• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Existe um treino e uma dieta ideal para mim?

    A dieta perfeita e o treino perfeito... Será que existe uma "receita de bolo" para que eu possa seguir e obter resultados? Descubra neste artigo!

    Uma dieta ideal? Um treino ideal? Existe um método de se nutrir adequadamente e treinar de acordo com o seu objetivo em uma receita pré-estabelecida? Será que as “receitas de bolo” tão propostas por grandes revistas de bem-estar podem promover ganhos significativos para uma pessoa?

    dieta-treino-ideal

    Comprar Suplemento Creatina da Prozis Sports

    Diante de tantos artigos sobre dieta, treinamento, uso de suplementos e outros quesitos que cercam a musculação, não é incomum que eu receba inúmeras dúvidas a respeito desses temas. Muitas dessas dúvidas parecerem simples, mas são tão complexas ao ponto de NÃO terem respostas. Entre essas perguntas estão as referentes ao treino e a dieta ideal para a pessoa. Como é possível saber qual é o treino e dieta ideal para você, sem antes conhecer suas necessidades individuais gerais?

    E é basicamente sobre isso que vamos falar neste artigo, sobre como podemos “descobrir” o treino e a dieta que seja ideal para nós. Quais os caminhos seguir para chegar nela? Existe uma metodologia? Enfim, vamos descobrir lendo o artigo.

    Dieta e treinamento ideal: Isso existe?

    Ao falar de uma dieta ideal, devemos entender a palavra dieta vem do grego, conhecida como “hábito”, ou seja, um hábito que a pessoa tem em ingerir determinados alimentos de determinadas formas e em determinados horários, de acordo com fatores como preferências, necessidades, disponibilidade, cultura e etc. Desta forma, podemos perceber que dieta é algo um tanto quando individualizado, por mais que tenhamos pessoas com os mesmos hábitos gerais, suas preferências mudam, seus requisitos nutricionais e capacidades alimentares também mudam e por mais próximas que estejam, nunca serão iguais.

    Da mesma forma, quando falamos de um treinamento ideal, devemos levar em consideração que diferentes pessoas possuem diferentes objetivos, possuem diferentes preferências e respondem de maneira muito diferente aos estímulos que lhes são dados. É impressionante como uma pessoa pode responder MUITO bem a um determinado estímulo para perda de gordura, e outra não apresentar se quer um resultado com tal método, mas desenvolver um ótimo resultado com um protocolo totalmente diferente.

    descubra-sua-dieta-ideal

    Quando vemos “receitas de bolo” propostas em revistas ou outros meios de comunicação, devemos entender que aquilo representa um protocolo totalmente generalizado que não leva em consideração o que VOCÊ precisa. Na melhor das hipóteses, você terá resultados razoáveis por um curto período (não pela eficácia do protocolo, mas, pelo choque e pela mudança em seu corpo), mas não obterá resultados com o passar do tempo e não conseguirá seguir isso para a vida. Porém, e se levarmos ao extremo e considerarmos que esses podem ser protocolos os quais prejudiquem uma pessoa. Imagine um hipoglicêmico fazendo uma dieta sem carboidratos ou, imagine uma pessoa que apresente hipotensão contínua fazendo uma dieta extremamente hipossódica… Imagine ainda um diabético ingerindo barrinhas de cereais, frutas e outros alimentos do tipo o dia inteiro… Agora, no que diz respeito ao treinamento, imagine uma pessoa com problemas vertebrais executando alguns movimentos sem o auxílio e a técnica devida? Imagine uma pessoa com tendinite no cotovelo realizando extensões de tríceps testa ou francês sem o devido acompanhamento biomecânico de um bom profissional? Sim, são fatores que vão além “das calorias” ou dos “resultados com os exercícios”, e o estrago pode ser muito maior do que você imagina.

    É fundamental que se tenha um senso crítico antes de aderir a protocolos já estabelecidos ou mesmo achar que é possível obter um protocolo geral. Afinal, aquilo que esta escrito na revista foi um protocolo generalizado, que leva em consideração a teoria de uma forma geral, mas essa teoria não pode ser aplicada para todos.

    Quais são os requisitos necessários para que eu possa ter uma dieta e treino ideais para mim?

    Se cada pessoa é uma pessoa diferente, o primeiro passo é conhecer essa pessoa. Para isso, deve-se conhecer não só seus quesitos básicos físicos como altura, peso, composição corpórea (medidas antropométricas e dobras cutâneas), mas deve-se conhecer também a sua idade, vida, cultura, preferências, adequações necessárias, possibilidades financeiras, objetivos, disponibilidade de tempo, rotina e etc. Perceba que o leque de possibilidades se abriu muito, e começamos a entrar em um ponto muito mais amplo do que uma simples “receita de bolo”.

    Cupom de Desconto DDM

    No caso da dieta podemos falar que peso, altura, composição corpórea são coisas óbvias e primárias as quais devem ser avaliadas. Em razão disso, aí começa o conhecimento pelo metabolismo do indivíduo, por suas necessidades individuais, pelas necessidades de adequação. Por exemplo, um indivíduo mais alto e mais pesado, por questões metabólicas, pode acabar tendo de ingerir menos caloria do que uma pessoa mais baixa e de menor peso. Da mesma forma, uma pessoa com determinada condição física (como uma cirurgia gástrica recente) pode se beneficiar com esse ou aquele suplemento específico, o qual não é necessário para todas as outras pessoas.

    Os treinos, por outro lado, devem considerar não somente o objetivo. Vejo muitas pessoas só considerando isso na hora de elaborar, ai entramos nas receitas de bolo de “4X8 para crescer” e “3X15 para definir”. Óbvio que isso não daria certo… Temos de avaliar sim o objetivo, mas juntos disso precisamos entender como o corpo da pessoa reage a determinados estímulos. Óbvio que usando a ciência e protocolos fundamentais como base inicial, as chances de errar são bem menores. Porém é no teste que verificamos a verdadeira resposta do corpo. Por isso não adianta apenas ficar olhando a ciência, nesse caso tem que aplicar e ver como o corpo vai reagir.

    Há pessoas que contrariam a literatura e apresentam maior crescimento muscular com séries longas, outras são inversas e dessa forma pouco apresentam ganhos. Cada qual com seus tipos predominantes de fibras musculares, suas respostas endócrinas, sua forma de se alimentar, entre outros pontos que não são levados em consideração como deveriam ser levados. O engraçado nisso tudo é que muitas pessoas consideram a musculação uma receita e se esquecem que NADA na vida é uma receita. Analogicamente, quando você estudava, com certeza deve ter tido amigos mais inteligentes os quais estudavam de formas diferentes de você. Também deve ter tido amigos menos inteligentes que estudavam o dobro do que você. Logicamente, cada qual tinha uma resposta diferente ao estímulo (estudo) que era dado e o método de estudo de um, fosse diferente do outro. Exatamente o mesmo ocorre na musculação, mas é difícil que as pessoas compreendam isso.

    E agora, o que fazer para descobrir os melhores métodos para mim?

    Agora que já sabemos que não existe dieta ideal e nem treino ideal, que não existe uma receita de bolo para todo mundo e sabemos também o que precisamos levar em consideração na hora de pensar no treino e na dieta, a pergunta que fica é: Como faço para juntar tudo isso e montar a minha dieta e o meu treino? Como saber se vai funcionar pra mim, se estou dentro do método certo e tudo mais?

    O primeiro passo para adequar individualmente protocolos é buscando o auxílio de profissionais. Sem que se tenha um devido acompanhamento (para indivíduos inexperientes), certamente a evolução fica prejudicada. Aliás, sempre que se deseja evoluir de nível, mesmo tendo a experiência que for, deve-se buscar um suporte de alguém que saiba um pouco mais do que você. Não é por acaso que bodybuilders profissionais ainda possuem treinadores… Às vezes, uma simples visão diferente da coisa pode auxiliar nesses resultados.

    personal-trainer-e-aluna

    Para indivíduos inexperientes o começo errado pode comprometer os ganhos momentâneos e até mesmo futuros. Vícios são adquiridos, pensamentos errados, ideias ultrapassadas, tudo isso pode acarretar em problemas no futuro e para corrigir o trabalho passa a ser dobrado. E o mais importante também é que esse profissional que esteja te orientando, seja em dieta ou em treinamento, também tenha devida capacidade e conhecimento para isso, do contrário nada adiantará.

    Após essas adequações, caberá você e ao seu profissional irem entendendo as diferentes respostas de seu corpo a diferentes estímulos, e para isso é necessário TESTAR. Na musculação a tentativa e erro ainda é a metodologia mais eficaz e que mais tem dado resultados. Sem testar algo, por mais maluco que pareça, como você poderá dizer se seu corpo responde ou não aquilo? E um ponto importante é: o preconceito é extremamente inválido aqui. Mesmo que novas ideias fujam de algumas de suas concepções, por que não tentar? Somente podemos criticar aquilo que conhecemos devidamente.

    A partir disso, somente sucesso! A tendência será evoluir com SEUS PRÓPRIOS protocolos, individualizados a si e que atendam ao que você necessita e quer.

    Conclusão:

    Chegamos ao fim do artigo e pudemos entender com ele que não existe dieta perfeita que sirva para todo mundo, não existe treino ideal que sirva para todo mundo. Nós, seres humanos, somos únicos e individuais, por isso precisamos ter a dieta ideal para nós e o treino ideal para nós!

    Aprendemos também que existem alguns pontos que devemos levar em consideração na hora de montar a dieta e o treino ideal para nós, porém que não vale a pena tentar fazer por nós, pois nosso conhecimento nem sempre é tão amplo e um auxilio profissional é sempre válido! E testar, testar, testar! Mesmo que seu profissional diga para fazer isso, teste, se não estiver dando resultado avise-o e faça testes diferentes, até entender bem o seu corpo.

    Portanto não acredite em “receitas de bolo” que você vê em revistas e sites de celebridade. Nem tudo o que funcionou para determinada celebridade, vai funcionar para você. Seja individual, seja único e busque o melhor para você!

    Bons treinos e ótimos RESULTADOS!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */