• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Kai Greene: conheça a história do predador

    Conheça a história e títulos de um dos maiores fisiculturistas da atualidade, Kai Greene, mais conhecido como Predador!

    Um dos atletas que mais chama a atenção tanto de competidores, quando do público admirador em geral e causa um forte impacto aos mesmos é Kai Greene, um atleta que conseguiu uma evolução e uma ascensão significativa em muito pouco tempo, superando dificuldades, vencendo barreiras e procurando sempre fazer o melhor de si. Com polêmicas, mitos e uma imagem marcante, Kai Greene hoje está entre os TOPs do Mr. Olympia, é um atleta de grande renome e respeito, desenvolve outras atividades além do fisiculturismo, como artes plásticas e que vem desenvolvendo também um lado extra ainda não muito bem conhecido, o de empresário com sua nova marca de suplementos, a Dynami Muscle.

    historia-de-kai-greene

    Diante de tantos aspectos curiosos, neste artigo conheceremos um pouco mais desse atleta e entenderemos um pouco mais de toda sua história e trajetória no esporte.

    História de Kai

    Kai Greene é um norte-americano nascido em Nova Iorque, Brooklyn, no dia 12 de julho de 1975. Sofrendo uma rejeição por parte de seus pais e familiares, até os 10 anos de idade, o ainda não atleta e jovem menino perambulou entre orfanatos e abrigos, passando por dificuldades extremas e sem boas condições financeiras ou mesmo de sobrevivência, algumas vezes.

    Foi justamente por isso que Kai Greene decidiu começar a praticar musculação, como forma de fuga psicológica. Analisando cuidadosamente, podemos remeter o fato da prática de musculação do atleta com o fato de desenvolver “força”, seja para se defender das adversidades da vida ou mesmo mostra-se como alguém forte e criar uma barreira de proteção em si mesmo. Kai Green também desenvolveu alguns trabalhos de artes plásticas, a fim de expressar seus sentimentos, que muitas vezes eram embutidos em sua alma, segundo ele.

    Seu rendimento escolar nunca foi dos melhores. Ele não era um aluno com boas notas e tampouco com bom desenvolvimento acadêmico. Porém, seu talento para o fisiculturismo fez com que alguns professores do colégio pudessem incentivá-lo a começar a competir. Ele tinha “prazer” em comparar seu físico desenvolvido com os garotos de sua idade, e quanto mais se desenvolvia, mais via ânimo e status nisso. Segundo ele mesmo, a musculação o tornava mais confiante e começou a fazer com que ele passasse a acreditar em si mesmo e vislumbrar um bom futuro.

    kai-greene-19-anos

    Kai Greene já tinha uma boa visão do esporte, pois mesmo novo começou a fazer viagens para competir e quando atingiu seu melhor físico (na época) conquistando um segundo lugar em uma competição, foi estratégico ao “parar de competir” por um tempo, pra fazer uma real modificação corpórea e se desenvolver de maneira realmente significativa, aumentando a massa muscular exponencialmente e conseguindo um destaque inigualável.

    Nesta época, ele conheceu o Instituto de Educação do Competidor, em Brooklyn, onde conheceu grandes atletas que o auxiliaram a desenvolver ainda mais o que tinha de melhor: Seu físico, aproveitando o máximo de sua genética natural.

    Com 19 anos, já era profissional de bodybuilding natural, e foi um dos mais jovens fisiculturistas do mundo na época. Isso, obviamente, atraiu olhares de diversos indivíduos, inclusive empresários e organizadores.

    Naquela federação ainda natural, Kai Green foi campeão de todos os campeonatos os quais participou e seu maior objetivo era conquistar o Team Universe, que era um dos maiores campeonatos de bodybuilding natural da época. Com isso, ele conquistaria um título de amador na IFBB. Em 1999 ele ganhou a categoria de pesos pesados no Team Universe e foi convidado para competir na Eslováquia, no Mundial.

    Ele estava ainda abaixo dos 40 melhores da época e por isso, por mais 4 anos trabalhou duro para desenvolver um físico ainda melhor do que o que já tinha na época. Ele foi alvo de inúmeras e intermináveis críticas as quais o fizeram pouco a pouco absorvê-las e toma-las como estímulo para ir progredindo ainda mais e conquistar os seus resultados, afinal Kai Greene sabia bem que isso era necessário.

    Em 2004 o NPC Team já era uma porta de entrada para a IFBB e as atenções de Kai Greene se voltaram à essa federação. Com isso, trabalhou mais um ano de maneira dura e após 5 anos sem competir, ganhou três vezes por decisão de unanimidade dos árbitros, os quais o trouxeram à IFBB com o título de PRO.

    Polêmicas de Kai Greene

    Kai Greene é um atleta cheio de polêmica e também de inverdades. Tido como “o menino desprovido que superou as limitações da vida”, não podemos considera-lo assim. Kai Greene depois que conquistou os primeiros títulos em sua vida, começou uma boa ascensão e não passava mais por tantas dificuldades. Hoje em dia, ele ainda passa uma imagem de “sofrimento”, mas convenhamos que o atleta tem praticamente todo o acesso a tudo que os outros competidores tem.

    Ele também é sempre colocado como ex garoto de programa, fato não confirmado. Porém, existem algumas fotos de Kai Greene dançando em casas noturnas, o que não o faz um garoto de programa. Aliás, isso foi de extrema influência para as apresentações artísticas de Kai Grene no palco, envolvendo danças, cambalhotas entre outras peripécias que encantam os olhos dos fãs.

    briga-kai-greene-phil-heath-mr-olympia

    As duas últimas polêmicas envolvendo Kai Green foram a do Mr. Olympia 2014, o qual ele provocou seu rival Phil Heath e ambo discutiram no Meeting do Olympia e no palco das prévias, e no último Mr. Olympia onde Kai ficou no impasse de competir ou não, mas acabou não competindo, segundo a IFBB por negligência do atleta, segundo o atleta por impasse da IFBB e segundo especuladores, própria jogada de marketing de sua nova empresa de suplementos alimentares e uma frustração por não ter um stand de cortesia para a empresa na feira do Mr. Olmpia.

    Independentemente de mitos ou verdades, Kai Greene hoje pode ser considerado um atleta de respeito e um atleta que encanta os olhos dos fãs e deixam todos na dúvida de quais serão suas próximas revelações.

    Principais colocações:

    • 1994 NGA American Nationals
    • 1996 WNBF Pro Natural Worlds – 1st
    • 1997 NPC Team Universe Championships – 2nd
    • 1998 NPC Team Universe Championships – 3rd
    • 1999 World Amateur Championships – 6th
    • 1999 NPC Team Universe Championships – 1st
    • 2005 New York Pro – 14th
    • 2006 Iron Man Pro – T20th
    • 2006 Shawn Ray Colorado Pro/Am Classic – 14th
    • 2007 New York Pro – 6th
    • 2007 Keystone Pro Classic – 3rd
    • 2007 Shawn Ray Colorado Pro/Am Classic – 1st
    • 2008 New York Pro – 1st
    • 2008 Arnold Classic – 3rd
    • 2009 Australian Pro Grand Prix – 1st
    • 2009 Arnold Classic – 1st
    • 2009 Mr. Olympia – 4th
    • 2010 Arnold Classic – 1st
    • 2010 Australian Pro Grand Prix – 1st
    • 2010 Mr. Olympia – 7th
    • 2011 New York Pro – 1st
    • 2011 Mr. Olympia – 3rd
    • 2011 Sheru Classic – 3rd
    • 2012 Mr. Olympia – 2nd
    • 2012 Sheru Classic – 2nd
    • 2013 Mr. Olympia – 2nd
    • 2013 Arnold Classic Europe – 2nd
    • 2013 EVL’s Prague Pro – 1st
    • 2014 Mr. Olympia – 2nd

    Para conhecer mais detalhes sobre esta história e aprender mais sobre o Kai, acesse o site oficial dele em: http://officialkaigreene.com/who-is-kai-greene/



    /* */