injetável é ilusão, uma vez que praticamente quaisquer substâncias que entrem no corpo, passarão pelo importantíssimo órgão FÍGADO!

    Os orais

    Já as substâncias orais, podendo ser apresentadas em cápsulas, comprimidos ou até mesmo líquidos, são ingeridas pelo sistema oral, como na alimentação. A depender de fatores como o pH da substância, suas interações e outros, ele pode ser mais ou menos prejudicial a determinada região do aparelho gastrointestinal.

    Comprar Anabol 5 para ganho de massa muscular

    Entretanto, a maioria das substâncias podem sofrer forte degradação nesse processo em que passa pelo sistema gastrointestinal e é justamente por isso que criaram-se as substâncias 17-aa ou os famosos 17-alfa-alquilado. Esse processo de adição de um grupo alquilo de uma molécula a outra no carbono 17 e posição alfa, faz com que a substância em questão passe pela primeira etapa de metabolização hepática sem ser totalmente degradada, ou seja, faz com que ela “sobreviva” a essa primeira parte de metabolização.

    Mesmo assim, ainda apresentam-se degradadas, em menores proporções, as drogas orais. Por exemplo, um indivíduo ao ingerir 100mg de X droga, provavelmente deverá aproveitar somente 80mg dela, a depender para mais ou para menos de suas condições fisiometabólicas, de sua resposta a determinada substância, da qualidade da substância entre outros fatores.

    Qual é menos prejudicial?

    Ao falarmos de efeitos colaterais trazidos pelas drogas, devemos nos atentar claramente por saber que qualquer droga trará efeitos colaterais. Conheço indivíduos do sexo masculino que fazendo uso de míseros 140mg de oxandrolona semanais conseguiram ter efeitos colaterais muito piores do que indivíduos com 700mg de oximetolona ou 600mg de trenbolona por semana. Por outro lado, conheço indivíduos que apresentam efeitos colaterais bruscos com 150mg de nandrolona por semana e não apresentam com dosagens de 150mg de Turinabol na semana também. Percebe quanto isso é relativo de corpo a corpo?

    Entretanto, algumas drogas são popularmente conhecidas como mais tóxicas, entre elas a oximetolona, o stanozolol e a própria metandrostenolona, principalmente por seu caráter portador do famoso 17-aa. Então podemos chegar a conclusão que drogas orais podem ser mais prejudiciais (toxicas) do que as injetáveis.

    Mas, até que ponto isso é relevante? Será que essa pode ser uma diretriz de uma menor utilização de drogas então, para assim apresentar menores efeitos colaterais? Bem, diria eu que certamente não!

    Injetáveis são menos prejudiciais ao figado

    Quanto menos usar, menos colaterais eu terei?

    Como dito, muitos indivíduos levam como princípio uma menor utilização dessas substâncias ergogênicas, principalmente em caráter oral, visando assim colaterais menores. Entretanto, falando desses colaterais, normalmente eles são os mesmos com altas e com baixas dosagens, apresentando apenas uma ou outra diferença.

    Além disso, o impacto no sistema endócrino é forte, tanto com altas quanto com baixas dosagens, também sendo algo prejudicial. Portanto, o uso de ergogênicos hormonais, por ser algo que se deve ter CERTEZA ABSOLUTA DO QUE SE ESTÁ FAZENDO, não valerá em NADA se você visar ganhos poucos frente a essa historinha de efeitos colaterais menores. Como dizem alguns mais extremistas: “O uso de ergogênicos hormonais tem de valer a pena”. E é óbvio que, fazer valer a pena não é ser inconsequente.

    Aprenda como Usar Anabolizantes de forma Correta e Eficaz

    Agora que você leu tudo sobre o “Nome do Anabolizante/Artigo” ficou na duvida de como utilizar, como montar o ciclo, qual ciclo fazer e tudo mais, não é verdade? Pois então não fique! CLIQUE AQUI e descubra como você pode fazer para utilizar os esteroides anabolizantes de forma eficaz no aumento da massa muscular e definição muscular e construa músculos GIGANTES!

    Se você esta decidido que os esteroides anabolizantes são o que irão te fazer chegar ao corpo que deseja, não perca tempo e faça o uso correto e eficaz dos mesmos, aprendendo sobre dosagens, drogas, modo de uso, efeitos, aplicações e muito mais! Além disso, você vai aprender um treino correto para pessoas que pessoas que utilizam anabolizantes e vai aprender uma dieta correta, assim como elaborá-la, de forma simples e prática. CLIQUE AQUI e conheça o Fórmula dos Gigantes!

    Conclusão:

    Os ergogênicos hormonais não podem ser tidos como mais ou menos prejudiciais, pois isso dependerá de seu receptor, ou seja, quem faz uso e de suas respectivas condições momentâneas ao uso. Entretanto, o uso de ergogênicos hormonais envolverá uma brusca escolha onde é conveniente que frente a todos os riscos, se faça valer a pena, desde que bem orientado.

    Portanto, fuja de regras e achismos populares. Procure sempre boa orientação e JAMAIS tente algo sozinho.

    É importante salientar que não há apologia alguma frente ao uso de quaisquer substâncias sem a devida orientação médica. Desta forma, cabe-nos lembrar que os termos aqui utilizados tem unicamente caráter explicativo e demonstrativo, não havendo quaisquer ligações entre eles e a decisão de um indivíduo qualquer que faça ou decida fazer uso de ergogênicos hormonais. Não nos responsabilizamos pelo uso de qualquer produto e nem pelos riscos do mesmo.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    27 Comentários

    1. Betão Marcatto 2 semanas atrás
    2. Betão Marcatto 2 semanas atrás
    3. Betão Marcatto 2 semanas atrás
    4. Moacir J. Avi 3 semanas atrás
    5. Michael 3 semanas atrás
    6. Juliana 1 mês atrás
    7. Anselmo Santos 2 meses atrás
    8. Diogo 2 meses atrás
    9. Gabriel 3 meses atrás
    10. mara 3 meses atrás
    11. Miguel Silva 3 meses atrás
    12. Jurandir 7 meses atrás
    13. Bacamarte 7 meses atrás
    14. Luiz Felipe 8 meses atrás
    15. Luís Antunes 9 meses atrás
    16. Alyce 10 meses atrás
    17. felipe 11 meses atrás
    18. joao pedro 12 meses atrás
    19. Pedro Ribeiro 12 meses atrás
    20. Emily 12 meses atrás
    21. RENATO 1 ano atrás
    22. Max Cordeiro 1 ano atrás
    23. Catarina 2 anos atrás
    24. leandro 2 anos atrás
    25. Rodrigo 2 anos atrás
    26. Debora Martins 3 anos atrás
    27. Raphael 3 anos atrás


    /* */