• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Refeição do lixo, trembolona e GH: Profissionais realmente fazem isso?

    Entendo melhor sobre o Cheat Meals

    Depois da onda que houve dos mal entendidos interpretados por muitos brasileiros a respeito do tal “GH15”, parece que a história de que “Cheat Meals (refeição do lixo), trembolona e GH” seriam sinônimos de fisiculturismo e, mais do que isso: Que aliando esses três principais fatores, você já conseguiria atingir 80% do que os profissionais de fisiculturismo conseguem. Entretanto, se isso realmente fosse verdade, corpos esculturais seriam vistos diariamente nas ruas, nos ginásios de musculação ou em quaisquer outros lugares quando, na realidade, o que é possível observar é algo totalmente inverso a isto.

    refeicao-do-lixo-trembolona

    Entretanto, o que há de verdade nisso? Cheat Meals, Trembolona e GH realmente estão presentes no fisiculturismo? E, se realmente eles estão, o que há de verdade sobre esses itens e sobre os abusos os quais ocorrem a respeito destes? Profissionais realmente estão mergulhado em um mundo de drogas e, unicamente se prezam a isso, deixando a alimentação tida como “saudável” totalmente de lado e, apelando para “montarem” seus próprios corpos com recursos diversos? Discutiremos um pouco mais a seguir…

    Entendendo o GH15

    Muitas pessoas imaginam que ao se falar em GH15, estamos mencionando um só indivíduo que se citava como um ex profissional, mas ainda presente no meio do fisiculturismo de alite, quando, na verdade, isso é um mito. GH15 na realidade eram sim profissionais (não de alto renome), mas que na realidade, constituíam-se de pessoas as quais promoviam discussões não tão somente a respeito do uso de ergogênicos. Esses, na realidade, eram detalhes comentados por eles. Muito mais do que isso, os assuntos eram diversos e os membros desse “grupo’’ eram selecionados como em uma espécie de “seita” onde era necessário indicação para entrar.

    Esses profissionais realmente falavam muitas verdades e o intuito não era o sensacionalismo. Na verdade, o sensacionalismo começou a existir na medida em que ALGUMAS postagens vazaram do grupo e foram erroneamente interpretadas (e também traduzidas) por algumas outras culturas, inclusive, que desconheciam verbetes e gírias usadas no grupo que, por sinal, davam sentido totalmente diferente às colocações.

    Sendo assim, o GH15 foi mal compreendido e o grupo se desfez, mesmo assim, continuaram a existir postagens com procedência um tanto quanto duvidosa, mas que não se pode afirmar com total certeza a natureza.

    Desta forma, o GH15 virou sinônimo do que os outros queriam entender como conveniente e não do que realmente ele passava. Entre essas interpretações e entendimentos estavam as de que profissionais estão mergulhados em um mar de drogas (apenas nisso) e pouco se importavam com os outros fatores, visto que a principal variável (ou seja, as drogas) estavam devidamente ajustadas. E é óbvio que para um leigo, frente a meia dúzia de explicações, isso faria total sentido.

    Mas é óbvio que isso não acontece na vida real, pois como já mencionado, se fosse tudo tão fácil, veríamos corpos descomunais a cada esquina ou a cada beco que passássemos.

    Não quero entrar em quaisquer méritos dos entendimentos de GH15, claro! Isso levaria uma discussão longa demais, o que não é o nosso objetivo hoje.

    Refeição do lixo e profissionais

    Existem profissionais de diversas categorias, alturas e pesos diferentes. Obviamente, mais ainda amadores os quais também estão em diferentes classes de pesos e alturas. Entretanto, sejam os amadores de alto nível, como os da NPC ou mesmo os profissionais da IFBB, todos eles possuem pesos relativamente elevados para suas estruturas, afinal, a quantidade de massa muscular que eles têm é bastante grande.

    Sendo o tecido muscular o que mais consome energia pelo corpo, portanto, tendo um alto desprendimento energético, imagine um atleta desses, aliando esse fator a alta intensidade de treinamento, a sua rotina diária e, claro, consideravelmente ao uso de ergogênicos, como fará para conseguir comer o que necessita para suprir suas necessidades nutricionais. Espero que você tenha os pés no chão o suficiente para saber que isso não é possível com “batata doce e frango”, claro. Entretanto, mais ainda você tem de ter o pé no chão para entender que “cheat meals” nesse caso não são exageros. A alimentação com alta densidade energética é NECESSÁRIA, não somente para suprir as necessidades nutricionais, que é o mais importante, mas ainda, para não causar dilatações gástricas (e prejudicar a aparência), não causar desconfortos gastrointestinais entre outros.

    Veja bem: A maioria não faz ideia do quão pouco come. Vejo indivíduos com 80kg comendo 3000Kcal por dia e achando que isso é muito … Ora! O nível profissional requer COMIDA DE VERDADE E EM QUANTIDADES DE VERDADE. A maioria de nós mortais não conseguimos resultados significativos simplesmente porque não conseguimos superar esse platô, especialmente da alimentação. Ficamos com medo de engordar, não conseguimos comer o suficiente pela nossa baixa capacidade gástrica ou ainda, não fazemos noção que somos muito pequenos e precisamos comer mais. Aliás, nós não temos noção do quão “leve” é o nosso treino, por mais pesado que isso seja para nós…

    Porém, não são as drogas que vão justificar que um profissional coma “de maneira densa”, mas sim, todo um quadro, que envolve desde seu peso, metabolismo, o próprio uso de drogas e a altíssima intensidade de seus treinamentos. Eles realmente tem corpos diferenciados, metabolismo diferenciados e, mesmo que excluíssemos o fator droga da dieta deles, os mesmos ainda seriam MUITO, MUITO SUPERIORES a nós.

    Imagine um metabolismo atípico com um indivíduo de 140Kg em offseason… Agora, imagine que, para manter esse corpo ele necessite de 10 ou 12 mil calorias por dia (você acha que isso é brincadeira ou exagero? Se sim, recomendo que reveja seus conceitos com muita urgência). Agora, imagine que ele vá decidir comer isso com arroz e frango ou arroz e carne que é um pouco mais calórico… Certamente não passaria nem perto de conseguir o que precisa… Como calorias e, portanto, nutrientes não vem por telepatia, mas sim, por alimentação, ele irá ter de se alimentar de alguma forma e, o que resta é incrementar não volume de comida, mas sim, de densidade energética… E é isso que muitos não entendem e acabam unicamente justificando isso com o fato do uso de drogas (que não será desconsiderado, mas, como citado, não é o fator principal).

    Você já parou para observar que a maioria dos atletas amadores e profissionais infelizmente padece com sofrimentos gastrointestinais, chegando a desenvolver úlceras, hérnias, pedra na vesícula entre outros males? Pois bem, é justamente devido a uma alimentação muito densa e fibrosa. Portanto, quanto menos densa for a alimentação em quantidade e, ao mesmo tempo, mais calórica ela puder ser, então, mais conveniente é e, por isso mesmo que eles realizam essas práticas.

    O ganho de gordura é inexistente com o uso de GH e Trembolona?

    Na realidade, quem criou essa popularização de que GH com Trembolona pode fazer o indivíduo ficar seco o ano todo, não passou de um paspalhão que não gosta de fazer dieta e quer comer tudo o que quer na hora que quer. GH com Trembolona podem ter poder lipolítico, mas, eles não muito conseguirão fazer por quem não tem disciplina e força de vontade. Se você, simplesmente achar que seus bons resultados serão baseados no uso de drogas e, não se comprometer com outros itens com uma seriedade ainda maior, certamente você será refém de maus resultados. De uma maneira geral, uma coisa é ter coadjuvantes que possam te ajudar, outra é fazer desses coadjuvantes fatores principais.

    Às vezes vemos reféns cada vez mais novos de conceitos que não existem no mundo profissional. E esses mesmos indivíduos são os que conseguem menos na musculação e pouco tempo depois já estão desistindo.

    refeicao-do-lixo-trembolona-resultados

    A musculação e o esporte de uma maneira geral requer hábitos. Requer formas de fazer dia-a-dia o que precisa ser feito na hora em que precisa ser feito. Comer o que se deve na hora que se deve, treinar o que se precisa, não o que se gosta são pontos fundamentais para que você se desenvolva de maneira realmente diferencial e  com ou sem o uso de substâncias ergogênicas.

    Conclusão:

    De maneira conclusiva, podemos entender que o conceitos criados sobre o uso de drogas e a má alimentação, nada mais passam do que mitos feitos por pessoas as quais não tem comprometimento com os aspectos relevantes para obter bons resultados (leia-se com a dieta e o treinamento).

    Portanto, você precisa entender que terá de fazer o que necessita ser feito na hora em que precisa ser feito e, nenhum coadjuvante poderá realmente ser eficiente sem esses pontos a serem considerados.

    Bons treinos!



    /* */