• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    A musculação e outros esportes

    Saiba quando um outro esporte pode começar a afetar seus ganhos na musculação

    Algumas pessoas praticam diversos esportes. Futebol, corrida, natação, algum tipo de luta… E é frequente que o desgaste desse tipo de pessoa seja ainda maior, principalmente levando em consideração a frequência com que se vive nos dias atuais, emergidos em estresse, correria do dia-a-dia, trabalho, estudos, caos, muitas vezes alimentação inadequada e outros milhões de aspectos.

    musculação-outros-esportes

    Whey Protein

    Os praticantes de atividades relacionadas a musculação, muitas vezes também são praticantes de outras atividades físicas. Conheça algumas dicas que ajudam esse tipo de público.

    Todavia, devemos em primeiro lugar separar as atividades físicas (esportivas) competitivas e primordiais das que visam apenas lazer. Por exemplo, devemos separar um esporte que visa campeonato (seja qual for) do futebol de fim de semana que não visa aumento de performance nem nada do tipo além de diversão.

    É óbvio e claro que os esportes que recebem foco gerarão um desgaste não tão somente físico maior, mas psicológico também. Um jogador de futebol ou um lutador, por exemplo, necessita de descansos adequados, aliado a tipos de treinamentos e alimentação específica. E, assim, não é diferente com o fisiculturismo ou com a musculação estética (quando recebe foco principal).

    A musculação que apenas busca fortalecimento e complemento para alguns esportes não exige tanta exigência extra-academia na medida em que a alimentação e o descanso estarão voltados para o esporte específico, não para ela. Todavia, a musculação competitiva ou estética, é totalmente o contrário.

    O foco por sua vez, deve ser coerente entre ambos os esportes. Você, provavelmente, nunca viu nenhum maratonista com 110kg, não é mesmo? Em contrapartida, você provavelmente pode achar lutadores com esse peso, porém, não acharia fisiculturistas que praticam ciclismo e assim por diante. Manter a coerência e saber que algumas limitações em alguns esportes são claras,evidentes e devem ser respeitadas por mero fator físico e característico de cada esporte e/ou modalidade.

    Mas o que então pode ser feito para otimizar os ganhos na musculação quando se pratica outro esporte em paralelo como lutas, natação ou qualquer outro? Vamos eleger alguns pontos principais:

    1 – Alimentação

    Não é a toa que alimentação entra como primeiro fator e, fator primordial. Sem uma alimentação coerente, fica difícil manter ou obter qualquer ganho muscular.

    Alimentação de um atleta de fisiculturismo é totalmente diferente dos demais esportes. Todavia, quando este é combinado com algum esporte, ela torna-se ainda mais complicada, exigindo níveis de energia ainda maiores, contrapostos a níveis proteicos suficientes para evitar não só a perda muscular, mas também melhor síntese proteica.

    Devemos nos atentar que quando praticados ambos os esportes no mesmo dia (o que será abordado adiante), o cuidado deve ser redobrado, pois, níveis baixos de energia ou até mesmo falta dela para as diversas células e tecidos do corpo requisitarão energia extra vinda de onde? Se você disse músculo, acertou em cheio.

    Se você é ectomorfo, deve prestar ainda mais a atenção nos níveis energéticos de sua dieta. Todavia, mesomorfos e endomorfos devem ficar atentos ao mesmo fator, afim de não perder a sofrida massa muscular e de “gordinho forte” acabar virado “gordinho franguinho”.

    Atente-se por fim, principalmente nas refeições pré-treino dos esportes aliados a musculação, isto é, faça boas refeições antes de lutas, corridas ou qual for o esporte.

    2 – Descanso

    Talvez mais importante do que o treino em si na musculação, diferente de outros tantos esportes que exigem prática consecutiva, é o descanso. Descanso tanto de sono absoluto, quanto descanso envolvendo o período e a freqüência de treinamentos.

    Whey Protein

    Não é conveniente que no mesmo dia que se faz uma sessão pesada de treinamentos, de faça um treino de lutas ou corrida, pois o desempenho na modalidade seguinte será provavelmente prejudicado pelo desgaste causado pela primeira. E o resultado disso é um treino ruim andando lado a lado com o catabolismo muscular e desgaste oxidativo.

    Seja consciente e saiba descansar e adequar sua rotina visando não encavalar ou sobrecarregar o corpo.

    Além disso, o overtraining (excesso de treinamento) ainda pode gerar stress em articulações, tendões e até mesmo no sistema nervoso.

    Descansar, faz parte de uma construção de bons resultados.

    Whey Protein

    3 – Periodização

    Talvez um dos fatores chaves para evitar a adaptação muscular e neuromotora, aliado a evitar o overtraining é a periodização de ambos os treinamentos.

    Periodizar, como o próprio nome diz, significa trabalhar com períodos, isto é, estabelecer focos dentro o não da modalidade em diferentes épocas.

    Mas de que forma podem ser feitas essas periodizações? De muitas, certamente.

    Você pode optar por dar ênfase em alguma das modalidades que pratica em determinados períodos (isso quando nenhuma visa competição), você pode prever e planejar a realização de treinos específicos dentro de cada modalidade, por exemplo, na musculação, treinar força em um determinado período, treinar para hipertrofia em outro, redução de gordura corpórea e vascularização.

    Enfim, são muitas as maneiras de periodizar e você deve sempre ficar atendo a elas.

    4 – Suplementação

    suplementacao

    Em casos onde há muito treinamento (por favor, não leia-se overtraining) a suplementação é um fator no qual podemos considerar muito importante por alguns aspectos como:

    Frequência das refeições: Em muitos dos casos em uma vida agitada, fica difícil manter a constância das refeições balanceadas. Logo, a suplementação pode ser uma ótima ferramenta para isto;

    Para suprir necessidades específicas: Mesmo com uma alimentação baseada, é difícil suprir algumas necessidades específicas de micro e/ou macro-nutrientes. Assim, consumi-los de maneira “pura” e “isolada” é uma ótima opção;

    Como fonte ergogênica: A melhora da performance é extremamente eficaz para não só te rum bom desempenho, mas manter o foco e a motivação, afinal, fazer treinos e não perceber resultados ou não ter um “empurrãozinho” acaba desmotivando qualquer um.

    –  Para evitar a perda de massa muscular: Esportes como ciclismo, corrida, natação e outros, quando aliados a musculação, infelizmente, acabam tornando-se um tanto quanto catabólicos. E é por isto que alguns tipos de suplementação tem como objetivo evitar esse tipo de catabolismo. Para este tipo de esporte, desde a velha maltodextrina e o velho whey protein (não para evitar catabolismo, mas sim para dar aporte protéico de maneira rápida) até aminoácidos são extremamente eficazes;

    Saiba como minimizar as perdas e otimizar os ganhos quando é praticante de mais de uma modalidade esportiva. Hoje concluiremos a terceira e última parte deste artigo que ajuda os praticantes de atividades físicas diversas.

    Prevenção de lesões e doenças: A suplementação pode ser útil na medida em que pode também ajudar a prevenir lesões, sejam elas em diversas partes do corpo. Um simples exemplo disto são as articulações que podem facilmente serem poupadas ou menos afetadas com glucosamina. Além disso sobrecarga de exercícios físicos gera impacto negativo dentro do sistema imunológico. Para isto, L-Glutamina e polivitamínicos são mas do que necessários.

    Whey Protein

    Treinar com qualquer tipo de dor (não digo dor muscular por treino, mas sim, dor de lesão), desconforto ou com alguma doença como gripe é extremamente desconfortável e inviável. Fique sempre atento e lembre-se que prevenir é o melhor remédio.

    5 – Exercícios aeróbios

    Ter bom senso e coerência nos exercícios aeróbios é extremamente importante. Veja: Se você por acaso é ciclista ou nadador e, praticante de musculação, então talvez não seja conveniente fazer horas de corrida na esteira antes ou após o treino anaeróbio. A minha opinião vai além: Se você pratica ambos os esportes e deseja ganhos expressivos de massa muscular, deve cortar aeróbios extras. Lembre-se que ciclismo, natação, corrida, futebol, vôlei, lutas e outros esportes já são, sem dúvida alguma esportes aeróbios.

    Conclusão:

    Dicas simples podem ajudar pessoas que praticam mais de um esporte e ainda sim desejam ganhos na musculação.

    Todavia, quando o esporte torna-se competitivo ou ferramenta para ganhos expressivos, deve-se redobrar a atenção e foco nele, afim de alcançar seus objetivos específicos, sejam quais forem.

    Lembre-se sempre de realizar boa distribuição semanal para os diferentes tipos de treinos e jamais sobrecarregar de uma vez só o corpo. A síntese de glicogênio, por exemplo, pode levar de 48 a 72h para ocorrer, fazendo com que a recuperação necessite de tempo e espaço. Quanto há essa sobrecarga ou excesso de treinamento, além de você ficar mais suscetível a lesões, o desempenho em ambas as modalidades cairá consideravelmente e, os ganhos dificilmente virão.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

     

    Termogenico


    /* */