• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Qual é o segredo do emagrecimento?

    Descubra a diferença entre perder peso e perder gordura corpórea, e saiba qual caminho você deve seguir para tais objetivos

    Emagrecer é o sonho de muitas pessoas, mesmo aquelas que não encontram-se em estados de sobrepeso, mas, acham que podem melhorar ainda mais a sua aparência ou mesmo o seu condicionamento físico através disso.

    qual o segredo do emagrecimento

    Comprar Whey Protein Feminino

    Ainda, em quadros mais sérios, como os de obesidade, o emagrecimento torna-se algo fundamental na vida da pessoa para que, ela possa evitar doenças decorrentes a este, evitar constrangimentos  (no mercado de trabalho ou mesmo no dia-a-dia) e, principalmente, para melhorar sua qualidade de vida como um todo.

    Porém, da mesma forma que o emagrecimento tem se tornado algo altamente desejável por alguns indivíduos, ele tem sido também um mar de “tormento”, de “dúvidas”, “incertezas” e “frustrações”. Isso porque, muitas são as pessoas que sofrem, procuram fazer as coisas como lhes é instruída e, mesmo assim, não conseguem ter resultados.

    Diante desse fato, é possível nos perguntar: Então, qual é o segredo para emagrecer? O que essas pessoas estão fazendo que não conseguem perder peso e acabam desistindo e aderindo a obesidade, ou mesmo o sobrepeso, como “normais” em sua vida? É justamente sobre isso que iremos esclarecer adiante…

    Emagrecer: Perder peso ou gordura?

    Muitas pessoas ainda não conseguem compreender a diferença entre perder peso e perder gordura e acabam traçando planos, bem como, ficando frustrados por isso.

    Perder peso significa reduzir sua quantidade de MASSA TOTAL sob o peso da gravidade. Porém, perder gordura corpórea significa reduzir os níveis de panículo adiposo no corpo o que, não necessariamente pode interferir tanto assim no peso, visto outros fatores resultantes de um bom programa de emagrecimento.

    Dessa forma, é entendível que, por exemplo, se um indivíduo tem 95kg com 30% de gordura corpórea e, começa a praticar atividades físicas, comer adequadamente entre outros pontos e acaba, no meio do processo, ficando com 94kg, mas, 23% de gordura ele teve uma significativa perda de gordura corpórea. Porém, se ele tivesse caído para 90kg e reduzido seu percentual de gordura corpórea para 28%, certamente não poderíamos afirmar que ele teve grande perda de gordura, mas sim, de peso, o que significa que ele sacrificou massa muscular, perdeu água entre outros pontos.

    Portanto, quando muitos traçam seus planejamentos, eles acabam pensando unicamente no peso que querem perder e não na quantidade de gordura ou mesmo na estética de seu corpo. É altamente indicado ficar atento a isso e não fazer essa confusão a fim de prejudicar resultados.

    Emagrecer: Cortar calorias ou manipular a dieta?

    Obviamente, se estamos falando de obesidade ou graus elevados de sobrepeso, é muito provável que haja uma dieta hipocalórica para o indivíduo. Entretanto, nem sempre emagrecer significa reduzir suas calorias a ponto de entrar em uma dieta hipocalórica?

    Muitas vezes, um indivíduo com peso em eutrofia, mas, alto percentual de gordura corpórea, não tem massa muscular suficiente para entrar em uma dieta hipocalórica, pois, isso o deixará esteticamente e, principalmente, metabolicamente muito ruim. Dessa forma, por exemplo, pode-se pensar em uma dieta isocalórica, mas, com uma boa manipulação dos macronutrientes a fim de promover alguns impactos metabólicos no corpo do indivíduo e fazê-lo perder gordura sem necessariamente entrar em uma dieta hipocalórica.

    Cupom de Desconto DDM

    Por exemplo, pode-se usar uma dieta com menores teores de glicídios e uma maior quantidade de proteínas e lipídios, forçando o corpo a entrar em alguns processos de cetogênese, pode-se pensar em uma regulação dos carboidratos para os momentos do treino ou mesmo, pode-se manter uma dieta com nutrientes mais equilibrados e, através de manipulações no treinamento (mais aerobiose, treinamentos mais intensos entre outros) promover uma maior liberação de hormônios que possam sinalizar processos de lipólise. Mas, essas são só ALGUMAS das MUITAS possibilidades existentes.

    Desta forma, nem sempre cortar calorias pode ser o ideal reduzir as calorias, mas sim, pode ser mais interessante uma manipulação dietética. Isso poupará sua massa muscular, auxiliará em seu desenvolvimento e, ao mesmo tempo o fará queimar gordura corpórea.

    Aliar a dieta com o treinamento: O principal fator para perder gordura corpórea

    É inevitável que, perder gordura corpórea esteja necessariamente aderida ao fato de termos de fazer dieta e nos alimentarmos adequadamente. Porém, tão importante quanto isso é ter uma prática regular de exercícios físicos. Aliás, não somente pelo emagrecimento em si, mas, principalmente para a sua saúde, sabe-se que hoje o sedentarismo MATA MAIS DO QUE A OBESIDADE e sabe-se também que a prática não regular de atividades físicas (os famosos atletas de final de semana) também não é algo saudável, podendo gerar alguns prejuízos para a sua saúde.

    queimar-calorias

    Porém, muitas pessoas praticam exercícios físicos e, ao mesmo tempo, mantém uma rotina e treinamentos, mas, mesmo assim não conseguem queimar gordura corpórea. Então, seria algum problema individual? Na maioria das vezes não.

    O resultado de não conseguir queimar gordura corpórea deve-se ao fato de que a dieta não está adequada ao treinamento ou vice-versa. Por exemplo: Uma dieta muito baixa em calorias nem sempre compactua com uma prática de atividades físicas muito prolongadas. Uma dieta com um déficit menor, talvez possa ter uma prática um pouco mais duradoura, por conseguinte. Ás vezes, você pode estar ingerindo menos proteínas do que seu corpo necessita para se recuperar de seus treinamentos. Às vezes, pode estar ingerindo mais carboidratos do que o ideal para o seu tipo de treinamento.

    Se não temos uma dieta que seja devidamente coerente aos nossos objetivos com o treinamento, fica difícil queimar gordura corpórea e, principalmente, preservar a massa muscular. Não adianta você se matar na academia e não ter uma boa dieta assim como não adianta ter uma dieta de ponta, mas, não ter uma prática de exercícios que esteja aliada a ela.

    Não seja 50% treino e 50% dieta. Seja 100% EM AMBOS!

    Conclusão:

    Contudo, podemos chegar ao ponto de que o emagrecimento é relativamente fácil, mas, possui algumas exigências as quais, se forem quebradas, certamente não gerarão bons resultados.

    É imprescindível que se estabeleça primeiramente a diferenciação entre perder gordura corpórea a perder peso, é necessário que se entenda que nem sempre eliminar ao máximo as calorias da dieta irá significar queimar maior quantidade de gordura ou tampouco não ter uma dieta que seja sinérgica e aliada ao seu treinamento.

    Dicas pequenas, mas, extremamente valiosas de pontos diversos certamente o auxiliarão no dia-a-dia a melhorar seus protocolos e, portanto, obter cada vez mais resultados satisfatórios.

    Bons treinos!

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */