• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Saúde é Saúde, esporte competitivo é… Outra coisa! – Pt 2

    Entenda a diferença de objetivos que existe dentro de uma academia. Qual o seu objetivo? – Pt2

    Comprar suplemento Caseína da Probiótica

    Continue lendo sobre as diferenças de objetivos.

    É perfeitamente comum que um indivíduo que busque bem-estar faça uma ou duas vezes por semana um gostinho de ir a uma rede de Fast Food e se exercite 3 vezes por semana. [ad#2]Mas será que isso é realmente viável para um indivíduo fisiculturista em pré-contest? Certamente não! Aliás, não condeno nem os 3 dias na semana, pois isso variará com o método a ser utilizado, mas sim, quanto a ir a uma rede de Fast Food duas ou uma vez, que seja, por semana.

    Da mesma maneira, não podemos aplicar uma dieta voltada para um fisiculturista para uma pessoa que não tem os mesmos hábitos e objetivos. Aliás, mesmo se tratando de esporte, devemos lembrar sempre da individualidade biológica dentro e fora de algum esporte específico, isto é, uma dieta e treino de um nadador não é a mesma de um jogador de futebol americano. Se, por acaso, resolvermos então prescrever uma dieta de um fisiculturista em offseason, provavelmente o indivíduo sedentário tenderá a acumular GRANDES quantidades de gordura, ter problemas renais e hepáticos pela proteína não aproveitada, ter níveis de colesterol alto e outros milhões de fatores.

    Cupom de Desconto DDM

    Então, o que dizer especificamente sobre a saúde em esportes competitivos? É um caso realmente sério. A vida de um atleta costuma ser curta e, para destacar-se, além de todo esforço, são necessários sacrifícios extras que podem não ser convenientes para a saúde como excesso de treinamento, alimentação restrita, uso de hormônios endógenos sintéticos e/ou ergogênicos, uso excessivo de suplementos específicos, carência ou excesso de miicro/macro-nutrientes e outras coisas.

    Porém, tudo isso deve ser colocado em uma balança afim de não prejudicar o atleta mais do que prepará-lo, propriamente dito. Afinal, como já citado, não é possível obter bons resultados seja qual for a modalidade com grandes problemas de saúde.

    Por isso, sempre saiba diferenciar um objetivo de outro e voltar-se para o seu, especificamente.

    Bons treinos.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */