• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Proteínas de lenta ou rápida digestão na primeira refeição?

    Descubra qual é o tipo ideal de proteína para se ingerir na primeira refeição e melhore a sua alimentação nesta refeição tão importante do dia.

    Conhecida como a principal refeição do dia, a primeira refeição é cercada de mistérios e dúvidas as quais são fundamentadas em diversas teorias e que realmente deixam muitos confusos na hora de escolher o seu cardápio nesse momento. Apesar de todos os dizeres científicos e populares, tem-se como consenso único de que o consumo proteico adequado é indispensável a fim de fornecer substratos suficientes para o reparo da musculatura que foi micro danificada no dia anterior e para fornecer substratos que possam dar continuidade aos reparos dos danos causados pelo jejum prolongado noturno.

    Proteína de rápida digestão X lenta digestão

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    Passa-se então a observar que o quanto antes forem fornecidos os nutrientes adequados ao corpo, ele passará de um estado catabólico para um estado anabólico. Assim, chegamos a conclusão que a utilização de alimentos de relativa fácil digestão pode ser conveniente neste momento. E não é por acaso que criou-se a popularidade do consumo de proteínas de rápida digestão na primeira refeição, a fim de objetivar o rápido fornecimento de aminoácidos ao corpo e então fazê-lo responder anabolicamente a esses estímulos, suprimindo, por conseguinte o catabolismo.

    Mas, seria isso mesmo necessário? Diante de tantos conceitos mudados atualmente, será que é tão significativo assim essa necessidade de consumo proteico de rápida digestão? É o que entenderemos a seguir…

    Proteínas: O mais importante

    Não é a toa que proteínas são os nutrientes fundamentais em qualquer tipo de dieta. Não importa se sejam de rápida ou lenta digestão, a verdade é que as proteínas DEVEM estar presentes em uma primeira refeição. Aqui, não nos cabe definir qual tipo de proteína usar, mas definir que elas estejam presentes nessa refeição. Sendo de alto valor biológico, isso certamente será o mais importante. A velocidade com que as mesmas serão digeridas será apenas considerada uma forma de otimizar todo esse processo.

    Quando passamos horas sem nos alimentar, os níveis de aminoácidos na corrente sanguínea tendem a diminuir. Se esse período for prolongado demais, o corpo começará a buscar outras fontes de aminoácidos, utilizando os próprios “mini estoques” do corpo, que na verdade são os músculos. Isso resultará em um catabolismo muscular ou na degradação desse tecido, afinal para o corpo o que importará NÃO é ter necessariamente estoques, mas sim suprir as suas necessidades momentâneas.

    Assim como os estudos mostram, o consumo geral de proteínas completas no decorrer do dia ou até mesmo nos dias de recuperação, influenciam MUITO mais do que a rapidez com que são digeridas imediatamente após o treino.

    Cupom de Desconto DDM

    As proteínas de rápida digestão

    Entretanto, sabe-se que as proteínas de rápida digestão podem representar alguns benefícios. Entre eles, podemos citar:

    – Esvaziamento gástrico mais rápido;

    – Digestão facilitada;

    – Elevação das concentrações de insulina no corpo;

    – Praticidade no consumo;

    – Menor capacidade gástrica requerida, ou seja, consegue-se ingerir boas quantidades de proteínas em menores volumes de alimentos.

    Bebendo proteína de rápida digestão

    Esse tipo de proteína é ideal para pessoas que necessitam de um esvaziamento gástrico rápido, como aqueles que treinam nas primeiras horas do dia e não tem tempo hábil para digerir uma refeição sólida antes do treino, indivíduos que possuem baixa capacidade de digestão e necessitam de esvaziamento gástrico mais rápido a fim de evitar desconfortos na região, pessoas que não fazem uso de grandes quantidades de carboidratos e podem obter o benefício da elevação da insulina, entre outros.

    A maior associação que se pode fazer frente ao consumo de proteínas de rápida digestão é mesmo a necessidade de esvaziar rapidamente o estômago, pois em quesitos metabólicos muito poucas são as influências perto do valor que terá de investir. Logo se você não tem problemas com esvaziamento gástrico lento, não vale a pena gastar dinheiro com esta proteína neste período do dia.

    As proteínas de lenta digestão

    Em contrapartida, as proteínas de lenta digestão podem ser representadas com benefícios como:

    – Controle maior da glicemia pós-prandial;

    – Fornecimento de aminoácidos na corrente sanguínea por mais tempo;

    – Supressão a picos de insulina (Caso seja necessário, por exemplo, devido a hiperinsulimias do indivíduo).

    Tais efeitos podem ser interessantes para todos os indivíduos os quais não se encontram na primeira categoria e também para aqueles que desejam poupar o bolso, optando por alimentos bem mais baratos.

    Proteínas de lenta digestão

    Conclusão

    Podemos concluir então que o importante é ingerirmos proteína de alto valor biológico na primeira refeição, seja ela de rápida ou lenta digestão. O diferencial estará nas necessidades de cada pessoa, sendo melhor o consumo de proteínas de rápida digestão para indivíduos que precisam de rápido esvaziamento gástrico e de lenta/média digestão para as demais pessoas

    Assim, lembre-se: Independente do que você vá consumir, opte por ter certeza de que está consumindo quantidades e tipos suficientes de proteínas para atender suas necessidades individuais.

    Boa primeira refeição.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */