• Banner Muscle Milk

Aprenda o que são os termogênicos, se eles emagrecem e como agem no organismo!

POR -

Entenda o que são os termogênicos, como funcionam, seus principais componentes, seus benefícios, efeitos colaterais, efeitos na perda de peso e muito mais! O artigo mais completo sobre termogênicos da internet brasileira!

No âmbito esportivo, a utilização de complementos e suplementos dietéticos tem se mostrado cada vez mais não só funcional para manter ou suprir as necessidades alimentares dos praticantes das mais diferentes modalidades (que, normalmente são maiores do que as de um indivíduo sedentário), mas também, largamente eficazes no aumento da performance do indivíduo, trazendo por conseguinte um considerável incremento em suas condições de superação e também de efetividade na busca de seus objetivos, sejam eles competitivos, estéticos ou outros quaisquer. Estes, são os suplementos ergogênicos, que são aqueles que possuem a finalidade do aumento de performance ou, simplesmente de obtenção de alguns melhores processamentos metabólicos, tais quais a creatina, a alguns ácidos específicos e, claro, os termogênicos que são nosso foco neste artigo.

Entre os efeitos relacionados ao uso de ergogênicos mais comuns, está a chamada “termogênese”, ou seja, a utilização de substâncias ergogênicas termogênicas para determinadas finalidades. Por conseguinte, a definição básica da palavra Termogênico submete-se a definição designada a algo que produza mecanicamente, quimicamente ou metabolicamente calor. Desta forma, termogênese remete-se ao aumento de temperatura em dado corpo.

Esse aumento na temperatura corpórea já é bastante estudado e, por hora, também bastante eficaz na consequência de inúmeros fatores benéficos ao indivíduo, desde o simples aumento de performance até aspectos relacionados as suas condições físicas e corpóreas, sejam elas estéticas ou não. Um recurso ergogênico termogênico então, é aquela substância ou aquele composto (conjunto de substâncias sinergicamente combinadas para dada finalidade) que é capaz de aumentar a temperatura corpórea natural, otimizando inúmeros aspectos.

Os termogênicos são, normalmente encontrados hoje no mercado em forma de cápsulas, drágeas ou líquidos. Mas, recentemente, algumas versões em pó também estão disponíveis. Essas várias formas, fazem com que sua disponibilidade de consumo seja efetiva para os mais diferentes grupos de pessoas, nas mais diferentes ocasiões. Combinados com compostos sintéticos e/ou naturais, hoje existem intermináveis produtos de intermináveis marcas no mercado nacional e, principalmente internacional. E, certamente isso gera inúmeras dúvidas ao consumidor (principalmente porque a maioria deles não é bem orientado ou, se quer é orientado por profissionais qualificados).

Se, as substâncias aumentam a temperatura do corpo, devemos então entender como essa termogênese traz tantos resultados, não é mesmo?

Em primeiro lugar, através do aquecimento corpóreo, há uma certa vasodilatação. Isso faz com que maiores quantidades de sangue possam passar pelos vasos sanguíneos, distribuindo então, os mais diferentes nutrientes ao sistema como um todo. Isso faz com que os processos fisiológicos, como já citados e, por conseguinte a performance aumente. E isso, já seria uma grande vantagem se, ainda não apresentasse seu principal fim: Através desse aumento de temperatura, também aumentamos nosso metabolismo natural em seus inúmeros processos fisiológicos e, em tempo, entre os mais buscados, está a utilização da gordura corpórea armazenada como fonte de energia. Essa utilização ocorre basicamente, pois, com o aumento do metabolismo, aumentamos o gasto energético. Se, esse gasto, desprende o uso de fontes primárias tais quais os glicídios, isso força o corpo a utilização de fontes secundárias, como a então citada gordura corpórea. Além disso, deve-se lembrar que muitas dessas fórmulas ainda contam com outras substâncias não termogênicas que podem aumentar a efetividade desse processo.

Outro fator bastante interessante quanto ao uso de termogênicos com a finalidade de perder peso é a diurese e a sudorese. Isso porque, quando falamos na maioria das substâncias presentes nos termogênicos, elas possuem dois efeitos básicos: O primeiro é a necessidade de depuração/eliminação, tais quais, por exemplo, a cafeína, a teofilina e outras xantinas. Mas, além disso, é possível que alguns estímulos ao sistema nervoso central possam fazer com que os níveis de ADH diminuam, forçando então ainda mais essa diurese e, não pelo ADH, mas por outros estímulos, relacionados, por exemplo, com níveis de catecolaminas elevados, o aumento dos batimentos cardíacos, o aumento da temperatura corpórea e a necessidade de refrigeração do corpo ou, de manutenção da temperatura do mesmo.

As principais substâncias presentes nos termogênicos

Hoje, no mercado de suplementação, a gama de termogênicos que existem é tão vasta que, seria impossível citar todos. Isso porque, cada um destes produtos, apresenta diferentes combinações e diferentes fontes de obtenção do efeito desejado, os fazendo diferentes entre si. Verdade seja dieta: E é isso que os diferencia, fazendo-o mais ou menos eficaz para determinado grupo de pessoas. Porém, ao que tenho visto, alguns ingredientes fundamentais são um ponto em comum entre quase todos os produtos hoje disponibilizados. Entre eles, podemos citar:

- A cafeína e outros estimulantes excitatórios: Utilizada há anos, é um potente estimulante do sistema nervoso central, um potente diurético e também uma substância capaz de estimular processos específicos metabólicos como a lipólise, através do estímulo que dá para a o aumento na produção e liberação de catecolaminas. Tendo uma meia-vida variante de indivíduo a indivíduo, que pode chegar a mais de 8h dependendo do caso, a cafeína hoje é não só uma das substâncias mais consumidas no mundo (inclusive por não praticantes de atividades físicas), mas também, é um dos compostos mais eficazes na perda de peso, segundo a última revisão publicada na International Society of Sport Nutition. Auxilia ainda, no controle e na redução da glicemia, ou seja, fator extremamente marcante para indivíduos com desníveis nos níveis insulínicos, principalmente pós-prandiais. Esta, é presente, desde o termogênicos mais simples nacionais como Ripped Extreme, Thermo Cuts Black e Thermogenic extreme black, até os importados mais conhecidos como Ripped Fast, da Universal, Thermofire da Arnold e Meltdown da VPX.

- Vitaminas e minerais: Em especial vitaminas do complexo B, como a cianocobalamina, a tiamina e a piridoxina, estas, dificilmente estão ausentes dos termogênicos. Isso porque, seus aspectos relacionados aos processos metabólicos energéticos do corpo são de real importância e, fundamentais para que eles possam acontecer. Assim, esses co-fatores enzimáticos do metabolismo energético (que, se bem manipulado, influencia a perda de gordura) são indispensáveis não só para a saúde, mas, para garantir o sucesso destes produtos. Algumas outras vitaminas, em especial as que possuem caráter antioxidantes também estão, na maioria dos casos presentes nos produtos. Em especial, a vitamina C é, talvez, após as vitaminas do complexo B, é a que tenha maior dosagem.

Alguns minerais podem ser adicionados, cada um, obedecendo determinada funcionalidade, seja como estímulo, como co-fator ou outra. Comumente, vemos o cromo que, apesar de controverso, apresenta alguns bons resultados em alguns indivíduos referentes ao controle de glicemia através de processos insulínicos.

- Taurina: A Taurina é também, sinergicamente combinada com a cafeína bastante usada entre esses compostos. Esse ácido orgânico é, na verdade, um aminoácido não essencial (que supostamente pode contribuir para o anabolismo muscular) presente em inúmeros tecidos, em especial no cérebro, músculo, fígado etc (aliás, ele, inclusive, depende da piridoxina para ser sintetizado). Além de intensificar alguns processos insulínicos, ela ainda é desintoxicadora, provavelmente por seus fatores diuréticos.

- Inibidores enzimáticos: Alguns poucos suplementos termogênicos ou “queimadores” possuem inibidores enzimáticos (caso do OxyElite Pro). Essa ideia é bastante interessante, pois, se inibir a ação de enzimas que estão ligadas com o processo de lipogênese, então temos a vantagem que este aconteça de maneira muito menos intensa ou, se quer aconteça de maneira significativa se bem aliado a uma boa dieta e um bom treinamento.

Porém, não devemos confundir esses inibidores enzimáticos com aqueles produtos que, apesar de serem da mesma categoria, promovem a inibição de enzimas digestivas, como os a base de faseolamina.

Precursores ou estimulantes dos hormônios produzidos pela tireóide (presentes, por exemplo no Lipo 6 Black) vêm também como grande influência. A ação que eles exercem nas células é estreitamente ligada ao metabolismo energético e ao controle como um todo do metabolismo, resultando assim, também, no controle do peso corpóreo (pessoas com distúrbios dessa natureza NÃO devem usá-los).

Compre o pré-treino Jack3d

Alguns outros estimulantes tais quais a sinefrina (presentes, por exemplo no Lipo Cut X, da Arnold Nutrition) ou, em alguns casos, a própria efedrina, também são abundantes na maioria dos casos. Entretanto, isso variará muito de acordo com o produto e com o local onde ele é vendido, devido à legislação.

Os termogênicos X Perda de peso: Eles realmente são tão eficazes assim?

Deve-se saber que o primeiro fator a ser observado quando o assunto é a perda de peso e, mais especificamente a eliminação de gordura corpórea é o balanço energético total do indivíduo. Parece um tanto quanto lógico pensar que, se o corpo tem mais energia do que precisa, armazenará o excesso em forma de gordura corpórea. Entretanto, caso contrário, ou seja, na falta, o corpo utilizará o que tem de armazenado para servir como energia para os diferentes processos, desde metabólicos até os processos mecânicos.

A forma dinâmica com que o metabolismo funciona, buscando sempre a homeostase (e claro, jamais alcançando) é fundamental na ação dos termogênicos. Como já dito, com a elevação da temperatura corpórea, temos um aumento no gasto energético também. Se, por conseguinte, esse gasto energético superar as necessidades do seu corpo, ou seja, se estiver bem adequado a uma dieta que atenda esse objetivo, então ele será não só eficaz, mas, será um ótimo suplemento a ser utilizado, desde que o indivíduo, claro, não tenha restrições a algum de seus componentes.

Entretanto, digamos que esse indivíduo tenha uma ingestão energética pouco mais elevada do que suas necessidades (o que teoricamente o faria ganhar peso) e então use termogênicos “compensando esse gasto” (o que não seria ideal, claro). Assim, a perda de peso não aconteceria, mas, o ganho também não.

Porém, como último fator e, diga-se de passagem, fator que mais vejo acontecer, são indivíduos com protocolos dietéticos errados ou, se quer sem um protocolo dietético e que fazem uso de suplementos termogênicos esperando ter bons resultados. Por melhor e mais caro que seja o produto que você esteja usando, não espere milagres, logo, se você se encaixa nesse último grupo, então, provavelmente deve desistir do uso destes.

Termogênicos X ganho de massa muscular

Se a principal função do termogênico é aumentar o gasto calórico corpóreo través do aumento da temperatura corpórea é um tanto quanto contraditório, compactuarmos o uso desse tipo de produto com o ganho muscular. Mas, não podemos esquecer que os termogênicos NÃO funcionam unicamente gastando calorias (pelo menos não todos), mas sim, auxiliando em diversos outros processos relacionados ao não acúmulo de gordura, como os inibidores enzimáticos. Isso pode, desde que bem aliado a uma dieta ser bastante conveniente e os fazer um suplemento de possível utilização na fase de ganho muscular. Além disso, seus efeitos estimulatórios podem ser bastante interessantes para algumas pessoas que gostam de treinar com um “aditivo a mais” em seu treino, tornando-os uma opção talvez até mais barata do que os chamados “pre-workouts”.

Quanto ao catabolismo muscular que os termogênicos podem gerar, devido a compostos catabólicos, isso pode ser evitado de duas formas: A primeira delas, é claro, evitando substâncias que apresentam naturalmente esse tipo de resultados. A segunda é dando a devida atenção a ingestão calórica. Mesmo simples estimulantes, podem gerar esses malefícios caso a dieta não supra as necessidades individuais energéticas e, claro, protéicas também.

Existe o melhor termogênico?

Hoje no mercado, as marcas e os produtos disponíveis com suas diferentes características, compostos, formas de utilização e particularidades extras são um dos maiores fatores pelos quais as maiores dúvidas passam a existir entre seus consumidores. O marketing aplicado nestes suplementos chega a ser tão grande que, muitos passam a basear seus ganhos e resultados nestes produtos. Por conseguinte, esquecem de fatores fundamentais como a dieta e o treinamento sinergicamente combinados.

Sabe-se que, apesar do grande número de placebos, também existem bons produtos. Mas, afinal, existe um melhor termogênico ou uma melhor marca?

Os fatores fisiobiológios individuais que definem qual ou quais tipos de substâncias podem ser mais ou menos eficazes. Não é a toa que alguns obtém melhores resultados com esse ou aquele produto, uma vez que esta individualidade faz com que naturalmente tenhamos maior ou menor sensibilidade a um ou outro composto ou ingrediente da fórmula. Isso pode ser justificado por N fatores, mas, o mais simples e correto a se dizer é que receptores dessas substâncias por ordem genética podem ser mais ou menos ativos perante a mesma.

Assim, não podemos jamais dizer que exista um produto melhor que o outro ou tampouco que há uma maior ou menor efetividade de tal, mas sim, que exista aquele produto que se adéque melhor às suas necessidades individuais, fazendo então com que este seja o melhor produto para você. E, como saber isso? Procurando auxílio profissional, é claro (ê em caso de substâncias mais fortes, auxílio médico).

Leia também: Melhor suplementos termogênicos do mercado

Banner Oxyelite Pro da Pekool

Os efeitos colaterais

Apesar dos benefícios que os termogênicos podem apresentar, não podemos desconsiderar seus possíveis efeitos colaterais. Entretanto, por mais uma vez, não só os efeitos colaterais, mas, a intensidade com que eles ocorrem estarão de acordo não com o produto, com seus compostos ou com a dosagem de cada um deles, mas sim, com o grau de sensibilidade do indivíduo, pelos mesmos motivos já anteriormente citados. Assim, pode-se dizer que tanto os benefícios quanto os malefícios não obedecem regras, mas sim, seguem um padrão individualizado.

Entre os efeitos colaterais mais comuns que podemos citar, principalmente devido a compostos estimulantes excitatórios, estão a insônia (e é por isso que não se recomenda seu uso próximo a momentos do sono), taquicardia ou aumento na frequência cardiorrespiratória (leve/moderada), agitação intensa, dores de cabeça (pela vasoconstrição), tremores, enjoos/vômitos, câimbras, irritabilidade gastrointestinal e perda de apetite (o que muitos não considerarão um malefício). Porém, em casos mais graves, sob uso indevido (superdosagem), normalmente, esses colaterais podem evoluir para desidratação intensa (diurese e sudorese), hiponatremia e perda de outros eletrólitos, taquicardia e aumento da frequência cardiorrespiratória de maneira intensa, podendo levar o indivíduo a fins como o infarto e a morte, sobretrabalho renal e hepático na metabolização destes compostos, irritabilidade intensa, distúrbios na tireóide (no caso de produtos que possuam compostos com finalidade de agir, de alguma forma estimulando a tireóide, o que pode gerar um efeito rebote) distúrbios psicológicos a morte (que por algum motivo, alguns insistem em desacreditar que é impossível, até verem o contrário.).

Para minimizar esses efeitos colaterais, em primeiro lugar é necessário equilibrar os fatores individualidade fisiobiológica + dosagem utilizada + sensibilidade ao produto + objetivos. Além disso, possíveis interações medicamentosas ou até mesmo de suplementos alimentares deve ser avaliada, visto que, por exemplo os pre-workouts normalmente não devem ser combinados com termogênicos, justamente pela grande probabilidade de superdosagem de estimulantes.

Conclusão:

Podendo ser considerada uma classe de recursos ergogênicos versátil, os termogênicos podem ser caracterizados principalmente e fundamentalmente por sua efetividade no auxílio da redução da gordura corpórea, na sudorese e na diurese, favorecendo então a diminuição da retenção hídrica subcutânea.

Com a gama de produtos que hoje são disponibilizados praticamente nos quatro cantos do mundo, torna-se evidente a difusão desses produtos e, principalmente, através de seu marketing, a busca e consumo também. Mas, vale sempre lembrar que, apesar de não podermos dizer que exista um melhor produto, mas sim, aquele que adéque às suas necessidades individuais e também às suas condições, algumas diretrizes de compostos aliados ao seu objetivo, podem e devem ser observados, podendo assim contar com a melhor escolha e a melhor combinação com outros suplementos alimentares.

Lembre-se: Não espere milagres dos suplementos alimentares e tampouco dos termogênicos: Dieta, treinamento e, claro, hábitos saudáveis de vida, normalmente orientados por bons profissionais qualificados são muito mais importantes e efetivos, seja qual for o objetivo.

Você pode conhecer todos os suplementos que são vendidos no Brasil, clicando aqui. Caso queira conhecer a enormidade de suplementos que são vendidos na maior loja de suplementos do mundo, clique aqui.

Bons treinos e boas conquistas!

Artigo escrito por Marcelo Sendon

  • Banner Whey Hidro Fusion da Xcore

Você curtiu esse artigo?  

Comente usando seu perfil no facebook


93 comentários em Aprenda o que são os termogênicos, se eles emagrecem e como agem no organismo!

Deixe seu comentário



Importante
Nós do site Dicasdemusculacao.com, não recomendamos o uso de NENHUM medicamento e/ou suplemento alimentar sem a prévia recomendação de um médico ou nutricionista. Não comece nenhuma rotina de treino sem a supervisão de um profissional da área do esporte. Nós NÃO NOS RESPONSABILIZAMOS por nenhum dano que as informações contidas neste site venha a lhe causar. Usar sem uma consulta a um especialista na área, será colocar a sua vida em risco. Lembre-se disto!
x