• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Musculação pode ajudar no combate a problemas emocionais

    Veja como a musculação pode ser uma grande aliada no tratamento de problemas emocionais como depressão e outros.

    Tristeza, sensação de que nada faz sentido, vazio por dentro, falta de ânimo… Todos nós passamos por fases assim, mas quando isso é algo frequente e que passa a durar muito mais do que os bons momentos, você deve ter uma atenção especial! Não é por acaso que doenças como depressão, a síndrome do pânico, a síndrome de trauma recente, o estresse, entre outras tantas doenças, acometem cada vez mais a população mundial, mostrando-se inseridas em uma sociedade doentia devido não só a problemas ocasionais, mas devido ao seus hábitos atuais de vida e ao que submetem seu corpo e mente.

    Musculação pode ajudar no combate a problemas emocionais

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    De maneira assustadora, essas doenças podem interferir na vida de pessoas das mais diferentes classes sociais, idades, gêneros e regiões do mundo. Independentemente das propensões a determinadas populações, essas doenças simplesmente podem destruir a vida de um indivíduo e muitas vezes até mesmo de pessoas próximas a ele, envolvendo não só os sintomas em si da patogenia, mas em alguns casos envolvendo o desvio dos caminhos corretos, o uso de substâncias ilícitas, os vícios e etc.

    Inúmeros são os métodos para tratamentos dessas doenças e faz-se fundamental a orientação médica, psicológica, o auxílio dos amigos e familiares. Porém um método que vem ajudando a muitas pessoas com problemas emocionais é a musculação! Com ajuda da orientação física e nutricional muitos pacientes estão conseguindo melhores resultados do que apenas com os métodos mais tradicionais. Por isso, vamos falar um pouco sobre como a musculação pode ajudar no tratamento de problemas emocionais.

    A musculação como parte do tratamento de problemas emocionais

    É sabido que a musculação pode influenciar tanto aspectos positivos relacionados à mente de um indivíduo, quanto aspectos físicos também, que obviamente também estão inseridos com os aspectos neurológicos.

    Primeiramente, é cabível falar do próprio efeito físico o qual a musculação e a atividade física estão associados. Elas são capazes de estimular não só receptores diversos hormonais, mas também a produção de hormônios, os quais estão direta ou indiretamente associados com os níveis de humor. Entre eles, pode-se citar a dopamina, a adrenalina, a noradrenalina, a serotonina e a própria insulina, que de maneira indireta auxilia nos níveis elevados de energia ao corpo.

    Além disso, a própria atividade física está associada com níveis elevados de testosterona, hormônio esse que se estiver em baixa quantidade no organismo, também poderá facilitar para que os indivíduos venham a ter problemas emocionais.

    Entretanto, sendo apenas parte dos benefícios da atividade física, os efeitos físicos tornam-se relativamente importantes para auxiliar os efeitos psicológicos e emocionais também.

    A musculação é de extrema importância e vastamente utilizada para a melhora das condições físicas, que estão diretamente associadas com as sensações de bem-estar e de autoestima, com a melhor visão que um indivíduo tem de suas qualidades físicas, entre outros. Além disso, estimulando a parte hormonal e fazendo-a funcionar de maneira adequada, a musculação influencia na forma com que um indivíduo lida com seu dia-a-dia, tornando-o mais prazeroso. Não é a toa que muitos indivíduos relatam sentirem-se melhores quando praticam atividades físicas antes de iniciar sua rotina diária. Outros ainda, relatam esses mesmos benefícios, liberando o estresse com a prática dessas após a sua rotina diária. Individualmente, não importa o horário, mas os benefícios estarão ali, presentes!

    Hábitos saudáveis pode ajudar no combate a problemas emocionais

    A busca por hábitos saudáveis

    Normalmente, um indivíduo ao iniciar com a musculação e fazê-lo por prazer e não por obrigação, começa a se preocupar também com seus hábitos diários de vida. Isso associa-nos diretamente a fatores como a preocupação com a alimentação.

    Obviamente, esses fatores também são presentes em larga escala no que se diz respeito a qualidade de vida do indivíduo como um todo. Através desses hábitos e dessa preocupação, podemos citar benefícios como a melhora em quesitos metabólicos, por conta da melhora na alimentação, melhora no trânsito intestinal, melhora em quesitos estéticos, proporcionando assim uma autoestima aumentada, melhora em quesitos relacionados ao sono que tem grande influência no humor, bem como no controle de problemas emocionais entre outros inúmeros.

    Por isso a busca por uma vida mais saudável é um dos principais fundamentos para uma boa recuperação de problemas emocionais. Essa alimentação saudável irá ajudar o seu corpo a se renovar e com certeza a sua mente a se recuperar destes problemas.

    A musculação auxilia em problemas relacionados ao sono

    Que o sono possui efeitos fisiológicos indispensáveis para que as funções metabólicas funcionem adequadamente, isso não é segredo para ninguém. Um indivíduo que não dorme bem ou dorme pouco pode apresentar problemas de produção hormonal (GH, testosterona em especial), problemas na produção de hormônios relacionados com o humor, como a serotonina e outros. E esse é um dos grandes problemas sofridos por quem tem problemas emocionais, o péssimo sono.

    Sem sombra de dúvidas, grande parte dos indivíduos que apresentam fortes problemas emocionais, possuem também distúrbios no sono. Esse distúrbio pode ocorrer para o mais ou para o menos, ou seja, há indivíduos que dormirão por períodos exagerados e, em contrapartida, há indivíduos que não conseguirão ter uma boa noite de sono ou o sono não terá a devida qualidade. Esses indivíduos, normalmente possuem uma grande dificuldade para a convivência, agravando ainda mais os problemas emocionais.

    A musculação, não somente por estressar o corpo fisicamente, mas mentalmente também, faz com que o corpo tenda a querer mais momentos de descanso. É como se nos “cansássemos” para então ter uma boa noite de sono.

    Não é hora de desistir!

    musculacao-no-combate-a-depressao

    Esse, na verdade, é um parágrafo conclusivo, porém motivacional, para todo aquele que de alguma forma sofre de problemas emocionais das mais diferentes características.

    Não, não é hora de desistir de nada! Certamente, há momentos na vida pelos quais todos nós passamos os quais nos fazem sentir mais tristes e com maiores problemas de comunicação e emoções. Desta forma, você deve estar motivado o suficiente para buscar algo em que possa se agarrar e focalizar um objetivo.

    Traçar objetivos são fáceis, mas obter força para alcançá-los é sempre algo a ser considerado, apenas com motivação suficiente.

    Não ache que unicamente a musculação o ajudará: A ajuda partirá de você e ela será um complemento de grande valia para isso, auxiliando em processos físicos e mentais.

    Sejam coerentes e beneficentes consigo mesmo!

    Conclusão:

    Como podemos ver ao longo do artigo,  a musculação pode ser sim uma grande ajuda no tratamento de problemas emocionais. Não pelo ato do treino em si, mas sim pelas consequências que um bom treino e uma boa alimentação podem fazer ao seu corpo e a sua mente.

    Portanto se você esta sofrendo com problemas emocionais, faz acompanhamento psiquiátrico e psicológico, tente incluir a musculação em sua rotina diária e você verá que o seu tratamento será muito mais efetivo e muito mais rápido.

    Mais fique claro que a musculação sozinha não irá resolver tudo, ela apenas será uma ferramente dentro do tratamento. Acompanhamento médico e apoio da família e amigos é fundamental nestes casos.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)

    Um Comentário

    1. marcelo 3 anos atrás


    /* */