• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Sanduíches, biscoitos e barras de cereais: Boas opções para refeições intermediárias?

    Muitas pessoas costumam fazer refeições intermediárias com alimentos como sanduíches, biscoitos cream cracker, barras de cereais, salgados e etc. Será que este tipo de alimentação intermediária traz bons resultados na musculação?

    As refeições intermediárias são refeições que são feitas entre as principais, para poder preencher a lacuna de alimentação do dia a dia. Muitas pessoas acabam pensando que essas refeições não são tão importantes assim e a fazem apenas como uma regra para dizer que estão se alimentando. Essas refeições são muito preenchidas com lanches, biscoitos, barrinhas de cereais, salgados e etc. Mas será que para quem busca bons resultados, essas são boas opções?

    Sanduíches naturais são boas opções para refeições intermediárias?

    Comprar Suplemento Creatina da Prozis Sports

    Neste artigo vamos tentar entender se a cultura brasileira de não levar muito a sério as refeições intermediarias, pode ser feita também por praticantes de musculação que buscam bons resultados estéticos. Se você é um deles e costuma não levar a serio suas refeições intermediárias, é melhor ler o artigo todo.

    A má alimentação por parte de praticantes de musculação

    Não é incomum que eu receba alguns clientes um tanto quanto peculiares em suas necessidades. Pessoas que já treinam a um tempo consideravelmente alto e mesmo assim não obtém resultados. Aliás, isso é tão claro e comum que podemos observar nas academias sempre os mesmos corpos, mesmo que a pessoa treine a dois ou três anos. São poucos os que realmente conseguem ganhos significativos e, normalmente, esses são os que mais são considerados extremistas.

    Mas voltando ao enfoque, essas pessoas as quais me procuram por falta de resultados passam previamente por uma triagem avaliativa para que eu possa conhecer suas rotinas e, posteriormente, otimizá-las. A grande surpresa é que a maioria culpa, injustamente, a genética. Ao observarmos os seus planejamentos alimentares, um grande susto vem a tona:  basicamente 85% dos praticantes de musculação possuem uma alimentação pífia, regrada a alimentos que obviamente não darão bons resultados. Coisas como a inserção de dois ou três sanduíches de presunto e queijo no dia, salgados, cafés, biscoitos, bolachas, frutinhas, um corpo de iogurte antes do treino e por aí segue a lista…

    Obviamente, um indivíduo não obterá bons resultados comendo dessa forma. De igual importância, não está apenas o café da manhã, almoço e jantar, mas sim TODAS AS REFEIÇÕES, sejam elas principais ou intermediárias. Não é porque uma refeição é “intermediária” que ela não terá importância no aspecto do anabolismo muscular. Todas as refeições são de iguais importância, coloque isso na sua cabeça! Nós devemos entender que  é necessário fornecer qualidade e quantidade de macronutrientes o dia INTEIRO, para que o corpo possa otimizar seus processos, tanto de ganho de massa muscular quanto de redução de gordura corpórea.

    biscoito-tipo-cracker

    Se começamos a utilizar alimentos “lixos” durante o dia, não podemos ter resultados além de “lixos” também. Assim, culpar a genética, na maioria das vezes, deveria ser entendido como “rever os protocolos dietéticos”.

    Mas, por que não utilizar esses alimentos no decorrer do dia?

    Creio que o extremismo não seja o caminho para quem não visa competição. Isso quer dizer que não é o ideal a retirada completa desses alimentos, caso você goste. Entretanto, eles devem ser consumidos o minimamente possível.

    Biscoitos, barras de cereais e coisas do tipo apresentam em sua composição farinhas, açúcares simples, uma quantidade horrorosa de sódio, uma quantidade de gorduras hidrogenadas e mais alguns conservantes químicos.

    Os sanduíches por mais naturais que pareçam ou possam ser, normalmente não atingem uma quantidade proteica adequada. A maioria desses sanduíches utiliza frios e lacticínios, embutidos que contém uma quantidade exorbitante de sódio. Isso sem contar alguns nitratos e outros conservantes, além de proteína de soja, gorduras processadas e outros. Ainda contamos com a adição de uma maionese ou algum outro molho, a mistura de queijos (ricos em cálcio) com alimentos ricos em ferro não heme, entre outros aspectos. Esses lanches também apresentam pães os quais levam açúcar ou, se não levam açúcar, levam uma quantidade de farinha branca relativamente alta. E muitos indivíduos ainda caem na besteira de usar esses alimentos em momentos como o pós-treino, tornando a situação ainda mais desfavorável.

    Cupom de Desconto DDM

    As barrinhas de cereais não sei nem porque existem no mercado. Na realidade, creio que isso seja uma jogada de marketing para atrair os bobos que acham que comer cereal é comer coisa saudável. Na verdade não estão errados, cereais são mesmo saudáveis, mas a mistura que é feita nessas barrinhas, a deixa nada saudável. A base de glicídios simples, como a glicose ou mesmo a frutose, cereais banhados em mel, pedaços de frutas secas e uma boa porção de sorbitol para melhorar o sabor, essas barrinhas são utilizadas normalmente entre refeições, buscando praticidade. A triste realidade é que essas barrinhas apresentam nada mais do que meia dúzia de carboidratos porcarias, um valor energético ridículo, adoçantes e sódio.

    Barras de cerais no prato

    Preciso falar mais alguma coisa para responder a pergunta deste sub-tópico? Creio que não né, está mais do que claro os motivos de não utilizar esse tipo de alimentação durante o dia, principalmente como uma refeição.

    Mas, e a praticidade, onde fica?

    Obviamente, não são todas as pessoas que disponibilizam de um considerável tempo para o preparo de refeições complexas ou para o consumo dessas refeições. Muitos são os fatores que as impedem, como a correria do dia a dia, a impossibilidade de comer dentro do trabalho, o transporte delas e etc. Entretanto, existem SIM opções práticas para o consumo alimentar. Opções essas que certamente fogem dessas categorias acima citadas e que são muito mais práticas e nutritivas.

    Existem hoje no mercado, boas opções prontas para o consumo alimentar, mas é claro que você pode e deve utilizar a criatividade. Por exemplo, os substitutos de refeição em pó são suplementos a base de carboidratos e proteínas. Alguns contam até com adição de lipídios. Esses substitutos são ótimas opções práticas de shakes, mas nem todos tem acesso a ele, pois o preço no Brasil é um pouco salgado.  Dessa forma, por que não improvisar de maneira muito mais barata? Que tal a mistura de alguns gramas de farinha de aveia com albumina e MCTs ou alguma oleaginosa?

    Existem também boas opções de barras proteicas (eu disse barra proteicas e não de cereais). Atualmente estão cada vez mais fabricando barras com proteínas de qualidade, boa adição de gorduras (advindo de MCTs e ômega-3) e redução a quase zero de açúcares. Logicamente, a adição de fibras e uma boa porção de vitaminas e sais minerais também são características chamativas desses produtos. Infelizmente são poucas as opções que existem no Brasil, mas para quem tiver a oportunidade, certamente vale a pena experimentar.

    As boas e velhas marmitas também devem ser companheiras indispensáveis de um bodybuilder. Infelizmente são muitas as pessoas que sentem vergonha ao abrir uma marmita com frango e arroz ou batata em pleno público ou arrumar um lugar para que possam se alimentar. Obviamente, esses não estão prontos para seguir esse caminho de tamanho esforço.

    Se você é daqueles que procura aliar opção saudável, praticidade e sabor, saiba que hoje em dia existem cada vez mais inúmeras linhas de fast food que vem investindo em uma alimentação relativamente saudável, com menos adição de gorduras, cortes de carnes magras e coisas do tipo. Basta saber procurar. Não vou fazer propagandas aqui, mas quem me segue nas redes sociais, deve saber do que eu estou falando…

    Sanduíches de fast food saudáveis

    Nos centros urbanos, fica muito mais fácil parar em um shopping center e realizar sua alimentação sem grandes problemas. Basta ter cuidado com a adição de molhos, porções grandes de sódio e saber escolher bem o local sempre. Dependendo de como for, alguns lugares até passam a fazer a comida do jeito que você pede, então use e abuse desses pequenos benefícios que incrementam tantos ganhos na rotina, tanto em termos de tempo, como dietéticos. É importante lembrar que essa última estratégia deve ser feita apenas por pessoas experientes as quais possam relacionar a quantidade média de macronutrientes e alimentos para aquela refeição. Do contrário, pessoas menos experientes podem acabar por comendo demais ou de menos. Portanto, atenção, sempre!

    Conclusão:

    Depois de tantos motivos para você não usar esses alimentos “lixos” em sua refeição intermediária, nem precisaria de uma conclusão, não é mesmo?

    Obviamente depois desse artigo nós sabemos que este tipo de alimentação não é a mais indicada para quem quer ter bons resultados na musculação. Utilizar sanduíches, biscoitos, barras de cereais, salgados e etc, são para casos ocasionais e não para suprir necessidade do dia a dia. Não fique com a ideia de que “refeição intermediária” não é importante, pois todas as refeições são. Portanto você deve nutrir-se adequadamente em todas elas.

    Para os que buscam praticidade, suplementos como hipercalóricos, substitutos de refeição, barras de proteína podem ser boas pedidas. Para os que gostam de aliar sabor, praticidade e nutrição, hoje em dia existem bons fast food que podem ser utilizados uma vez ou outra.

    Portanto alimente-se corretamente e amplie seus resultados.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon (@marcelosendon)



    /* */