• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Mulheres que treinam pesado podem ficar com aparência masculina?

    Descubra verdades e mitos sobre as mudanças no corpo das mulheres, devido a musculação pesada

    A musculação feminina tem sido cada vez mais aceita pela sociedade e, principalmente, cada vez mais procurada e praticada pelo público delicado das mulheres. Diante de tamanho crescimento e divulgação, seria incompreensível que não houvesse também inúmeros estudos, metodologias e sistemas dedicados exclusivamente a elas. Há de se ver os treinos voltados para mulheres, os suplementos alimentares voltados para mulheres e ainda, o entendimento de como o seu metabolismo funciona e como pode ser otimizado, seja visando o ganho de massa muscular, o aumento de performance ou mesmo a redução da gordura corpórea, além da busca pela qualidade de vida.

    mulhere pode ficar com aparencia masculina

    Comprar Suplemento BCAA Optimum Nutrition

    Entretanto, apesar do crescimento da musculação para mulheres ser algo extremamente presente e os avanços serem claros, passam também a existir inverdades, mitos e dizeres os quais as deixam na maioria dos casos com o pé atrás. Ainda, muitas mulheres influenciadas por fatores os quais, na grande maioria, não passam de bobagem absoluta, acabam por prejudicar seus treinamentos e não ter um pleno desenvolvimento o qual a possa fazer alcançar seus objetivos.

    Entre os dizeres mais comuns a respeito da musculação feminina é o da “virilização”, ou a “masculinização” da mulher, fatores os quais trazem uma aparência e traços masculinos ao doce ar feminino, como, por exemplo, o engrossamento da voz, o aumento da acne, o aumento excessivo dos músculos entre outros. E, claro, estamos nos referindo APENAS à musculação feminina, sem entrar no âmbito do uso de ergogênicos hormonais, fato o qual deve ser discutido a parte.

    Sendo assim, o que é possível dizer sobre um treinamento “pesado” feminino? Seria isso conveniente para ela ou a forte masculinização seria inevitável? Haveria benefícios do treinamento intenso e pesado, desconsiderando possíveis mitos a respeito de adquirir características masculinas? Comentaremos um pouco mais adiante…

    Biologia humana

    Entre as muitas coisas que se diferem na natureza, encontram-se os gêneros, normalmente diversificados em dois tipos (na maioria dos animais), o feminino e o masculino. Essas características são estabelecidas não só pelas questões físicas, mas, principalmente pelas questões hormonais aliás, são as influenciadoras nas características físicas. Após a fecundação e a definição do sexo do bebê, com os cromossomos X e Y. A partir disso, ocorrem processos os quais, logo nos primeiros dias de vida, promovem a própria produção hormonal por aquele feto, começando então a definir suas características, as quais resultarão (em termos normais) em um indivíduo do sexo masculino ou feminino.

    Dessa forma, os hormônios são fundamentais para essa diferenciação. Apesar disso, há de se dizer que um homem possui hormônios do sexo feminino bem como a mulher também possui hormônios do sexo masculino. Entretanto, as quantidades são bem diferentes de um para outro.

    mulher malhando pesado

    Sem sombra de dúvidas, quando crescemos, as diferenciações são muitas tanto fisicamente quanto metabolicamente e psicologicamente. Há órgãos diferentes, sistemas diferentes etc. Porém, alguns quesitos se mantém relativamente padronizados nos seres humanos. Por exemplo, ambos precisam inspirar para distribuir oxigênio para suas células e, isso é feito por um mesmo mecanismo, ambos necessitam de substratos advindos da alimentação e, essa metabolização básica é praticamente igual entre outros inúmeros pontos.

    Também devemos exaltar os processos os quais resultam no aumento da massa muscular. Há necessidade de substratos proteicos (aminoácidos) de substratos energéticos e de estímulos (normalmente hormonais) para que ela ocorra. Obviamente, com o treinamento, esse processo é intensificado e, portanto, há um aumento maior da síntese proteica no tecido muscular o que resulta no aumento do tamanho muscular.

    De maneira resumida, tanto homens quanto mulheres, através do treinamento e, claro, da alimentação, aliados com um bom descanso conseguem aumentar o tamanho de seu tecido muscular, seja por hipertrofia ou hiperplasia. Todavia, você deve estar se perguntando: Então por que homens tem mais massa muscular do que mulheres e, por conseguinte, tem maior tendência a aumentar a massa magra quando comparados a elas? Lembram-se que disse que AMBOS OS SEXOS produzem AMBOS HORMÔNIOS (masculinos e femininos), porém, o que muda é a quantidade a qual cada sexo produz de cada um deles? Fica claro então perceber que, se homens tem hormônios que produzem maior ganho muscular, ou melhor, induzem a (como a testosterona), então, é óbvio que eles tenderão a ganhar massa muscular, mas, isso não quer dizer que mulheres também não ganhem massa muscular.

    Cupom de Desconto DDM

    Mulheres que treinam e aumentam sua massa muscular, irão ficar com características masculinas?

    É sabido que o treinamento resistido com pesos tem a capacidade de aumentar a produção endógena de hormônios androgênicos, tanto em homens quanto em mulheres. Entretanto, esse aumento, quando controlado é muito singelo e não é necessariamente a intensidade do treinamento que fará com que mulheres aumentem significativamente seus níveis de testosterona a ponto de virilizarem. Para tanto, seria necessário aliar fatores não só hormonais, mas, de alimentação, de estilo de treinamento e, claro, levar em consideração sua genética. É óbvio que níveis extremos de treinamento podem ter algum impacto mais sério hormonal, como, observa-se que alguma ginastas e atletas de outras modalidades, tem a menstruação suspensa por longos períodos devido a alta em hormônios androgênicos naturais em seu corpo. Mesmo assim, em casos tão extremos, não costumamos ver ginastas que perdem seus traços femininos, não é mesmo?

    Treinar pesado não quer dizer que uma mulher construirá músculos muito grandes ou TAMPOUCO que ela parecerá com um homem. Pelo contrário: O treinamento pesado pode ajudá-la a aprimorar suas características femininas, melhorar seu corpo, condicionamento físico e qualidade de vida como um todo.

    mulher malhando ate a falha

    Normalmente, quando vemos mulheres masculinizadas, as mesmas provavelmente estão fazendo uso exógeno de androgênicos, pois, em níveis naturais, é muito difícil uma mulher adquirir tais características.

    O treinamento pesado como algo altamente recomendado para mulheres?

    Sabendo que, não é o treinamento pesado que irá deixá-la com características masculinas ou tampouco acabar com sua natureza feminina, pode-se dizer que o treinamento pesado é muito bem recomendado mesmo para aquela que não quer construir músculos de maneira significativa ou mesmo para aquela que apenas quer manter o seu condicionamento físico em dia e melhorar sua qualidade de vida, o que também é muito importante.

    Os benefícios do treinamento pesado para as mulheres

    É primeiramente interessante deixar claro que o treinamento pesado quando aqui referido, não faz menção a extremidade de pontos os quais podem tornar a rotina da mulher um tormento. Obviamente, não há necessidade de treinar a ponto de “querer ser uma atleta” caso esse não seja seu objetivo, mas sim, a um treinamento sério e que realmente seja eficaz. O por que dizer isso? Porque não somente mulheres, mas, homens são vistos em academias com um treinamento altamente submáximo o qual valoriza o bem-estar momentâneo, mas, deixa de lado as questões fisiológicas do treinamento.

    O treino de musculação é eficaz, pois, a cada um deles, temos novos processos adaptativos do corpo, ou seja, se você conseguiu fazer um X de repetições hoje com uma carga Y e amanhã conseguir fazer um pouco mais disso, seja em quantidade de peso ou de repetições, então, seu músculo terá de se adaptar novamente e “ficar mais forte” ou mais “propício” para realizar aquele trabalho. E isso não é somente no treinamento de força que ocorre: Nos treinamentos aeróbios também, apesar de serem em menor escala.

    Treinar pesado, a ponto de chegar à falha muscular, se esforçar verdadeiramente, buscar protocolos corretos de treinamento e, principalmente, ser o mais específico possível em seus treinamentos, a fará obter inúmeros benefícios e não cair em estagnação.

    Como citado, muitas mulheres deixam de obter tais resultados pelos desvendados mitos os quais passamos sobre o crescimento excessivo do tecido muscular em mulheres.

    Dessa forma, podemos concluir que o treinamento feminino ainda pode promover inúmeros benefícios tais quais:

    • Diminuição da sarcopenia;
    • Aumento da osteogênese (sabe-se que o treinamento intenso pode estimular os ossos a produzirem novas células, o que é essencial em mulheres que tem maior tendência a doenças como a osteoporose);
    • Diminuição do risco de desenvolvimento de doenças cardiovasculares, metabólicas, sistêmicas entre outras;
    • Melhora do perfil hormonal;
    • Aumento da autoestima e outros fatores psicológicos;
    • Preparo para uma gravidez em melhor qualidade;
    • Auxílio nos períodos pós-parto;
    • Melhora nas questões relacionadas ao humor etc

    Conclusão

    Portanto, se você mulher deseja realmente atingir bons resultados, sejam eles quais forem, mas, com qualidade, você deve proporcionar SIM um treinamento pesado o suficiente a ponto de promover esses benefícios, sem quaisquer medos de caracterizações androgênicas ou coisas do tipo.

    Lembre-se que quanto mais você se esforçar, melhores serão seus resultados.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */