• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Guia Completo – Whey Protein

    Descubra tudo sobre o whey protein, o que é, para que serve, quais as formas que existem, como elas funcionam, quem pode usar, se tem efeitos colaterais e as melhores marcas do mercado

    O whey protein é um dos suplementos mais antigos utilizados na suplementação alimentar seja de atletas ou indivíduos os quais não tem finalidades esportivas. Isso se deve ao fato de que essa é uma das formas de proteínas mais bem aceitas pelo corpo humano, devido ao seu alto valor biológico e sua eficiência em promover proteínas de uma maneira singular.

    Whey Protein

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Apesar de ser um suplemento muito conhecido e um dos mais utilizados, o whey protein ainda não é claro em suas funções e tipos para todas as pessoas, gerando ainda muitas dúvidas e mal entendidos os quais acabam por não efetivar todas as suas funções.

    Porém, o que é o whey protein? De onde ele vem? Para que ele serve? Existe apenas uma forma de whey protein? Se não, como cada uma delas pode ser utilizada? Essas e outras perguntas responderemos a seguir…

    Guia-Completo-Whey-Protein

    Mesmo que tenha lido o infográfico acima, não deixe de ler o artigo, pois as informações são complementares e farão com que você chegue ao final com a sensação de que sabe TUDO o que precisa saber sobre o Whey Protein!

    A história básica do whey protein

    Existem inúmeros relatos da utilização de whey protein no passado. Cerca de 6.000 anos a.C. já existiam relatos do uso de whey protein, ou do soro do leite.

    Na Grécia pelo pai da medicina Hipócrates, o whey protein foi elucidado com possível agente benéfico no sistema imunológico, fator esse que perdurou até os tempos de Roma.

    Em 1749, na Suíça, um paciente que tinha uma doença a qual os médicos não conseguiam curar foi enviado para um lugar montanhoso no país o qual costumava utilizar o soro do leite no tratamento de algumas patogenias. Assim, ele conseguiu se curar, dando uma grande ênfase aos benefícios do whey protein. Essa difusão se deu também em países como a Áustria e Alemanha.

    Devido a baixa durabilidade do soro do leite em sua forma natural, começaram-se a desenvolver processos tecnológicos para transformá-los em pó, promovendo assim um maior aproveitamento antes que estragasse.

    Infelizmente, frente as novas inúmeras tecnologias e inclusive indolências, os whey protein não possuem mais a qualidade natural em sua totalidade. Algumas marcas ainda conseguem incríveis produtos, porém outras deixam muito a desejar.

    O que é whey protein?

    Whey Protein é a proteína do soro do leite. O leite (produto de glândulas mamárias, que fique claro), normalmente de vaca, é composto, em sua parte proteica por cerca de 20% de whey protein e o restante e outras proteínas, sendo a principal delas a caseína em diferentes formas (porém, há também a lactoalbumina, também).

    Através de processos industriais específicos, consegue-se separar a porção o soro do leite das outras proteínas, gerando então, através de outros processos industriais o whey protein, a fim de ser consumido.

    Esse whey protein pode ter diferentes qualidades, frente a sua finalidade e, claro, essas qualidades se devem não somente aos processos industriais em si, mas, à qualidade de sua matéria-prima também, o que é fundamental.

    Quais as vantagens de separar o whey protein das outras proteínas do leite?

    O leite é uma das fontes mais convenientes de proteínas para o corpo humano. Isso porque, ele possui aminoácidos essenciais em boa quantidade (sendo então uma proteína de alto valor biológico) os quais possuem uma configuração muito bem aceita pelo corpo humano.

    Porém, a caseína tem se mostrado como uma proteína alergênica em casos específicos. Ainda, pode gerar contratempos gastrointestinais em alguns indivíduos. Já o whey protein, além de não ter essas desvantagens, fica livre de outros compostos do leite como os carboidratos e lipídios. Ele também é grandemente concentrado do aminoácido L-leucina, que é o principal estímulo à síntese proteica.

    Percebe-se ainda que o fator digestivo do whey protein é melhor, quando comparado à outras proteínas, pois, ele possui uma facilitação em sua digestão. Dessa forma, problemas gastrointestinais com o uso do whey protein são relativamente raros.

    E para que serve o whey protein?

    O whey protein, após ser obtido na indústria, pode ter diferentes finalidades. A primeira delas pode ser no uso industrial, para a produção de alimentos os quais requerem compostos lácteos.

    Entretanto, sua maior aplicação nos últimos tempos e que mais compensa financeiramente para a indústria é para fins de nutrição suplementar, ou seja, da suplementação, seja ela com finalidades esportivas ou não.

    Indivíduos os quais necessitam de complementos proteicos podem se beneficiar do whey protein, sendo ou não atletas. Isso porque, há casos específicos onde não há possibilidade de suprir as necessidades proteicas de uma pessoa. Bons exemplos são em casos como patogenias ou alterações fisiológicas (queimaduras, pessoas que sofreram cirurgia bariátrica, pessoas com dificuldade para comer, alguns ovolactovegetarianos, crianças etc).

    Nesses casos, o whey protein ainda na indústria pode ou não receber flavorizante, pode ser acrescido de vitaminas e sais minerais entre outros. Ainda, as diferentes tecnologias de obtenção variam de acordo com sua finalidade. Por exemplo, produtos para atletas costumam passar por processos de microfiltragem muito mais precisos e finos.

    Porém, quando usado para fins esportivos, ele possui a vantagem de fornecer boas quantidades proteicas em pouca quantidade de produto, devido a sua concentração hiperproteica.

    Entretanto, o whey protein nos últimos tempos tem sido avaliado com a principal razão de ser uma proteína com fácil digestão (a qual também é ainda melhorada na indústria com a hidrólise total ou parcial de suas proteínas).

    Essa rapidez em sua digestão possivelmente auxiliaria indivíduos no momento imediato pós-treino onde de fato o corpo carece por proteínas devido aos desgastes ocasionados pelo treinamento. Mas, sabe-se que hoje esse é um mito e a velocidade na digestão em si pouco importará, desde que haja proteínas em quantidades suficientes no decorrer do dia, além de outros micro e macronutrientes.

    Essa velocidade, porém, pode ser interessante em momentos onde o indivíduo necessita que o alimento fique muito pouco em seu estômago, sendo portanto, logo absorvido. Neste ponto ele se torna útil em momentos pré-treino imediatos, por exemplo.

    Cupom de Desconto DDM

    Apesar dessas vantagens, tem se mostrado que o frequente consumo de whey  protein em substituição da alimentação sólida não é interessante e até pode prejudicar os resultados. Isso se deve a dois principais pontos: O primeiro deles é que o whey protein e rico em L-eucina, como citado. Sendo assim, a L-Leucina é o principal regulador da sítnese proteica. Porém, quando há grandes concentrações de L-Leucina, o corpo parece inibir a síntese de proteínas, fazendo uma espécie de mecanismo rebote o qual não é bem compreendido. A segunda razão é porque o whey protein possui digestão fácil, liberando aminoácidos na corrente sanguínea de maneira muito rápida. O resultado nisso é que da mesma forma com que esses aminoácidos entram rapidamente no plasma, também são utilizados rapidamente, decaindo os níveis rapidamente do aminograma sanguíneo. Isso resulta em insuficiência no fornecimento proteico, podendo até mesmo gerar o catabolismo muscular.

    O ideal é sempre consultar um profissional de nutrição antes de fazer o uso de whey protein para que você seja melhor orientado quanto ao seu consumo.

    como-tomar-whey-protein

    As principais formas de whey protein existentes hoje no mercado.

    O whey protein é mutio variável no mercado. Isso porque, existem inúmeras formas de whey protein, bem como inúmeras qualidades de produtos os quais demonstram ua discrepância muito grande: Produtos ótimos e de excelentes qualidades comparados com produtos muito ruins, de má qualidade e que muitas vezes ainda sofrem adulterações criminosas as quais colocam em jogo a saúde do consumidor (quem nunca viu lotes apreendidos ou industrias barradas de produzir seus produtos?).

    Entretanto, as formas mais conhecidas e facilmente encontradas são:

    • Whey Protein Concentrado: Tendo uma concentração de 70-80% de proteínas frente aos seus outros compostos (carboidratos, lipídios, aditivos, etc) podem ser acrescidos de vitaminas, sais minerais, flavorizantes e até mesmo ácidos graxos, além de carboidratos. A maioria também é enriquecida com alguns aminoácidos como os BCAAs e a L-Glutamina. Ele não contém fibras alimentares.

    Sendo uma filtragem mais simples de whey protein, há maiores chances de ocorrerem impurezas em sua proteína, o que não é problema para indivíduos não propensos a manifestarem patogenias decorrentes a isso (alergia ao soro do leite, intolerância à lactose etc).

    Normalmente ele é usado como complemento proteico apenas, pois, como citado, a velocidade na digestão da refeição pós-treino é insignificante em resultados.

    • Whey Protein Isolado: O whey protein isolado é uma forma muito mais pura de whey protein, passando por um fino processo de filtragem o qual elimina praticamente todas as suas impurezas ou itens indesejados do soro do leite. Ele normalmente custa mais caro, pois, sua concentração varia em torno de 90%. Todavia, devemos considerar que ele é um excelente whey protein para pessoas com maiores sensibilidades.

    Todavia, deve-se avaliar produto para produto, pois, pelo fato de ele ser isolado, não garante a retirada de compostos extras de si, tais quais a lactose. Assim, tome sempre cuidado!

    Ele pode conter flavorizantes, vitaminas, sais minerais, algum tipo de lipídio e/ou carboidrato entre outros. É interessante salientar que essa adição de flavorizantes muitas vezes pode trazer lactose ao produto.

    Ele pode ser usado como complemento proteico em geral. Pessoas que passaram por processos cirúrgicos entre outros podem se beneficiar com essa forma de filtragem.

    • Whey Protein Hidrolisado: O whey protein hidrolisado nada mais é do que a proteína do soro do leite previamente “digerida”. Isso porque, ele passa não só por filtragens, mas ainda, por processos enzimáticos que resultam de peptídeos e aminoácidos livres, facilitando a digestão e disponibilizando Aas e peptídeos rapidamente na corrente sanguínea. Entre todos, ele costuma ser o mais caro e sua concentração pode variar muito, de 60% a 90% dependendo da marca escolhida.

    Assim como todos os outros, ele também pode conter vitaminas, sais minerais, flavorizantes, carboidratos, ser enriquecido com aminoácidos específicos e não deve conter fibras alimentares.

    • Whey Protein 2W, 3W, 5W e misturas: Esses são whey proteins que misturam formas de filtragens diferentes. Por exemplo, um whey 2W pode conter whey protein isolado e whey protein concentrado. O 3W, as três formas, como isolado, hidrolisado e concentrado.

    Assim como os outros, sua hidrólise não garante a retirada total de compostos como a lactose.

    Não há vantagens significativas no uso desses produtos, visto que eles são os mais caros. Ele pode ser usado como complemento proteico em geral, porém, sua melhor aplicação é em momentos onde deva existir uma maior velocidade de digestão, como no momento pré-treino imediato.

    Pessoas que passaram por processos cirúrgicos entre outros podem se beneficiar com essa forma de filtragem.

    Vídeo: As diferenças entre os 3 tipos de Whey Protein

    No vídeo abaixo, gravado pelo nosso canal no Youtube, o Marcelo Sendon fala sobre a diferença entre os 3 tipos de whey protein: concentrado, isolado e o hidrolisado e dá dicas sobre qual usar e quando usar.

    Usar ou não whey protein?

    Frente a decisão de usar ou não o whey protein, caberá a você decidir. Isso porque, o custo X benefício do whey no Brasil realmente não é dos melhores. Entretanto, havendo possibilidade de investir nele (após certificar-se de que sua dieta está 100% ajustada às suas necessidades individuais), certamente ele pode ser uma boa ferramenta de ajuda.

    Vale lembrar que o whey protein não possui interações com outros suplementos a fim de inibí-os ou diminuir suas propriedades.

    O whey Protein possui efeitos colaterais?

    Desde que usado adequadamente, não. Ele no máximo acarretará poucos gases, pois, e uma maneira geral você está aumentando os compostos que geram enxofre no corpo. Ainda, desde que você seja sadio, ele não sobrecarregará rins ou fígado. Usá-lo em altas quantidades poderá mesmo interferir na gordura corpórea, a grosso modo.

    Pessoas com problemas digestórios como intolerantes à lactose, devem atentar-se no consumo desses produtos sem lactose, pois, do contrário terão problemas. Ainda, alérgicos à proteína do leite podem necessitar de whey protein hidrolisado ou, muitas vezes, se quer ele. Portanto, o acompanhamento nutricional é essencial nesses aspectos.

    E quais são as melhores marcas de whey protein?

    Você poderá conferir no nosso artigo “Conheça os melhores whey protein do mercado”  onde listamos as marcas mais recomendadas de whey protein.

    Conclusão:

    Contudo, vimos que o whey protein é uma proteína de alto valor biológico o qual pode auxiliar indivíduos que são ou não praticantes de atividades físicas. Entretanto, deve ser utilizado das maneiras corretas  e, preferencialmente sob supervisão profissional. Sendo usado desde cerca de 6000 anos a.C ele já é conhecido por suas propriedades inigualáveis aos seres humanos.

    Portanto, conheça melhor os tipos e marcas de whey protein hoje disponíveis no mercado e obtenha sempre os máximos resultados.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */