• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    O Diário de um Bodybuilder – Pt2

    Conheça a segunda parte do artigo que conta sobre a vida de um bodybuilder

    Conheça a parte conclusiva da parte 1 da série: Uma pessoa – O Diário de um Bodybuilder – Pt 2

    O fisiculturismo não é o meio que me faz chegar em algum lugar. O fisiculturismo sou eu. Eu sou meu rival, eu sou meu desafio, eu sou meu principal jurado e eu sou o principal vitorioso e, jamais derrotado, pois só os fortes conseguem encarar isso de frente e, como tratores, demolirem absolutamente tudo que se opuser diante disto.

    [ad#2]Hoje começa o primeiro dia. Acabo de fazer minha terceira refeição do dia. Um antes da refeição que precede meu treino. Já são 12:05pm e consigo sentir uma garra e ao mesmo tempo uma grande angústia dentro de mim. Os últimos dias foram difíceis e confesso que pensei em desistir apesar de tudo. Os julgamentos e a falsidade que me cercam realmente tem cada vez mais me incomodado. Por um lado, pessoas que julgam sem saber. Que tiram sarro, que não compreendem. Por outro, pessoas que estão ao meu redor unicamente por interesse.

    Sinto que muitas vezes não sou admirado pelo que faço ou sou, mas pelo que pareço ser aparentemente ou pelo que alcancei. Já me diziam que muitas pessoas estão em nossa volta por interesse, mas enquanto se é criança, tudo parece ser um mundo colorido de rosas. Não, não é absolutamente nada disso.

    Cupom de Desconto DDM

    Mas voltando aos julgamentos, você tem idéia do que é rirem de você unicamente porque você tem um objetivo e faz coisas aparentemente estranhas para alcançá-lo? Você tem idéia do que é acharem que você é louco por ter de cumprir algumas “obrigações” e horários afim de terminar seu dia com consciência limpa? Bem, infelizmente, devo dizer que prefiro mil vezes comer em um lugar coisas “estranhas” como aveia com claras de ovos do que fazer tanto social e reclamar que estou gordo (a), acima do peso ou que tenho algum problema de saúde. Prefiro parecer louco e insano mas alcançar minha satisfação. O que você faz para alcançar essa satisfação? Será que você consegue superar os seus limites e os limites dos outros para chegar lá? Se eu consigo, não sei, mas tento com todas as minhas forças e, devo dizer que isso já é louvável. “Vou treinar no feriado!” – Espanto! – Realmente isso só comprova o que eu penso. Se, provavelmente, eu dissesse que iria encher a cara de bebida alcoólica em alguma praia com alguns quilos de frituras na beira do mar (além de poluir todo o ambiente, claro), provavelmente seria extremamente normal, não é mesmo? Não estou inferiorizando esse tipo de pessoa, assim como não gosto quando me inferiorizam ou desrespeitam o que tanto amo, faço  e, claro, acredito. Só quero deixar claro e, bem claro que não sou simplesmente insano. Faço porque acredito, porque isso me mantém vivo, lutando dia-a-dia.

    Não foi a toa que passei minha infância inteira como obeso mórbido. 150kg, 1,73m e 14 anos. O que você pode dizer disto? Realmente chocante. Mas enquanto tentam colocar em sua cabeça que você deve mudar, nada mudará. Nada poderá ser feito de diferente enquanto você não estabelecer objetivos para você mesmo. Enquanto você não se desafiar e acreditar em você mesmo. Nem um fio mudará enquanto você não simplesmente fizer acontecer da sua forma, seja ela qual for. Somente você tem o poder sobre você e isto, vale a todos os aspectos da vida.

    Foi isso que o fisiculturismo me fez. Acreditar em mim mesmo. Oito meses após os 150kg, estava com 62kg. Não, não houve nenhum tipo de drogas e muito menos procedimentos cirúrgicos. Unicamente, usei a mente, a força. Dormir chorando de fome se tornou fichinha naquela época… E não falo no sentido figurado não…

    Mas descanse. Eu não sou melhor do que ninguém por isto. Muito pelo contrário. Continuo sendo uma pessoa com a mesma capacidade de qualquer um. Com o mesmo valor. O que me difere realmente é que tento acreditar em mim mesmo e fazer a mudança que desejo. O que tento fazer é deixar as palavras de lado e transformá-las em ações lógicas a fim de alcançar o pote de ouro do outro lado do arco-íris.

    Leia a terceira parte sobre a  vide de um  verdadeiro fisiculturista

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    3 Comentários

    1. Sendon 6 anos atrás
    2. Marcus 6 anos atrás
    3. Rafael 6 anos atrás


    /* */