• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Porque não usar a dieta do jejum intermitente – Pt3

    Saiba já o porque de não utilizar dietas do tipo das jejum intermitente – Pt3

    Comprar suplemento ZMA da Xcore Nutrition

    Continue lendo a ultima parte do artigo que diz os motivos de não se usar nenhum tipo de dieta de jejum intermitente!

    4 – Estímulo insulínico

    Muitas dessas dietas basicamente são inspiradas na insulina. Um hormônio tão importante, porém tão incompreendido por esses achistas. A insulina além de seu papel vital, é um hormônio extremamente anabólico e principalmente vital. É ela que se liga a receptores como GLUT-4 possibilitando a entrada de moléculas de glicose na célula, através do GLUT-2. E como sabemos, a célula quase nem necessita de glicose, não é mesmo?

    [ad#2]Pois bem, acontece que se secretada em excesso, a insulina pode se tornar uma vilã, aumentando o armazenamento de energia no panículo adiposo. Então, pareceria óbvio essas dietas dizerem que isso é um controle o dia todo para gerar picos anabólicos nos períodos de treino e fim. Mas se bem me lembro, em primeiro lugar, essas dietas sugerem o consumo de BCAAs durante o dia. Ponto chave para a secreção insulínica, pois, sim, aminoácidos como L-Leucina estimulam esse fator. Como se não bastasse, algumas dietas recomendam o uso de vitamina C (ou seus usuários usam com o intuito de diminuir o cortisol). Todavia, a vitamina C NÃO oprime cortisol algum e, se utilizada em suplementação, ainda pode tender a causar resistência insulínica. Então, estes primeiros métodos já são totalmente ineficazes para oprimir a insulina e o cortisol.

    Como se não bastasse, picos de insulina NÃO CONTRIBUEM PARA NADA EM HIPERTROFIA NEM PERDA DE GORDURA, isto é, comer feito um maluco, causará uma hiperinsulimia muito mais propensa a fazer com que o tecido adiposo capte mais glicose e o armazene em forma de gordura.

    A verdade é que 99% dessas teoriazinhas esquecem um pouco de bioquímica e fisiologia humana. Aliás, se o problema é a insulina, ainda temos a degradação de glicogênio hepático e muscular nos períodos de jejum, não é mesmo? Esse processo de chama glicólise. E quem é que se liga ao receptor possibilitando a entrada de glicose na célula? Quem disse “insulina” vai ganhar uma estrelinha azul na testa (ou rosa, se for menina)!

    Cupom de Desconto DDM

    5 – Desconforto gastrointestinal

    Muitas pessoas reclamam de desconforto gastrointestinal nos períodos de “comer”. Isso porque uma grande quantidade de alimentos é ingerida de uma só vez, fazendo o estômago realmente ter de trabalhar muito, causando uma dilatação e, consequentemente um desconforto, além de possíveis diarréias, náuseas e outros sintomas do tipo. Comer demais de uma só vez nunca foi uma boa solução. Ou alguém se sente confortável após exagerar na feijoada do domingo?

    6 – Indivíduos que possuem hipoglicemia

    Assim como eu, algumas pessoas tem grande propensão à hipoglicemia, isto é, níveis baixos de glicose no sangue. Isso facilmente pode fazer com que o sistema nervoso central (que só funciona com glicose) entre em colapso e pare de funcionar, ocasionando o óbito. Além disso, a hipoglicemia pode causar danos na tiróide o que estragaria com o metabolismo por completo.

    Ficar sem comer por muitas horas para esse tipo de pessoa e, realizando um treinamento pesado, é praticamente certo uma crise hipoglicêmica.

    Fiquem atentos! Isso não é brincadeira!

    7 – Carência de nutrientes

    Misturar muitos alimentos de uma só vez provavelmente fará com que alguns micro-nutrientes inibam a absorção de outros micro-nutrientes. Mas aí a solução seria restringir a variedade de alimentos, não? Sim, para não causar inibição sim. Mas, se você é impossibilitado de comer frequentemente, dando o máximo de nutrientes ao corpo, então como você vai disponibilizar estes para o corpo?

    Fica realmente difícil ter uma dieta saudável comendo uma ou duas vezes por dia.

    Conclusão:

    A dieta de jejum intermitente é mais uma bobagem inventada para inglês ver, brasileiro seguir e ainda achar que está no lucro. Não troque os métodos certos que funcionam a anos por mirabolantes invenções. O básico é quase sempre a melhor coisa a se fazer e nos possibilita errar muito menos.

    Porque não usar a dieta do jejum intermitente – Pt1

    Porque não usar a dieta do jejum intermitente – Pt2

    Artigo escrito por Marcelo Sendon

    8 Comentários

    1. Sandro 2 anos atrás
    2. jr 4 anos atrás
    3. Ezequiel Ramos. 4 anos atrás
    4. Guilherme 4 anos atrás
    5. Billy 4 anos atrás
    6. Luiz Fernando 5 anos atrás
    7. Sendon 5 anos atrás
    8. Alberto Montanha 5 anos atrás


    /* */