• Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 receitas para Ganho de Massa Muscular e Perda de Gordura.

  • X

    Ganhe de GRAÇA um E-book com 20 receitas

    Coloque seu e-mail ao lado e receba um e-book com 20 Receitas para Ganho de Massa e Perda de Gordura.

  • Cadastre seu e-mail, e receba todas nossas publicações   

    Treino de panturrilha: conheça cinco pecados bem cometidos

    Conheça os cincos erros mais cometidos nos treinos de panturrilhas. Aprenda-os para evitá-los

    Comprar suplemento ZMA da Xcore Nutrition

    Muitas pessoas reclamam da má genética quanto as panturrilhas. Na verdade, tanto o público masculino, quanto o feminino tem sérias queixas quanto a elas. Mas será que realmente é genético ou você está cometendo pecados ao treiná-las?

    Panturrilhas são músculos extremamente utilizados no dia-a-dia e garantem uma qualidade e volume na parte inferior das pernas. Mas algum poblema com o crescimento das suas? Conheça alguns erros frequentes no treino de panturrilhas.

    Conheça os 5 principais pecados cometidos em treinos para panturrilhas:

    1 – Usar pouca carga e abusar das repetições

    Panturrilhas são predominantemente formadas por fibras vermelhas. Logo, é comum que elas tenham muita resistências, justamente por sustentarem parte do nosso peso e serem exigidas quase que o tempo todo. Mas isto não quer dizer que você deva apenas solicitá-las com baixa carga e repetições altíssimas como 20 ou 30. Aliás, isso já é feito no dia-a-dia quando andamos, pulamos etc.

    Por isso, mantenha repetições um pouco mais coerentes.

    Cupom de Desconto DDM

    2 – Usar muita carga e fazer repetições baixíssimas

    Da mesma maneira que não deve-se realizar repetições extremamente altas, também não devemos tratá-las com treinos estilo basista. Usar 4 ou 2 repetições com uma carga gigantesca além de não ser um bom estímulo, ainda forçará os tornozelos a realizar movimentos extremamente fáceis de gerar uma lesão.

    3 – Tratá-la diferente de outros músculos

    Panturrilhas não devem ser tratadas separadamente. Deve receber o mesmo tratamento dos outros grupamentos. Ela necessita de estímulos pesados, periodizações e também de descanso. Então, trate-a com a mesma prioridade que trata o restante do corpo.

    4 – Esquecer de levantamentos Terra e Stiffs

    Jamais esqueça esses dois exercícios a partir de hoje. Eles são extremamente eficazes para as panturrilhas quando executados da maneira correta.

    O levantamento terra auxiliará a porção externa das panturrilhas e auxiliará no aspecto de fribrosidade. Já os stiff a trabalhação nas hiperextensões por inteira e ajudará não só a construí-las mas também a dar o aspecto de fibrosidade.

    5 – Movimentos curtos e muito rápidos

    Esqueça movimentos curtos sem amplitude e menos ainda movimentos extremamente rápidos. Concentre o movimento como se faz numa rosca concentrada ou até mesmo em um exercício isolado. Lembre-se de voltar o máximo possível do pé e fazer a extensão completa também!

    E agora, será que ainda falta algo?

    Sim, acompanhe no post seguinte um ótimo treino para panturrilhas.

    Artigo escrito por Marcelo Sendon



    /* */