• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Saúde é saúde, esporte competitivo é… outra coisa! – Pt1

    Entenda a diferença de objetivos que existe dentro de uma academia. Qual o seu objetivo? – Pt1

    Comprar Suplemento de Cafeína Pura

    Saúde é saúde e esporte é esporte. Aliás, isso não deveria ser nem discutido e, tampouco, ser desconsiderado. Aliás, deveria ser tão comum quanto beber água quando se tem sede.

    Não é segredo para absolutamente ninguém que saúde compactua com o esporte conferindo melhores hábitos e melhor qualidade de vida em um geral.

    [ad#2]Todavia, o esporte deve ser diferenciado em esporte voltado ao bem-estar, isto é, esporte que visa os bons hábitos de vida levados à prática com o intuito de prolongar a vida, ajudar no tratamento de alguma patologia ou, simplesmente descontração e esporte competitivo no qual o foco é a competição, a superação não só de seus próprios limites, mas de outras pessoas também. Afinal, ninguém entra em um campeonato qualquer buscando o segundo ou o terceiro lugar, não é mesmo? Você tem de ser o melhor e, para isso fará o que for necessário, logicamente, dentro de um bom senso.

    Cupom de Desconto DDM

    Primeiramente, quero deixar bem claro que ambos os “tipos de esportes” tem suas lógicas e seus objetivos e, ambos estão certos, de acordo com o objetivo do indivíduo.

    O que gera muita confusão, na realidade é achar que esporte competitivo é a mesma coisa que esporte de bem-estar, isto é, justificar os fins utilizando os mesmos meios. E é aí que ocorrem os grandes erros. É injustificável desta maneira. A grosso modo, é querer fazer um omelete com tomates no lugar de ovos e achar que o resultado será satisfatório pois ambos são produzidos no campo. (Ok, exemplo pífio!)

    Esporte competitivo não tem saúde como foco (aliás, sem saúde nada pode ser alcançado, porém, esta também é sacrificada em parcelas em alguns casos) e sim a capacidade que o indivíduo busca para tal objetivo, seja saltar 50 metros, pular extremamente alto, ter músculos fortes e definidos, nadar mais rápido, correr mais rápido, pedalar mais rápido ou seja lá o que for.

    Os fatores de treinamento, descanso, dieta, suplementação e estilo de vida de um atleta ou de um indivíduo que tem como foco a competição é totalmente diferenciado e deve ter uma individualidade ímpar.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */